Skip to Content

View Geocache Log

Found it Gato Maltês found Yabba Dabba Doo! [Reguengo do Fétal]

Monday, October 3, 2016Leiria, Portugal

03OUT2016 - 17:35

No que respeita a esta coisa de procurar tupperwares, não tenho uma “to do list". Tenho sim, uma, de feitio antagonicamente vincado à precedentemente mencionada, “NOT to do list”, seleccionada criteriosamente, ou não, com base em factores e factos que, apenas por um triz, não são secretos.
Certo é que, se eu tivesse um rol desse género, onde o “Crème de la crème” dos meus desejos geocachianos estivesse escarrapachado, esta geocache faria, garantidamente, parte dele.

Nos tempos em que não existiam “alter-egos” nem “os melhores geocachers”, e o geocaching era baseado em coisas simples, puras e transparentes, ainda consegui descobrir uma dezena de caches do excelentíssimo “touperdido”, tendo no entanto a maioria ficado por amealhar.

Visitei esta geocache por dois motivos principais que estão relacionados directamente com o seu dono. Primeiro em jeito de agradecimento e cortesia pela sua visita à – e s s ê n c i a – e pelo registo deixado na página, e em segundo pela sua forma de estar na actividade. Agradeço-lhe também não ter seguido o exemplo de outros, ao ter mantido esta geocache para todos, tal como estava na primeira versão, e não apenas para a “elite”.

Costumo, com alguma frequência, pedalar pelos trilhos da zona deste tesouro e só não tinha arriscado a minha sorte anteriormente para não interferir no ritmo dos meus amigos do pedal.
Hoje, como a pedalada foi em estilo solitário, planeei a voltinha da tarde de forma a passar lá perto e, aproveitando um pequeno descanso a meio dos quase 60 quilómetros, tentar a minha sorte para descobrir este tesouro.

Depois de escolher um sítio para deixar a bicicleta em segurança, e com o guia electrónico a apontar para uma elevação a 120 metros dali, surgiu a dificuldade de vislumbrar o melhor caminho para lá.
Diz-se que a menor distância entre dois pontos é um segmento de recta, mas caminhar por entre a zangada vegetação serrana de sapatos de btt e de calções pode originar tatuagens indesejáveis e dolorosas, pelo que apenas me dispus a alcançar o alto depois de idealizar o melhor percurso até lá.
Alguns minutos após me ter posto a caminho, cheguei ao sítio onde o meu gps dizia que era o esconderijo. A coisa não estava fácil e ainda andei de um lado para o outro a espreitar os “perfumes errados” até que de repente verifiquei que só por pouco é que não lhe tinha colocado o “camelbak” em cima.

Apesar de toda a paisagem que se pode contemplar dali não me ser estranha, após registar o meu nome no logbook gostaria de ter ficado mais um pouco e apreciar o pôr-do-sol que se começava a desenhar mas, como o regresso também faz parte da jornada, decidi que estava na hora de me fazer ao caminho, já que os dias longos do estio só voltarão no próximo ano.
Mais uma vez agradeço ao antmadeira por ter dado continuação a este tesouro e o ter mantido para todos, reforçando a ideia de que a partilha é um dos pilares desta actividade simplória, para mim, de procurar e, às vezes, encontrar tesouros. E desta feita eu encontrei mais um!

OPC – TFTC
NO TRADE

One view, lots of thoughts...

Additional Images Additional Images

One view, lots of thoughts... One view, lots of thoughts...

A new design of wings... A new design of wings...

Five meters or not... Five meters or not...

The way... The way...

Life is made of "ups" and "downs"... Life is made of "ups" and "downs"...

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page