View Geocache Log

Write note global trekkers posted a note for Montanhas Nebulosas [PNPG]

Saturday, July 5, 2014Viana do Castelo, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

(Parte 07/14)

Após a chegada tardia (por volta da meia noite) na véspera a Pitões das Júnias, e depois de meia dúzia de horas de condução automóvel, poucas horas de sono nos restavam até à madrugada seguinte, onde por volta das 6h teríamos à nossa espera o transporte que nos havia de levar até à Portela do Homem. Entretanto toda a roupa (saco-cama e esteira incluídos) e material necessário já tinham sido previamente preparados minuciosamente para nada falhar. Escusado será dizer que com todo o frenesim do dia anterior e a expectativa para os dias que se haviam de seguir, quase não pregámos olhos nessa noite. Mas isso nem nos afectou minimamente, pois o sabor da aventura e adrenalina falou sempre mais alto e já só queríamos estar de volta ao que mais gostamos no Gerês: caminhar, caminhar, caminhar.

Á hora combinada (6h) lá apareceu o nosso transporte no ponto de encontro em Pitões que nos levou a partir daí, via Espanha, até à Portela do Homem, onde chegámos por volta das 7h. Agora a partir daqui estávamos por nossa conta durante os próximos 2 dias, com um dia de pernoita planeado para a povoação abandonada das Minas dos Carris. O objectivo era tão somente fazer a travessia integral da Serra do Gerês, uma caminhada mítica entre P. do Homem e Pitões das Júnias onde relativamente poucos se aventuram. Vamos a ela então…

Com o track carregado no gps, de imediato iniciámos a ascensão do trilho da cumeada, um caminho inédito para os Carris que até agora desconhecíamos, já que as 3 anteriores ascensões a este local tinham sempre sido feitas através do trilho do vale do Rio Homem. Seria pois uma novidade este novo percurso…e que agradável novidade! A primeira parte do percurso foi feita sob acentuado declive e por entre vegetação arbustiva de algum porte que na altura se encontrava bastante molhada devido à chuva do dia anterior. Ainda bem que vínhamos munidos de calças anti-transpirantes, já que num ápice estavam todas molhadas devido ao contacto com os arbustos, mas que logo depois secaram nas elevadas altitudes e já com o Sol a cantar canções de amor aos lírios.
Pontualmente íamos parando para apreciar toda a grandiosidade das serras em redor (sobretudo da Amarela), do vale do rio Homem, e mais ao longe, da albufeira de Vilarinho das Furnas. Foi aliás numa destas pausas que demos conta de vozes vindas de mais abaixo de cujos vultos estavam cada vez mais prestes a alcançar-nos. Eis pois que quase do nada aparecem dois caminhantes a vencer rapidamente a montanha num passo acelerado, quais cabras-montesas saltitante de rocha em rocha. Apresentações feitas e eis-nos neste fim de mundo na presença de mais dois geocachers: o lirassis e outro caminhante. Tal como nós, também eles iam fazer a travessia da serra do Gerês…mas somente em 1 dia…sem pernoita portanto. Ainda tinham muito que andar, e nós também, já que os nossos planos previam alguns desvios para procurar outras caches em locais mais afastados. Feitas as despedidas, cada um seguiu no mesmo caminho em modos de velocidade diferentes.

Á medida que progredíamos no terreno, as grandes paisagens do Gerês iam-se ampliando e revelando toda a sua grandiosidade. Agora estávamos já a uma altitude considerável onde podíamos, de uma nova perspectiva, apreciar a beleza do vale do rio Homem. Logo vieram à memória os grandes banhos tomados naquelas lagoas cristalinas de águas frias e de outros passeios passados. Agora a aventura era outra, a novidade era grande, e só queríamos continuar a desbravar este novo caminho que nos era desconhecido e que não parava de surpreender.

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us