Skip to Content

View Geocache Log

Found it touperdido found Penedos de Góis

Friday, April 24, 2009Coimbra, Portugal

Nunca tinha reparado na existência desta cache, só na viagem de ida ao evento "Geobeira" é que estive a ver as características desta cache que logo me saltaram à vista e passou a ser o projecto para este dia em que se avizinhavam grandes surpresas. Como vinha de Leiria optei por seguir as indicações do owner, pelo que passei pela Lousã e pela capela do senhor das Neves, onde aproveitei para almoçar e onde fui surpreendido por um "gamo". Fiquei maluco de energia, pois numa tinha visto um em estado selvagem, ficámos os dois a olhar um para outro, mas a determinada altura em que pensei tirar uma foto ele afastou-se por dentro da vegetação e deixei de o ver.

Segui as indicações e continuei pela estrada de terra batida sugerida, mas fui muito devagar porque para um automóvel ligeira é bastante acidentada, existem muitas pedras e alguns buracos provavelmente escavados pela ultimas grandes chuvadas, confesso que o meu carro não é novo, mas fiquei um pouco com o "credo" na boca....
Quando cruzei a estrada de alcatrão para subir em direcção à cache reparei num estrada (n2) que seguia para Góis, com muito melhor aspecto, que aliás foi a que utilizei no caminho de regresso. Talvez também pudesse ser sugerida, não tendo os mesmo aspectos de beleza de fauna, flora, mas muito mais acessível para automóveis ligeiros.

Continuei de carro, pela íngreme subida, mas deixei o carro logo no cruzamento que dá acesso à pequena antena, cerca de 700 metros antes do final da estrada.
Saí do carro tão entusiasmado que até me esqueci de pôr as botas. O caminho está bem assinalado pela mariolas iniciais e é fácil de seguir. Ao longo do percurso vai-se passando pela vários cumes o que torna a paisagem muito diferente e atractiva. Várias vezes pensei em escalar, mas suponho que naquela zona seja desaconselhado devido à nidificação.

Efectivamente esse também foi um dos motivos que me deixou cheio de vontade de vir visitar esta cache, a possibilidade de vislumbrar algumas aves de rapina, já que estamos na época de nidificação.
O caminho foi feito com muita tranquilidade, sendo que aproveitei para recarregar baterias e apreciar cada pormenor da enorme diversidade de paisagens. Na última fase da caminhada subi ao cume, onde pensei que o caminho passava e como estavam alguns ramos partidos, suponho que não fui o único com vontade de trepar penedos.... Na descida ainda me agarrei a uma pedra rolante, mas com algum equilíbrio não houve direito a queda!

Quando parecia que estava quase a acabar, ainda faltavam vários metros, pelo que o meu coração palpitava para saber como seria o colocal da cache final, já que estava sem palavras para tamanho beleza.
Finalmente avistada a tão falada aldeia e a presença concreta do acentuado desnível, fez-me sentir muito pequeno mas ao mesmo tempo de peito feito por estar num local previligiado. Não há palavras para descrever este local, é soberbo!

A caminho do acidentado Paraíso

Additional Images Additional Images

A caminho do acidentado Paraíso A caminho do acidentado Paraíso

De olhos postos nas nuvens De olhos postos nas nuvens

Breve mudança de tons Breve mudança de tons

Quero alcançar o infinito Quero alcançar o infinito

Um afloramento entre nuvens Um afloramento entre nuvens

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page