Skip to Content

View Geocache Log

Found it Silvana found PR6 - Fisga do Tejo

Sunday, March 27, 2011Portalegre, Portugal

Depois da noitada anterior, viemos fisgar perto das Portas de Ródão.... Na companhia do owner.

A caminhada iniciou-se mais tarde do que o previsto pois saímos relativamente tarde de Nisa... Vai-se lá saber porquê!... Entretanto, a chuva ameaçava voltar a cair a qualquer momento. Nada que nos preocupasse muito. Aliás, todos os nossos sentidos estavam em alerta total mas centrados numa outra situação bem menos esperada.
O owner estava um pouco preocupado com tudo isto e ia solicitando a compreensão de todos para com a nova regra que tinha acabado de introduzir no geocaching expedicionário e que garantia um raio de limpeza de 200 mts à volta da cache. Por isso, todos nos portamos bem e mantivemos intacto o solo sagrado à volta do GZ.
Depois de largar as viaturas num ponto qualquer que desconheço (mas que me garantiram que era alentejo), cortamos trilho atrás do Overdose por um caminho de terra batida, e, rapidamente e aproveitando o embalo da descida, chegamos a um vale. Um local paradisíaco onde ficamos completamente rodeados pela natureza verde e montanhosa e com riacho lindíssimo a passar aos nossos pés. Avistamos alguns açudes de aspecto xistoso que pareciam cortar o riacho e assim reforçar e criar alguma barreira à torrente de água fria que serpenteava pelo vale. Não se ouvia nada mais senão os passarinhos e a água a correr tranquilamente... Uma delícia!
Paramos para um reagrupamento....
E perante nós, uma enorme fachada imponente de pedra e rasgada centralmente servia de portão de acesso ao Tejo internacional. Por uns momentos, sentimo-nos pequenos perante tal cenário...
E foi por entre esse rasgo que entramos e nos aventuramos tal qual Indiana Jones em território desconhecido. Do outro lado da fenda, o Tejo corria preguiçosamente por entre as montanhas. Dificilmente o imaginamos a chegar à longínqua Lisboa.
Seguimos então um pequeno trilho um tanto ou quanto escorregadio que contornava a encosta pela esquerda ao longo da margem do rio e ao chegar próximos do GZ, subimos até uma estranha formação rochosa. O tal emaranhado de rocha não era nada mais do que uma anta. Não entendi como é que o Almeidara teve dúvidas acerca deste monumento megalítico.
Reposição de cache para aqui, fotos à anta daquele lado, à fantástica paisagem que nos rodeava,.. Pausa para um momento kitkat-foto, fazer uns logs e deixar uns TBs antes de regressar por um caminho mais "hard" em versão Overdose e que consistia em trepar monte acima para depois contornar à mesma quota... E... Voltar a descer ao vale evitando a passagem pelo famoso portão rochoso.
Ainda no regresso, passamos por uma casa de xisto em ruínas onde tiramos mais umas fotos antes de empreender a subida pelo estradão de terra batida de regresso ás viaturas.
Foi um agradável passeio em boa companhia onde não faltou a boa disposição.

Depois... Depois.... Só o melhor dos picnics para animar ainda mais o pessoal!

TFTC Esta vai directamente para as favoritas! :)

Encontrada durante a Expedição" Na rota do contrabando - Olh' ó papel macio e fofinho!..... " - Que decorreu na agradável companhia de OverdosesNesquik, MCA, Almeidara, Rechena (team), Mantunes e Mila, BTRodrigues, Natasha, Bringer, team Geo-cricket, Aplicada, Mtrevas, Ftomar, PauloHercules, Don Vicenzo, Lmcadete team, Leão 1, Vsergios, JJJhome team e Tamagochy.

This entry was edited by Silvana on Tuesday, 29 March 2011 at 09:00:22 UTC.

O caminho de terra batida

Additional Images Additional Images

A caminho A caminho

O portão rochoso O portão rochoso

O Tejo internacional O Tejo internacional

A serpentear.... A serpentear....

De regresso... De regresso...

Cadete, the Lucky Luck! Cadete, the Lucky Luck!

Mantunes, the survivor! Mantunes, the survivor!

Eu, somente! Eu, somente!

Paula Nesquik no relax! Paula Nesquik no relax!

O caminho de terra batida O caminho de terra batida

Um alentejano no alentejo Um alentejano no alentejo

Back to civilization Back to civilization

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page