View Geocache Log

Found it Viriatus found MIRADOURO DA BONECA

Thursday, August 1, 2013Braga, Portugal

Este ano em vez de gozarmos férias na praia decidimos fazer algo diferente e nada melhor do que ir à descoberta do Parque Natural da Peneda/Gerês!

A tenda foi montada no Vidoeiro e a partir daí criámos uns percursos para fazer, passando nalguns dos pontos mais marcantes do PNPG. Desde miradouros com vistas de cortar a respiração, pequenas fontes, cascatas com a água mais pura e cristalina que alguma vez vimos, cavalos selvagens, blocos graníticos de uma imensidão incrível, borboletas com cores lindíssimas, albufeiras com água bastante quentinha e barragens monstruosas e assustadoras que até dava arrepios só de ver ao longe, viu-se um pouco de tudo! E ainda houve tempo para tomar uns banhos nas águas termais já na nossa vizinha Espanha, em Lobios!

Ficámos fascinados com a riqueza do Parque! A vasta vegetação de várias tonalidades de verde, a grande variedade de espécies de borboletas que vimos, os cavalos selvagens, fenómenos geológicos e geomorfológicos de outro mundo e muito mas mesmo muito mais são qualquer coisa que não há palavras para descrever!!

Infelizmente não houve tempo para ver tudo mas como não pode ser tudo feito de uma vez, fica para uma visita futura que sem dúvida será para breve!

Após as caches do Miradouro da Fraga Negra, do Miradouro Esquecido, do Maciço Peneda-Gerês e do Quartzo no PNPG / quartz in PNPG, esta viria a ser a última cache do dia.
Antes de rumarmos à "boneca", aproveitámos uma sombrinha no início do percurso que iríamos fazer para almoçar, só não foi na mesa que havia lá porque estava ocupada
Depois de umas sandochas e já de barriguinha cheia iniciámos a nossa pequena caminhada até ao GZ. De início ainda pensámos "Fogo, afinal podíamos ter trazido o carro" mas mais para a frente lá concluímos que afinal o nosso bolinhas ficou muito bem onde estava xD Ainda vimos algumas vacas mas o caminho foi feito tranquilamente

Chegando ao miradouro, começámos por apreciar as vistas de cortar a respiração e tirar algumas fotos e ainda vimos um belíssimo sardão todo repimpado a apanhar sol
A cache ainda deu alguma luta pois interpretámos mal a pista...já prestes a desistir lá voltámos a ler de novo a dica e lá vimos que secalhar estávamos a interpretar as coisas mal...e voilá, nem dois minutos já estava nas nossas mãos

Ainda durante a procura da cache reencontrámos-nos com um casal com quem nos tínhamos cruzado no Miradouro Esquecido e lá lhe explicámos o que andávamos a fazer. Já conheciam o conceito mas nunca tinham experimentado...a ver se despertámos a sua curiosidade o suficiente... eheh o que é certo é que fizemos ali mais uma amizade e tivemos companhia para o resto da tarde e noite, só não tivemos para o resto da semana pois as férias deles acabavam no dia a seguir.

O mais engraçado foi mesmo o caminho de volta pois as vacas e touros apoderaram-se do caminho...e dado que, se travássemos luta, muito provavelmente não seríamos nós a vencer, toca a fazer corta-mato em linha recta mas, o mais engraçado, é que achamos que encurtámos o caminho em 5 ou mais minutos ahah

Esta cache foi sem dúvida uma das que mais gostámos de fazer não só devido à vista fabulosa que se tem do miradouro mas também pelo local em si, pelo silêncio, paz e serenidade que se sente ao longo do percurso!

Sem trocas.
Obrigado pela cache!

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us