Skip to Content

View Geocache Log

Found it Mystique* found [TNM 07/16] O vale

Saturday, April 14, 2012Lisboa, Portugal

Este era um dos locais, que estava sempre para amanhã.
Recordo-me do grande incêndio, que famigerou esta zona em quase 70%, tendo colocado muitas das espécies que lá habitavam, em risco de sobrevivência.

Quando este evento surgiu, estava concretizada a oportunidade, para ver com os meus olhos, este pulmão de ar puro, situado na zona da Malveira/Mafra.
A viagem foi feita sob uma chuva muito intensa. Um mau prenúncio agoirava esta visita, e o São Pedro não estava a dar tréguas. Estranhamente assim que saí da AE, a chuva desapareceu e o sol parecia querer brilhar. Afinal, parecia que íamos ter passeio.

Se não fui a última a chegar, deverei ter sido das últimas. O grupo já estava reunido e tudo pronto para começar a caminhar. Muitas caras conhecidas e outras novas.

Durante a noite anterior, tinham saído umas caixinhas para dar ainda mais ânimo ao passeio.
O percurso escolhido para nós era o de côr verde e pelo caminho iriamos encontrar 20 setinhas, para nos orientar melhor.
Encontrámos um burro super meiguinho, que nos brindou com marradinhas. O seu amigo pónei era algo importante e não gostava de confianças.

Na Rua Principal, fiquei a saber que um acerve, eram abrigos de caça, em forma de meia lua.
Do lado direito a Ribeira de Safarujo, corria, mas com muita pouca água, o que reflectia bem a seca que este ano nos tem prendado.
A primeira subida do percurso, começava a mostrar-nos um vale lindíssimo, conforme a progressão ia aumentando.
As pegadas de animais no chão eram bem visiveis. Ouviam-se aves a chilrear, que com muita pena minha, não as sei identificar. Passámos por pequenos charcos de argila, onde os amigos javalis, gostam de fazer a sua higiene diária.
As caixinhas iam aparecendo naturalmente, sempre á beira do percurso.
Conseguiu-se vislumbrar o posto de vigia, situado na parte mais alta da Tapada de Mafra, e onde o nosso percurso não iria passar.

A segunda subida foi a que mais gostei e talvez a mais exigente, a paisagem, o vale abriam-se aos nossos olhos, que descambou num planalto onde fizemos todos mais uma paragem para contemplar e descansar um pouco.

Um pouco mais á frente iríamos encontrar o primeiro cercado, com dois veados ou gamos, não sei a diferença. Fingindo que nem existíamos, tranquilamente pastavam por ali.
Paragem para uma fotos e continuamos, até que se começou a sentir um murmurinho.
Alguém tinha avistado um javali ou javalis. Eu só já vi um, e até parece que posou para nós. Ali andou a comer, olhava em frente, mas nunca demonstrou vontade de correr com nós todos dali :)

Um forno de cal inactivado, permitiu-nos mais uma paragem, onde descemos umas escadas que nos levou novamente á Rua Principal, e nos permitiu voltar a ter contacto com a Ribeira do Safarujo.
Passámos por mais um cercado de veados, estes bem maiores e muito amistosos.

A visita estava na recta final, onde passámos pelo Celebredo, um aglomerado de casas, onde fazia parte o pavilhão de caça, que data do Reinado de D.Carlos. Interessante mesmo, era ter visitado por dentro.
Ainda andámos a espreitar por uma janelas, o que penso ser a casa de hóspedes, e visualizei objectos bastante interessantes e que me deixaram curiosa se ainda funcionariam.
O jardim do Celebredo, encerrado com um portão a cadeados, deixou-se assim...com muita água na boca. Muito neo-romântico.

A caminho dos cachemobiles. fomos novamente prendados pelo lindo burrinho e as suas marradinhas.

Esperava-nos uma surpresa, muito deliciosa e devo dizer que foi o logbook, mais doce de todos.

Obrigado ao team GeocacherZone pela realização deste evento e de todos os que participaram.

Tapada Mafra XIIITapada Mafra XIII<br><br><a href="http://www.geopt.org/link.php?gctools=1">Uploaded by Geopt Geocaching Tools</a>

Additional Images Additional Images

Tapada Mafra II Tapada Mafra II

Tapada Mafra III Tapada Mafra III

Tapada Mafra IV Tapada Mafra IV

Tapada Mafra IX Tapada Mafra IX

Tapada Mafra V Tapada Mafra V

Tapada Mafra VI Tapada Mafra VI

Tapada Mafra VII Tapada Mafra VII

Tapada Mafra VIII Tapada Mafra VIII

Tapada Mafra X Tapada Mafra X

Tapada Mafra XI Tapada Mafra XI

Tapada Mafra XII Tapada Mafra XII

Tapada Mafra XIII Tapada Mafra XIII

Tapada Mafra XIV Tapada Mafra XIV

Tapada Mafra XV Tapada Mafra XV

Tapada Mafra XVI Tapada Mafra XVI

Tapda Mafra I Tapda Mafra I

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page