View Geocache Log

Found it Cache-a-lote found Amizade [Fraga do Paúl]

Saturday, March 31, 2012Vila Real, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Expedição da Primavera PNPG'12 d'Os Cacheiros Viajantes - Fraga do Paúl

Enfrentados os Cornos - Cornos estes possuidores de um espantoso prado no topo no qual me rebolei: por que cansado mas também por que vi e fotografei duas espécies novas, para mim, de plantas, uma Gagea sp. (talvez a nevadensis) da família Liliaceae e também uma da família Caryophyllaceae de que ainda não tentei procurar o nome; só por isso valeu a pena; valeria sempre pela caminhada naqueles espaços!
Eram mais de 14h.00 quando saímos da frente dos Cornos e para justificar o que o Robin nos dizia 'Eih meninos, a média é miserável, é mais que miserável; é horrível!!!!', havia justificações: a principal era que estamos sempre mais velhos do que a mente pensa; almoçáramos logo depois de rodear a Capela e logo depois o srº Robin constatou que a água que trouxera deixara-a a alimentar o riacho do local do almoço; na descida dos Cornos lá tive que sacar da carta militar e podemos constatar que estávamos muito, muito longe de completar a volta completa de Pitões-Capela-Cornos-Paúl-Fonte Fria-Pitões; leváramos lanternas para o que desse mas fomos descendo a encosta e a determinada altura lembrei que deixara a máquina fotográfica no local onde olháramos a carta militar; voltei atrás e lá a encontrei (bolas: era uma máquina que tinha 3 dias!!!); a determinada altura ou voltávamos para trás, em direcção à Capela ou nada! Fomos cortando caminho até apanhar o trilho/track e escolhemos o nada e fomos andando, quando finalmente, por que já irreversível, constatei que íamos à Fraga; ok; estamos por aqui e ela está por aí!
E foi num desses vales (e depois nos que se lhe seguiram) que fotografei pela primeira vez a Erythronium dens-canis: que espantosa planta e que espantosa flor; e estava eu deitado, a fotografar a flor quando ouço o Ouriço: 'Bolas! Caiu-me o GPS; acho que caiu na água quando saltei'.
Como já lhe salvara um no Cântaro Gordo prontifiquei-me a fazer o mesmo ..mas só quando acabasse a sessão fotográfica; o Boneco do Azur lá o resgatou da água (salvo e funcional)!
E depois de penedias e encostas lá chegamos à Fraga (foram 4 lá acima,ao topo, eu não fui e por isso nem sei se isto é um found daqueles 'Founds') não sem antes um imenso planalto, imenso, mostrar pelas cores da paisagem que a chuva estava escondida atrás dos montes; demoraram mais de 30 minutos e chegou a cair uma gotas de chuva: o n/ convidado como convidado que era não levara impermeável, levara água insuficiente (e o Robin não tinha a dele) até que começamos a descer o Vale: era irreversível; agora só mesmo a volta. No caminho passamos ao lado da fonte Fria e rodeamos vários marcos de fronteira; e eu que não vi nenhum filme do srº dos Aneís só me lembrei de uma imagem desse filme ao olhar para o imenso promontório onde estava um marco geodésico.
Todos estávamos cansados e principalmente o n/ convidado.
E quotizamos a água que restava quando ainda faltava mais de 7 km.
Decidido que foi não fazer esta cache (para pesar da Ouriça), lá fomos rebolando esperando que o tão almejado estradão viesse ter connosco; não veio; fomos nós que fomos ter com ele.
Os pés davam sinais em todos mas acabou por não ser nada de grave;e os músculos afinal não deram os sinais que temia dois dias depois; seja como for lembro também o que Álferes disse +/- isto: 'Raios: para a próxima tenho que saber mesmo para o que estou convidado!'.
Que espantosa caminhada!
Que espantosa paisagem!
Que espantosa flora nos recônditos deste Gerês!
Que seria destas caminhadas sem estes contratempos, sem o cansaço, sem o companheirismo de todos, sem estes arrufos, com plano geral definido mas um pouco ambicioso demais?
Que seria destas caminhadas sem a soberba de que podemos sempre ir ali, ali também e por que não acolá?
Para passeio há a cidade!
Para a plena satisfação há isto:

Ao Cachapim: um abraço e que o abraço se estenda aos lugares onde agora ache improvável!
Cache-a-lote (d'Os Cacheiros Viajantes)

#157 P1000583Eih ..que fazemos? Voltar para trás?

Additional Images Additional Images

#157 P1000583 log image #157 P1000583

#158 P1000584 log image #158 P1000584

#207 P1000644 log image #207 P1000644

#213 P1000650 log image #213 P1000650

#220 P1000657 log image #220 P1000657

#223 P1000660 log image #223 P1000660

#227 P1000664 log image #227 P1000664

#231 P1000668 log image #231 P1000668

#237 P1000674 log image #237 P1000674

#251 P1000699 log image #251 P1000699

LILIACEAE Erythronium dens-canis(.)[PNPG,C.Candela log image LILIACEAE Erythronium dens-canis(.)[PNPG,C.Candela

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us