View Geocache Log

Write note MJordao posted a note for Convento do Tomina

Wednesday, December 22, 2010Beja, Portugal

“À Conquista de Barrancos e Ensinasola”, na companhia do BJordão, Scout484 e bmratinho.

A história que se segue não é ficção e sim pura realidade, por esse motivo não deve ser lida por pessoas mais sensíveis.
As fotos em anexo contêm cenas muito fortes como tal não são aconselháveis a crianças e senhoras.… eheh

Encarregue de preparar a voltinha da missão para dia 22Dez2010, cruzou-se no caminho esta cache, que após a leitura do seu site e pela sua dificuldade foi logo colocada como prioritária, dai ter sido a 1ª a ser realizada neste magnifico dia de caches.
O track log indicado no site dizia-nos que era necessário caminhar cerca de 4km, mas à boa moda alentejana isso era algo um pouco louco… andarmos 4km para cada lado??? Eh compadres isto nã está com nada… e assim foi, tínhamos que dar a volta à situação.
Dois dias antes do dia D, começámos a falar com colegas que conheciam a zona e munidos dos teleles e após uns contactos lá descobrimos e tivemos autorização para alcançarmos o GZ sem andar tanto.

E chegado o dia lá rumámos nós no cachemobil TT pelos caminhos analisados…. Passado um ribeiro, e mais um … “espera não é por aqui..para trás” ..outro ribeiro.. bolas este caminho nem com um tractor passávamos… para trás… outro ribeiro.. e outro (perdi a conta aos ribeiros que passámos) “Porra compadres tanta ribeiro, já nã sei se tenho nas mãos um jeep ou um barco”.
Mas ao fim de muita água, subidas, descidas, caminhos de cabras e sei lá mais o quê… Lá está ele, o “nosso” Convento, a 500metros….. mas para não alterar a lógica do dia…mais um ribeiro (com alguma corrente, já que tinha chovido muito nessa noite) colocado mesmo entre nós e o GZ…
Bolas… depois de tantos ribeiros, subidas, descidas e afins… para chegarmos perto do Convento íamos embora sem fazer o log???? Nada disso.
Cordas e cintos nas mãos e ainda uma ultra-moderna máquina de medições de profundidade de rios (um bocado de pau) lá andámos a testar a ribeira e… tem que ser aqui… mesmo assim implicava uma passagem com água pela cintura, o que implicava também molharmos a roupa… e depois andarmos o resto do dia com as botas, meias e calças molhadas no corpo…

Mas o que vale é que o Scout484 é um rapaz inteligente e têm cursos de sobrevivência tirados pelo programa “Sobrevivência” do Discovery Channel, e teve a brilhante solução para o problema…. Passarmos o rio sem botas, meias e calças… Sim.. É isso mesmo que estão a pensar.. Passámos o rio em “CUEQUINHAS” ..(e a água estava geladaaaaa)…passámos o rio e subimos o rochedo até lá acima nessa triste figura… “Quem diria que esta pancada pelas caixinhas ia fazer com que viesse a fazer um log em botas e cuecas…. Enfim.. (juro que já marcámos consulta no psiquiatra).

Mas… cá está ela… a caixinha do Convento da Tomina foi feita…

Lá bem no alto, quase junto às nuvens, olhámos cá para baixo e… “bolas que isto é alto e vamos ter que descer e voltar a atravessar o rio..” e para melhorar as coisas… começou a chover.

Acabada a descida, voltámos a parecer uns patos… e assim que acabamos de passar o rio e vestimos as nossas queridas calças, foi hora de um pouco de ginástica para aquecer… à moda de Bear Grylls da mesma série televisiva.

Aquecidos e com os logs feitos.. era hora de tirar a foto de “família”, recolher as cordas, voltar ao cachemobil TT e seguir a expedição rumo a Barrancos.
E muitas outras aventuras existiram durante este fantástico dia.

(continua do Write Note seguinte)

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us