Skip to Content

View Geocache Log

Found it Torgut found Museu do Traje/Costume Museum

Sunday, August 31, 2008Faro, Portugal

À chegada, somos recebidos por um funcionário pleno de cordialidade e profissionalismo, não se deixando desanimar pela tristeza de ver todo aquele espaço completamente vazio. O Geocaching tem-me aliás mostrado uma série de casos em que o investimento em estruturas culturais e de lazer não é correspondido pela adesão das populações. Talvez se deva deixar as pessoas passarem as suas horas livres passeando-se pelos hipermercados ou sentadas frente às televisões. Talvez seja melhor não continuar a dar pérolas a porcos na esperança de que os suínos alterem a sua natureza. Talvez.

Habitualmente não me convencem a entrar em museus, mas por razões bem específicas. Depois de uma série razoável de anos a trabalhar no Departamento de Investigação do Museu de Marinha, fui acometido por uma espécie de overdose que tem este poder de me manter afastado de espaços museológicos. Mas uma cache é uma cache, e a uns meros três quilómetros de casa, não poderia deixar de ser visitada por motivos tão futeis.

Mas, tal como dizia ao começar a redação deste log, o museu é mesmo uma boa surpresa. Bem organizado, com um percurso claramente delineado, é bem cuidado e o espólio exposto é geralmente interessante. Notam-se contudo alguns erros, que talvez sejam de menor monta, mas para os quais o resuscitado espírito profissional não deixou de me alertar.

Logo na primeira sala, os manequins envergando os trajos encontram-se trocados em relação às legendas. De resto, mais para a frente existem outros erros de legendagem. Depois, a forma imaculada como os trajos se encontram expostos chocam com a minha formação museulógica. A recriação da História através de um modelo deve transportar consigo não só os aspectos formais, reencontrados através de exuastiva investigação, mas também os aspectos prácticos, realistas, de uma exposição que pretende funcionar como uma viagem ao passado. Ora em inícios do século XIX, não é razoável esperar que um militar em campanha ou um camponês se apresentem com a roupagem impecavelmente limpa e lustruosa. Gostaria que a recriação da figura que estes homens e mulheres constituiam fosse acompanhada até ao pormenor possível. Incluindo técnicas de envelhecimento de materiais. Mais adiante, depois da muito interessante visualização do filme chamado "O Ciclo da Cortiça", existe uma bancada com elementos experimentais, que pretendem proporcionar ao visitante uma série de sensações relacionadas com as propriedades físicas da cortiça. Só que embora o painel contenha instruções, alguns (ou pelo menos um) dos elementos estão em falta, lançando alguma confusão sobre quem se aproxima. Não custa deixar um apontamento quando se torna necessário retirar um elemento da exposição.

Seja como for, a apreciação global do museu é positiva. Soube bem sentar um pouco a ver o filme documental, e visitar o edíficio onde a projecção é feita, culminando no espaço culutural onde se encontram duas exposições, uma de pintura e outra de fotografia. De resto, a intensa actividade que neste espaço se desenrola, descrita num panfleto do Grupo de Amigos do Museu é agradavelmente surpreendente. Uma pena que já não esteja a viver aqui à beira, do outro lado do cerro... senão viria usufruir das muitas propostas divulgadas... e mesmo assim estou bem capaz de aparecer para a noite de Jazz em Setembro.

A cache está colocada num dos locais mais impressionantes do complexo do Museu. Encontrada com facilidade devido à dica, mas, pareceu-me, com um desvio já excessivo nas coordenadas.

Saimos pelas 17:00 e o simpático colaborador fechou as portas atrás de nós, mantendo sempre uma postura agradável, nunca nos pressionando para nos apressarmos e nunca assumindo uma atitude de controle que tanto enerva noutros museus.

De novo digo, já certo de que é pouco mais que escusado deixar sugestões aqui, que quando se cria uma cache deste tipo, se deve deixar a informação se a visita ao espaço pago e com horário é necessária para encontrar o contentor. Enfim...

gc-museutrajo-00

Additional Images Additional Images

gc-museutrajo-00 gc-museutrajo-00

gc-museutrajo-01 gc-museutrajo-01

gc-museutrajo-02 gc-museutrajo-02

gc-museutrajo-03 gc-museutrajo-03

gc-museutrajo-04 gc-museutrajo-04

gc-museutrajo-05 gc-museutrajo-05

gc-museutrajo-06 gc-museutrajo-06

gc-museutrajo-07 gc-museutrajo-07

gc-museutrajo-08 gc-museutrajo-08

gc-museutrajo-09 gc-museutrajo-09

gc-museutrajo-10 gc-museutrajo-10

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page