View Geocache Log

Found it lynx pardinus found Heart of Darkness [Gerês]

Friday, May 1, 2009Braga, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Há muitos, muitos anos, no início de uma noite escura, à beira de uma grande fogueira no adro da igreja, os habitantes da pequena aldeia reuniram-se, sentados num grande círculo, e falaram. Falaram muito entre eles, muitas horas, muitas opiniões diferentes, muitos juízos, mas sempre sobre o mesmo tema. Até que, há medida que as horas fluiam e a noite se aclarava revelando a premonição do dia crescente, as muitas vozes juntaram-se progressivamente numa, as opiniões passaram a singular, a decisão estava tomada.

Na noite seguinte, cada um dos habitantes da aldeia se reuniu no mesmo local, em silêncio, e, um a um, dizendo para si mesmo palavras antigas, levaram a mão ao peito, arrancaram o Mal que lá havia, a escuridão que nele habitava. Depositaram-no todos eles numa grande ânfora, gigantesca, que tinham propositadamente ali colocado no dia anterior. E apontaram para o homem mais forte e destemido da aldeia, para o mais sábio, o mais conhecedor do que se passava para lá das montanhas que bordejavam a aldeia, que conhecia as montanhas mais altas que ficavam ainda para lá dessas. O homem, sabendo o que o esperava desde a noite anterior, em silêncio, agarrou na grande ânfora ao ombro, segurou o seu bordão, e seguiu caminho em direcção a essas grandes montanhas invisíveis, que só ele conhecia. A aldeia olhou em peso para ele, sem um murmúrio ou som, sabendo que, todo o Mal que neles tinha vivido ia agora ali, naquela vasilha, aos ombros daquele homem corajoso.

E o homem andou, andou durante dias, cada um deles sentindo, cada hora que nele estava contida percebendo, que o Mal que na aldeia habitava e que ele carregava cada vez mais se tornava mais pesado. O que de início parecia ar, vazio, era agora cada vez mais pedra, rocha, dureza granítica, dificuldade. Mas, o homem, consciente da magnitude do que lhe tinha sido pedido, continuou. Cerrou os punhos e os olhos, respirando bem fundo e prosseguiu, prosseguiu carregando o Mal, subindo penedias, descendo vales, cruzando rios. E, quando chegou a um pico suficientemente alto e distante, finalmente parou a sua caminhada de semanas. Pousou finalmente a sua carga, descendo-a dos ombros e, finalmente, observando-a. E o que viu deixou-o sem palavras pois, da ânfora, não se vislumbrava sinal, e aquilo que agarrava mais não era do que um penedo gigantesco, de rocha dura e escura como o Mal que sabia conter. E fitou-a nos olhos, aquela rocha negra, por um segundo, abandonando-a em seguida, deixando-a ali ao mesmo tempo que seguia de volta para a aldeia, leve nos ombros, mas com a alma pesada, porque sentia que ali deixava também algo de seu e das gentes a quem queria.

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us