Skip to Content

View Geocache Log

Found it hfilipe found Barrinha [Mira]

Monday, March 7, 2011Coimbra, Portugal

Há uma razão para se chamar Tomtinho ao pequeno aparelho que é suposto ser o nosso melhor amigo na estrada. De vez em quando entram-lhe uns bits maus pelo processador dentro e o condutor é que sofre. E foi isso que nos aconteceu da Figueira da Foz até à Praia de Mira, onde o Tomtinho escolheu o pior percurso e nos levou por 20 Km de estrada que parecia saída de um cenário de guerra, sem um único metro quadrado que seja que não tivesse uma lomba, buraco ou cratera. Quando, finalmente chegamos à entrada da Praia de Mira com o seu asfalto recente parecia que estávamos a deslizar sobre veludo.
Como as nossas costas estavam a precisar de um pouco de descanso aproveitamos para visitar a zona da praia e ficamos surpreendidos pela bela capela, muito simples e com as riscas verticais azuis e brancas, praticamente em cima da areia.
Já de regresso ao carro vejo no Tomtinho se havia alguma cache ali perto e encontro 3 hipóteses: uma Mystery, uma Multi e uma Traditional. Como o sol já estava quase a pôr-se e como seria a última do nosso fim-de-semana prolongado fomos mesmo para a Traditional.

Às vezes é melhor fazer as caches sem preparação pois a surpresa é maior, tanto as boas como as más! Felizmente a que nos estava hoje reservada era das melhores!

Entramos por uma rua estreita com hortas de ambos os lados e, sem contar, fomos ter junto da lagoa com o sol já quase a beijar o horizonte e o lusco-fusco que percorria todo o espaço.
De repente parecia que o tempo tinha abrandado, tudo ficou mais lento e uma calma tomou-nos à medida que absorvíamos a beleza do local. O sossego das águas, os patos junto às plantas aquáticas e o silêncio da civilização. Só se ouvia o ribeiro que passava perto e o chilrear dos pássaros. Durante alguns minutos ali ficamos, surpreendidos por aquele pequeno bocado de paraíso.
No entanto, o nosso objetivo ainda estava à nossa espera a apenas a pouco mais de 100 metros.
Fomos andando pelo passadiço de olhos postos no GPS e com a distância sempre a diminuir, até que estávamos a apenas 10 metros do GZ e vem do outro lado um avô acompanhado pela neta. Tivemos que disfarçar um pouco, mas a criança decidiu que era uma boa altura para se divertir nos baloiços. Parece que os velhotes estavam contra nós, pois estava prestes a ser a 3.ª cache do dia em que estávamos mesmo a chegar ao GZ e nos estragavam a procura... Bem baixinho, muito nomes feios lhe chamei nessa altura, confesso! A nossa solução foi andar mais um pouco, tirar umas fotos, subir à estrutura de madeira que por lá se encontra, tirar mais umas fotos, chamar mais uns nomes baixinho, mas parecia que a neta não saia dos baloiços. Já estávamos mesmo a desistir e quando voltamos a passar junto ao GZ finalmente vão-se embora.
É agora a nossa oportunidade, antes que venha mais algum "empata".
Com as coordenadas certinhas e com a dica a cache finalmente veio parar às nossas mãos. Fizemos o log sentados enquanto aproveitamos mais um pouco do local. Já com pouco luz era hora de voltar para o cachemobil e para casa, emocionados, e esta é mesmo a palavra certa, por estes magníficos momentos de fim de tarde.
Válido como qualquer outro critério, atribuo os meus favoritos pelas emoções que as caches me trazem e esta merece, sem dúvida, um grande favorito.

TFTC
hfilipe + isa_arantes

Barrinha

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page