Skip to Content

View Geocache Log

Found it Pintelho found A trip by the Solar System

Friday, October 18, 2013Évora, Portugal

Parte #1

UAU! Mas que dizer desta ideia fabulosa? Um sistema solar de 1:414 000 000 que nos faz sentir grandes e, ao mesmo tempo, tão pequenos... A ideia, do CCV Estremoz, passaria completamente despercebida caso não fosse esta genial cache do clcortez. E não é menos que isso, esta aventura.

Tudo começou dia 17, à noite, num hostel de Estremoz. Eu e a GS revíamos os planos para dia 18 e concluíamos que não eram realistas. Visitaremos Elvas, Badajoz e Merida numa outra ocasião.
Assim, decidimo-nos a ficar, mais calmamente, por Estremoz, e esta cache veio à baila. O conceito agradou à GS que, mesmo quando confrontada com uma Multi de 11 pontos, manteve o ânimo. Então era isso. Um dia de férias passado a percorrer o sistema solar, com algumas paragens por terras de Estremoz.

Claro está que, antes de avançarmos nesta aventura, fomos ao turismo, visitámos os locais mais emblemáticos da cidade e estivemos, inclusivé, bem perto dos quatro primeiros pontos. Visitámos o CCV e recolhemos um panfleto sobre o Sistema Solar, que serviria de "roadbook" para a aventura.
À saída, com o Sol (o verdadeiro) a aquecer, visitámos o Sol. Sobre cada ponto, não mencionarei as gaitinhas a contar, exceto num ou outro caso que considero relevantes, mas em cada astro, seja o Sol, os Planetas ou Plutão, há contas a fazer, duplamente. Uma primeira recolha de dados para a cache final e uma segunda para o passo seguinte, evitando "batoteiros".

O Sol é tão pequeno, pensei, que nem quero imaginar Plutão.
A ideia está fantástica, já o tinha dito? Mas a sério, está, e merece cada Km percorrido!
Seguimos até Mercúrio. Já lá tínhamos passado horas antes, mas nem reparámos, tão absortos que estávamos em contemplar a beleza da praça. Logo aqui tivémos e ficámos com a real noção da dimensão da escala. Que minúsculo é o planeta face ao sol... Vamos, então, seguir para Vénus.

Também Vénus já havia sido orbitado, enquanto visitávamos o centro de Estremoz, mas lá voltámos a apreciar o chafariz e as vistas para o castelo. Já aí vamos, pensei.

Já na Terra deparámo-nos com a única dificuldade do percurso. O dado necessário para a coordenada final, apesar de claro, levou-nos a pensar "e se o owner estava distraído e considerou Y em vez de X como sendo a resposta correta? Decidimos confirmar com o owner. A nossa resposta estava correta, e a solicitude do clcortez foi pronta: "Se precisarem de mais ajuda, avisem". Não precisámos, mas agradecemos.
E que dizer daquela pequena esfera, já a umas centenas de passos do sol, e tão pequena quando comparada com aquela pequena bola que vemos, diariamente, no céu? A dimensão do sistema solar e a discrepância de dimensões são ambas avassaladoras. E se pensarmos na dimensão do Sistema Solar perante a nossa Galáxia? E a Galáxia no Universo? Percebe-se a ideia do quão pequenos somos nós, ainda que tão grandes face a um átomo?! Nunca, durante esta brincadeira, me deixei de sentir empolgado com a ideia das escalas. É simplesmente brutal.

Já chegar a Marte foi chegar a um planeta digno de ficção científica. De um cenário de guerra. Afinal de contas, a quantidade de grafitis e o vandalismo a que este planeta, contrariamente aos outros, está sujeito, levam-me a crer que alguns filmes de Hollywood aqui vieram beber alguma inspiração.

Entre Marte e Júpiter há todo um vazio: a cintura de asteróides e a distância entre os planetas levam-nos até fora de Estremoz - centro. Aproveitámos, pois, para almoçar fora de órbita, no castelo e, já retomadas as energias, seguir no cachemobile até Júpiter.
Com uma enorme reta, a estrutura de suporte a Júpiter vê-se a 124 200 000 Km. Ou 300 metros, sei lá. Chegados ao planeta... WOW! A Terra, este planeta que nos parece tão grande, é tão minúscula quando comparada com este gigante!

DSC_0127Uploaded by Geopt Geocaching Tools -> http://gctools.geopt.org

Additional Images Additional Images

DSC_0127 DSC_0127

DSC_0129 DSC_0129

DSC_0130 DSC_0130

DSC_0133 DSC_0133

DSC_0137 DSC_0137

DSC_0140 DSC_0140

DSC_0143 DSC_0143

DSC_0145 DSC_0145

DSC_0146 DSC_0146

DSC_0152 DSC_0152

DSC_0155 DSC_0155

DSC_0157 DSC_0157

DSC_0158 DSC_0158

DSC_0161 DSC_0161

DSC_0181 DSC_0181

DSC_0182 DSC_0182

DSC_0184 DSC_0184

DSC_0185 DSC_0185

DSC_0186 DSC_0186

DSC_0187 DSC_0187

DSC_0189 DSC_0189

DSC_0190 DSC_0190

DSC_0194 DSC_0194

DSC_0198 DSC_0198

DSC_0199 DSC_0199

DSC_0206 DSC_0206

DSC_0209 DSC_0209

DSC_0210 DSC_0210

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page