Skip to Content

View Geocache Log

Found it Valente Cruz found Convento de Monfurado [Montemor-o-Novo]

Monday, August 19, 2013Évora, Portugal

Após visitarmos uma jóia em Safira, passámos por Montemor e fomos em busca deste verdadeiro tesouro. Seguimos de carro até ao acesso em terra e continuámos até darmos com uma passagem para uma propriedade privada. Ficámos então com dúvidas se deveríamos avançar ou não. Acabámos por não o fazer e, voltando um pouco para trás, seguimos até ao ponto cuja distância em linha recta seria a menor. Notámos qual seria o caminho que nos levaria até ao convento, e optámos por esta forma de acesso. Passámos a cancela, deixando-a depois fechada, e subimos pelo terreno.

Ao longe víamos formas dos edifícios que se erguiam da vegetação e ficámos com a sensação que o espaço seria mais pequeno. Descobrimos depois que tal é afinal uma ilusão. O espaço é realmente enorme e existe por lá muito para explorar, está é escondido. Acabámos por entrar pelo primeiro acesso que encontrámos e fomos andando, completamente fascinados, pro aquele local verdadeiramente fantástico. A abandono acabou por lhe atribuir uma mística que nos assombra, com a vegetação que entretanto começa a tomar conta do local e ameaça, no futuro, esconder em definitivo o que o Homem ali construiu.

Ao chegarmos à igreja, então, ficámos abismados. Revezámo-nos depois em indagações como seria viver por ali nos tempos áureos do convento. Fizemos então muitas fotos; andámos para a frente e para trás, percorrendo cada espaço de história por mais recôndito ou exíguo que fosse. Não queríamos sair dali sem viver aquele local e haveríamos de o aproveitar até o limite do que conseguíssemos descobrir. E saímos de lá com a sensação que haveria muito mais para explorar.

Seguir no encalço do contentor, de acordo com a dica, também foi muito interessante. A dado momento tornou-se numa autêntica aventura à Indiana Jones, ao tentarmos encontrar, pelo emaranhado de compartimentos, qual o percurso certo a realizar. Ao chegarmos lá em cima, o contentor apareceu à primeira suspeita. Fomos ainda à Torre e ainda andámos por lá em mais explorações e sessões fotográficas. No final, saímos pela entrada da igreja e regressámos pelo mesmo trilho. O convento é verdadeiramente fantástico! É pena que esteja ao abandono mas tal acaba por lhe conferir uma mística própria das estórias. O mesmo trouxe ainda à memória um outro, onde cresci, o Mosteiro de Maceira Dão, também ele ao abandono. Muito obrigado pela cache e parabéns pela colocação!

DSC_0009Uploaded by Geopt Geocaching Tools -> http://gctools.geopt.org

Additional Images Additional Images

DSC_0009 DSC_0009

DSC_0010 DSC_0010

DSC_0011 DSC_0011

DSC_0012 DSC_0012

DSC_0013 DSC_0013

DSC_0014 DSC_0014

DSC_0016 DSC_0016

DSC_0018 DSC_0018

DSC_0019 DSC_0019

DSC_0022 DSC_0022

DSC_0023 DSC_0023

DSC_0024 DSC_0024

DSC_0026 DSC_0026

DSC_0028 DSC_0028

DSC_0030 DSC_0030

DSC_0031 DSC_0031

DSC_0032 DSC_0032

DSC_0036 DSC_0036

DSC_0037 DSC_0037

DSC_0038 DSC_0038

DSC_0040 DSC_0040

DSC_0041 DSC_0041

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page