View Geocache Log

Found it vsergios found Forgotten Gardens [Oeiras]

Monday, March 3, 2014Lisboa, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

(continuação)
Ao descer pela quinta abaixo, a seta do GPS mandava-nos embrenhar pela vinha a dentro, mas como não era ainda tempo de vindima, preferimos seguir o caminho normal, como aliás várias pessoas o estavam a fazer. Uns a correr, outros a passear.
Foi já junto do aglomerado de estufas que se começou a perceber o estado ruinal de todo este complexo. Estufas impressionantes, que outrora imagino o verdejante que emanavam, agora ali à mercê da foice da destruição do tempo e dos vândalos.
Depois foi ter cuidado a atravessar a estrada, porque afinal a circulação rodoviária ali dentro ainda é bastante, e tentar procurar o caminho certo para a cache, dados os trinta e poucos metros que nos separavam dela. Mas não encontrámos. Não fez mal, fomos passear mais um bom bocado, junto à ribeira, e aí encontrar a imponente entrada para o jardim esquecido. O jardim inferior já é bastante promissor, e só por si teria bastado para uma valente surpresa e uma boa cache, mas depois de subir as escadarias dos "anjinhos" (ver foto) é a imensa surpresa de dar de caras com um cenário de filme da nobreza do sec. Xis Pau Xis, com os cavalheiros de lunetas e a fumarem cachimbo a tentarem impressionar as meninas que passeiam com a sombrinha aos fólhos. E que os haviam. A um canto, e a relembrar logs antigos como os do prodrive e do Sup3rFM, lá estava um casal de namorados a namorar à antiga. Nada que nos impossibilitasse de procurar a cache à vontade e deslumbrar-nos com tamanha densidade de beleza arquitetónica ao abandono...
Teria sido uma boa oportunidade de deixar um logbook novo, mas de certo que alguém se lembrará disso proximamente.
A saída do local foi feita então por onde podíamos ter entrado, pelo interior dos muros da fonte. Uma pequena e sombria escada levou-nos rapidamente ao patamar superior de tão monumental fontanário.
Seria tão bom poder contemplar as águas do aqueduto a escorrerem pela cascata abaixo... um dia. Acredito que um dia o conseguirei.
Obrigado bastante,
Vitor Sérgio, Vitória e Paulo Zipp

can´t forget IUploaded by Geopt Geocaching Tools -> http://gctools.geopt.org

Additional Images Additional Images

can´t forget I log image can´t forget I

can´t forget II log image can´t forget II

can´t forget III log image can´t forget III

can´t forget IV log image can´t forget IV

can´t forget V log image can´t forget V

can´t forget VI log image can´t forget VI

can´t forget VII log image can´t forget VII

can´t forget VIII log image can´t forget VIII

can´t forget IX log image can´t forget IX

can´t forget X log image can´t forget X

can´t forget XI log image can´t forget XI

can´t forget XII log image can´t forget XII

can´t forget XIII log image can´t forget XIII

can´t forget XIV log image can´t forget XIV

can´t forget XV log image can´t forget XV

can´t forget XVI log image can´t forget XVI

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us