Skip to Content

View Geocache Log

Found it houseofun found Terror no Aviário

Saturday, July 2, 2011Lisboa, Portugal

#1795

“Pés na Areia e Caches à Beira-Mar”

Enquanto o sol não perdia força, para não queimar muito – procurámos umas caches na zona – esta revelou-se uma aventura bem apelativa, apesar de ter tido de enfrentar o terror sozinho, pois o resto do team já só pensava em ir a banhos de sol e mar.

Inicialmente ainda receei que uma ave penada do outro mundo ansiando por vingança pelos milhares de cortes e degolações em seus congéneres iniciasse um ataque – mas o recinto estava calmo, com o sol a doirar as ervas e a tornar aquele campo de batalha em paisagem quase inocente e bucólica.

Acabei por circundar as zonas edificadas com cuidado – não querendo acordar tais aberrações – e já perto do ponto assinalado deparei-me com um cenário de pavor que não aconselho aos mais fracos – com vários utensílios e ferramentas que por certo tiveram por fim a concretização do mal ocorrido.

Mal entrei num dos recintos, murmúrios ecoavam pelas paredes e com a luz a desvanecer-se atrás de mim, senti frio - a única saída era encontrar algo que me garantisse sair dali com vida – algum artefacto para me garantir imunidade – só me restando continuar a procurar o esconderijo onde poderia estar.

Os minutos passavam rapidamente e a ala diminuía de tamanho – apenas a cache stash podia parar aquele encantamento e essa não aparecia…já na penumbra tropecei em várias caixas e cestos, espalhando novelos, ferros e ganchos – instrumentos de tortura, que agora apontavam para mim e que me levaram ao desespero e a deixar de ver por momentos por não conseguir enfrentar a luz tão forte que agora surgia ofuscando tudo à volta – qual luz de Galadriel como Estrela de Eärendil, que me guiou até ao esconderijo desejado.

Mal abri a cache, os ruídos naquela sala pararam e o silêncio pareceu eterno, até que acordando desta letargia, corri e saí para o exterior - onde o sol continuava a brilhar – e caminhando apressadamente sempre atento à retaguarda, cheguei ao cachemobile onde encontrei o resto da equipa que me aguardava.

Não revelei nada do que tinha acontecido – seria motivo de riso e gozo, certamente – não iriam acreditar…

Não vou comer frango tão cedo…e obrigado pela cache que me salvou deste infortúnio.

Acabei por não deixar, nem trazer qualquer item, não fosse a maldição me continuar a perseguir.

This entry was edited by houseofun on Tuesday, 19 July 2011 at 16:08:01 UTC.

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page