View Geocache Log

Found it global trekkers found J-ATBASH-te Banho? [VN1000F]

Saturday, June 16, 2012Beja, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

#2640

Magnífico dia de geocaching!
Poder-se-ia pensar que me estar a referir a mais um repetitivo powertrail...mas não. Foi apenas uma cache: esta! Mais um claro triunfo da qualidade sobre a quantidade.
Esta cache já estava programada para ser procurada no ano passado, mas na altura, a que procurei antes ("A Rocha") tomou-me muito tempo e deixou-me quase nas lonas. Como estava a caminho do Algarve, tive de adiar a visita..até hoje!
Com o enigma já decifrado, partimos de Lisboa para a A2 e após alguns kms, fizemos o propositado desvio rumo a Sines e daí a V.N. de Milfontes. Após pouco mais de uma hora de caminho, cruzámos o rio Mira com o destino quase a aproximar-se. Logo vimos a placa para as "Furnas" e daí até ao spot de estacionamento foi um pulo. No local o mar apresentava-se transparente com um areal dourado e um temperatura (por volta de 27ºC) a convidar a ir a banhos. Mas o nosso destino, estava algures no interior da floresta, por onde seguimos pelo trilho de terra batida rumo às cascatas. Parecia que estávamos dentro de algum bosque de uma floresta de caducifólias de uma zona temperada da Europa central. Quem diria que um típico ecossistema ribeirinho Mediterrânico pudesse proporcionar tal surpresa.
No local da primeira cascata a água corria clara, límpida e em abundância e vontade não faltou de dar um mergulho. Mas a curiosidade era mais que muita e de imediato partimos para a segunda cascata, onde fomos brindados com uma clara sequência de rápidos e riffles naquele segmento de rio. Para alguém que trabalha em ecologia de rios, não poderia ter sido brindado com maior tesouro: o que chamamos um verdadeiro "troço de referência"! Após facilmente encontrarmos a cache, descemos um pouco mais até ao local da primeira cascata onde aí nos detivemos a refrescar naquela água límpida. No local ainda passou um grupo de 15 adolescentes com coletes e a subir o rio, certamente para alguma actividade radical. Dado o ano seco que estamos a viver, não deixa de facto de ser surpreendente a quantidade de água que nesta altura do ano o rio transporta..
Satisfeitos pelo banho, fui altura de deixarmos este ecossistema peculiar e de empreendermos o caminho de regresso à praia onde se encontrava o cachemobil. É sem dúvida um local de referência que não vamos esquecer e onde seguramente iremos voltar quando visitarmos esta vila. Valeu a pena o desvio de algumas dezenas de km para vir fazer esta cache.
Muito obrigado pela cache.

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us