View Geocache Log

Found it hulkman found Dobras verdes dos Candeeiros TP 89 [Porto de Mós]

Saturday, May 17, 2008Leiria, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Esta foi a décima quarta paragem do dia na companhia do Gustavo da Team Prodrive, e décimo found para nós.

Foi sem dúvida a cache mais puxada do dia!!! Atrevo-me até a dizer que foi a cache mais puxada de sempre!!!

A princípio tudo parecia correr bem... Lá fomos andando nas calmas até ao primeiro ponto, onde a cache apareceu naturalmente... depois o segundo que também não criou grandes dificuldades... Agora o terceiro uiii!!! Ou melhor... Ai Uii!!!

No local percebemos que em frente era uma parede de carrascos, pelo que primeiro tentámos uma abordagem pela esquerda e lá seguimos contentes até darmos com uma parede de carrascos que nos dava pelo peito... E nós somos altos! Voltámos atrás e tentámos uma abordagem pela direita... Parecia pacífico e fomos seguindo pelo leito de uma ribeira seca que nos levou a um precípicio cheio de silvas... Neste ponto o Gustavo começou a desesperar e a dizer que por ele esquecia esta cache. Como não sou muito de desistir e já nos tínhamos esfalfado para chegar até aquele ponto insisti mais um pouco e optámos por regressar ao ponto inicial e seguir mesmo a direito até à cache!

Assim o fizémos! Pelo caminho muitos insultos aos carrascos... ao owner... à lagarta que se atravessava no nosso caminho... enfim... a qualquer coisa que mexesse! Na altura só pensávamos que raio de ideia de sítio para se esconder aqui uma cache... mas tal como o owner diz: "Só lá vai quem quer" e nós quisémos!

Chegados a cerca de 20 metros do ponto zero vemos uma águia a saír de uma escarpa que nos separava da cache. Que imagem lindíssima! Estava a uns 10 metros e abaixo de nós! Não me lembro de ter visto uma águia selvagem tão perto e deste ponto de vista! Fabuloso! Depois deste episódio já todos os sacríficios que tínhamos feito até aqui já valiam a pena! Depois deparámo-nos com a realidade da escarpa que nos separava da cache. Em desespero resolvemos ligar ao Sérgio Cruz (que nos deu uma incrível ajuda), que rapidamente nos esclareceu qual o melhor acesso para chegar até lá baixo!

Já na parte de baixo começamos as buscas pela cache que se revelaram complicadas. Sem nenhuma hint ainda demorou até darmos com o local correcto. Assinado o logbook mais uma dose de carrascos até ao pescoço no caminho de regresso ao carro.

Resumindo e concluíndo para quem não tem paciência para ler isto tudo... Doeu... bastante... mas no fim valeu a pena por termos conseguido superar tamanha prova!

Obrigado pela cache!

OUT: sangue, suor e lágrimas
IN: uma imagem de uma águia que tão cedo não vou esquecer

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us