Skip to Content

View Geocache Log

Found it play mobil found Furada do Norte [Milfontes Powertrail #0]

Saturday, August 2, 2008Beja, Portugal

200808021700
Milfontes Powertrail #0

Assim mais ou menos em formato de prólogo da aventura, permitam-me que agradeça antes.
Agradeça primeiro a sequência de excepção que esta série de caches traduz e agradeça também a amabilidade dos owners ao disponibilizarem-nos as coordenadas das Milfontes Powertrail #0 e #1 prestes a aprovar, ao saberem da nossa intenção de visita. É claro que deixámos as folhas da frente em branco para os justos FTFs, mas foi um gesto muito simpático, de verdadeiro altruísmo e uma surpresa muitíssimo agradável. O nosso sincero bem-hajam por uma série de caches que nunca mais esqueceremos e principalmente pelo passeio que jamais teremos palavras para descrever, pela diversidade de sensações da Natureza com que fomos confrontados e de onde não pudemos trazer mais do que a memória dos sentidos, porque nem a máquina fotográfica foi capaz de roubar dali fosse o que fosse, e por isso pedimos desde já desculpa pela impotência dos logs.

Agora deixemo-nos de lamechices e lambidelas e passemos à série de caches em si.

O Powertrail foi mais ou menos programado desde o momento da publicação das primeiras caches da série, mas o terreno era uma espécie de ilha desconhecida no meio de terreno conhecido. Confesso que ao fazer um reconhecimento ordinário do terreno com as ferramentas do costume mas sem me levantar daqui, me ocorreu a ideia, agora absurda, de tentar a abordagem de automóvel, ou então descobrir uma via praticável e legal paralela à costa e tirar saídas perpendiculares até às caches, mas feitas as contas foi fácil pôr a ideia de parte e só agora sei o quão disparatada era a ideia, isto para além de nos desviar do genial e verdadeiro sentido da série.
Poderia ser só uma cache, talvez uma multi, que a ideia do Powertrail manteria o seu brilhantismo integralmente.

Como andava a dormir muito mal há duas noites consecutivas e não me atrevia a desafiar a play para percorrer o misto de escarpas e dunas entre o Malhão o o Porto das Barcas, porque embora sendo um dos terrenos preferidos dela talvez a distância envolvida fosse um bocado excessiva (não é nada), ainda fiz uns desafios e eis que a piratada nos resolve presentear com uma visita, e é claro que eu olhei para o cota-pirata e pensei logo: "És tu a vítima! Se eu não me aguentar à bronca podes comigo às costas!"
E assim foi! A play, a mãe-pirata e o pirata ficaram a banhos no Malhão e sabiamente decidimos que poderiam trazer os carros até ao Porto das Barcas para nos apanharem lá pelo fim do dia, já que também resolvemos fazer a abordagem depois da hora do calor para evitar a desidratação excessiva e um escaldão valente.

Assim, deixámos as chaves no Malhão e arrancámos os dois à "papo-seco" pelas dunas dentro, com 2 litros de água e a pensar que íamos atravessar um deserto que afinal estava povoado de pescadores! Houve ali uma pequena hesitação na abordagem à Furada do Norte mas acabámos por optar pelo caminho mais agradável e passámos do Malhão para a gigantesca laje povoada por pescadores de de costa e depois enfiámo-nos dunas adentro até à cache e até aí tudo bem. O GZ estava certíssimo e até encontrar a cache foi um ápice.

Perfeito. Já só faltam mais 6!

Muito obrigados!

detalhe I

Additional Images Additional Images

detalhe I detalhe I

detalhe II detalhe II

detalhe III detalhe III

et voilà! et voilà!

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page