View Geocache Log

Found it Gato Maltês found Castelo de Porto de Mós

Wednesday, November 28, 2012Leiria, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

[blue]#594[/blue] - 14:45

Às vezes até me considero um seguidor das previsões “mentirológicas” que alguns sítios virtuais apregoam e afiançam como certeiras, mas alturas há em que recorro ao método científico que um ancião da humilde aldeia onde nasci me ensinou. Ainda me recordo, na minha figura de gaiato traquina, quando o Ti Vitorino passava defronte ao pedaço de terreno onde eu costumava brincar e eu o questionava sobre as condições meteorológicas para o dia seguinte, ele sempre respondia – “Rapaz, amanhã por esta hora eu digo-te!”. O que é certo é que ele nunca errava. E assim, com base neste método cientificamente comprovado, após o almoço verifiquei que certamente, o santo padroeiro que balança, ou não, o enorme regador celestial por cima das nossas cabeças, estaria de bom humor e iria manter o firmamento pintado maioritariamente de azul, pelo que aproveitei uma boleia e fui passear até à vila onde há muito tempo atrás os romanos se dedicaram à escultura de pedras graníticas redondas com um orifício no centro.

Como a minha última aquisição foi um pequeno círculo de vidro que permite por artes físicas filtrar e amaciar a luz solar que a objectiva da minha máquina se viciou em captar, a primeira coisa que fiz foi colocá-lo na lente e acondicionar de seguida na mochila, os restantes componentes do dispositivo mágico que entende a escrita da luz.

E lá ia eu em direcção a Porto de Mós, quando me lembrei que nesta bonita vila também existem tesouros daqueles que há mais de vinte dias eu não procurava. Num instante repleto de relatividade, lá utilizei o aparelhómetro que às vezes dá para telefonar e escolhi duas caches que ficassem nas redondezas. Como nunca tinha ido até ao castelo, esta foi uma das escolhidas.

Após percorrer o lado mais sombrio e ventoso do acesso à bonita fortificação, cheguei ao local que estava bastante frequentado, pelo que tive que me comportar como um turista de ocasião. Ainda dei uma vista de olhos ao local que o telemóvel me indicava, mas nada me revelava que fosse por ali.
Olhei com mais atenção e, bem pertinho dali verifiquei a existência do chamado trilho do geocacher, pelo que a identificação do suposto esconderijo foi praticamente definitiva. Era certamente ali! Mas para não colocar em causa a integridade do tesouro, e como para mim o geocaching é tudo menos números, optei por ir contemplar o castelo, aprender algo sobre ele, e se possível guardar algumas imagens na memória física da máquina, para mais tarde colorir as minhas recordações.

Andei por ali uns bons vinte minutos num misto de contemplação friorenta, uma vez que o vigor do astro rei estava enfraquecido por uma gélida brisa que varria desesperadamente o azul celeste, facto que apressou a minha tentativa de reportagem fotográfica amadora e me levou de volta à busca do almejado receptáculo. Por sorte, coincidência, obra do destino ou simplesmente porque sim, a área estava agora sem ninguém. Como já tinha vislumbrado o suposto esconderijo, não demorou muito tempo até estar a registar a visita no livrinho de recordações desta cache.

Uma cache simples, num local majestoso, onde esta fortaleza medieval que já foi palco de pedaços da história de que somos feitos, vigia em jeito de guardiã a formosa vila de Portus de Molis, mas que vem comprovar que o geocaching também é cultura.
Haja quem a queira e a respeite!

OPC-TFTC
NO TRADE

O lado poente

Additional Images Additional Images

O lado poente log image O lado poente

Geometricamente salientes log image Geometricamente salientes

Vista sobre a vila log image Vista sobre a vila

Contrastes log image Contrastes

Majestades passaram por aqui (e eu também) log image Majestades passaram por aqui (e eu também)

Um pouco de esperança no céu... log image Um pouco de esperança no céu...

Para ver... contempla! log image Para ver... contempla!

Por aqui não passam mouros! log image Por aqui não passam mouros!

Alinhamento perfeito. log image Alinhamento perfeito.

Personalidade vincada. log image Personalidade vincada.

O São Pedro zangou-se? log image O São Pedro zangou-se?

Faça favor de entrar... log image Faça favor de entrar...

Canto VIII log image Canto VIII

Sob um céu tenebroso... vigiando! log image Sob um céu tenebroso... vigiando!

I I'm the light!

Geometricamente medieval. log image Geometricamente medieval.

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us