Skip to Content

View Geocache Log

Found it Pirat@ found iNtO tHe WiLd

Sunday, June 28, 2015Guarda, Portugal

Esta cache era uma das poucas que estava na lista das “To do” para 2015.
Com a vinda ao evento sunrise@Cântaro_Magro surgiu uma oportunidade para embarcar nesta aventura.
Não é fácil convencer alguém para se juntar sendo assim convidei o owner da cache para me acompanhar e que prontamente respondeu SIM.
No dia anterior já tinha tudo preparado tal como uma aventuras destas assim o pede.
O dia começou da melhor maneira com um sunrise fantástico visto do topo do Cântaro Magro. Pouco depois e com o pequeno almoço tomado seguimos para o início da caminhada. Juntou-se também o ZéSampa e estava formado o trio de guerreiros.
O owner decidiu iniciar a caminhada desde a Sra. Do Desterro pois estava com receio de não aguentar o ritmo. Nas mochilas estava tudo o que é necessário para uma caminhada destas sabendo que haviam abastecimentos de água pelo percurso.
O tiro de partida foi dado pelo Jasafara ás 8:15, e iniciamos assim os primeiros passos rumo á Torre.
Os primeiros kms são bem acessíveis e foram percorridos a velocidade de cruzeiro. Várias paragens para fotos e para registar as caches que estavam pelo caminho. Num instante chegamos á Câmara de Carga da Central da Ponte Jugais. Aqui podemos apreciar uma estrutura bastante importante no transporte de água daquela zona.
Continuamos a caminhada e aos poucos íamos sentindo o aumento da temperatura, mas felizmente ainda tínhamos kms de terreno soft num típico caminho de levada. A dada altura começamos a ser perseguidos por duas donzelas e o Cruz quis aumentar o ritmo pois para ele seria uma vergonha ser ultrapassado por duas mulheres que ainda por cima não se calavam um pouco. Ainda apareceu um tubarão no caminho mas não foi necessário fugir pois estava embalsamado. Pouco depois fomos mesmo ultrapassados pelas donzelas e até deu para alegrar as vistinhas mesmo no momento da ultrapassagem, e mais não digo.
Chegados aos Cornos do Diabo, e que grandes cornos!!!! A mulher dele deve ser muito boa!!!..... Um cenário muito bonito com uma pequena represa que formava uma pequena lagoa e que certamente é o destino de muitos aldeões para se refrescarem.
Na verdade este local marca uma viragem no percurso, começava aqui o aumento de dificuldade de terreno onde apanhamos uma encosta bem íngreme até aos estradão.
Optamos por esta alternativa que apesar de mais longa pelo menos o terreno eram aceitável apesar da inclinação e a esta hora o sol já torrava ainda por cima sem sombras para amainar a temperatura. A passagem pela maminhas foi um pouco frustrante pois estavam seca e não havia nada para mamar.
O pontão da Lapa dos Dinheiros foi o local escolhido para o primeiro reforço alimentar. O ZéSampa aproveitou para vingar o DNF e logo de seguida toca a tirar as marmitas das mochilas e começar a dar ao dente. O Cruz teve primeiro de tratar de assuntos intestinais mas nem esperamos por ele, só o queríamos era bem longe.
Cerca de 20 minutos de pausa e lá continuamos a nossa saga. Ao longe já se via a temível subida para a lagoa Comprida. Antes ainda passamos pelo Porto dos Bois onde uma bica de água foi aproveitada para encher as garrafas de água.
Aos poucos aproximávamos da base do grande desafio, o acesso até lá foi feito a bom ritmo e estávamos a entrar no pico do calor. O Cruz antes de iniciar a subida decidiu refrescar-se nas águas da ribeira para enfrenta a dureza mais fresquinho.

... continua

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page