View Geocache Log

Didn't find it K!nder couldn't find Tremelgo nas alturas [Marinha Grande]

Thursday, December 1, 2011Leiria, Portugal

Esta é daquelas caches que há bastante tempo ando com umas ganas de fazer.

Como tinha um dia de folga estava decidido em atacar uma qualquer parte de Portugal para ver se fazia umas caches.

Consultei o meu consultor de geocaching o: meteo.pt a 10 dias

Viseu: chuva
Coimbra: chuva
Braga: chuva
Figueira da Foz: chuva

fogo

Leiria: sol tímido mas sol.

Nem pensei duas vezes tinha de ir a Leiria. Já tinha recebido convites para lá ir e foi altura de aproveitar o convite. Na noite anterior tinha chegado a casa do pulga e qual o meu espanto ficava mesmo perto desta árvore notável.

A minha ideia era passar esta cache à frente mas pelo menos ir lá olhar para ela para saber com o que podia contar e se seria desafio para as minhas vertigens pouco controladas no presente momento.

Uma insistência do pulga que ia levar a coisa a outro extremo e parecia divertidíssima fez-me pensar que afinal talvez fosse lá para mais do que olhar.

A noite foi de total cachada até de manhã e a dormida prolongou-se até a hora de almoçar. Hora de almoço finalmente estavamos debaixo da árvore a olhar para a cache tão descarada mas tão complicada.

A ideia era subir com recurso ao pouco material que tinhamos. Resumidamente não tinhamos ascensor e apenas uma corda que estava a estrear basicamente.

O plano era atirar a minha corda com roldana para o ramo que conseguiamos alcançar e nessa roldana estaria o cabo de aço do jeep. Depois o jeep ia-nos levar ao estilo elevador da glória para cima, como se dizia. Primeira tentativa e lá foi o lynce até o primeiro ramo. Segundo ele só era complicado chegar lá que depois ele subiria para cima através da força das pernas e braços. Lá em cima o discurso mudou e as pernas tremeram.

Estava complicado atirar o material para o seguinte ramo. Desceu e por mim estava pronto a ir embora porque não queria ser portador de más novas a ninguém.

Já cá em baixo o pulga estava com uma fesada e insistiu que ele próprio iria lá acima. Primeiro ramo sem dificuldade. Prender-se ao ramo com um outro sistema e toca a mandar a roldana mais um ramo para cima. Tentativa bem sucedida e já estavamos a meio da subida. Mas aqui foi onde apareceram os seguintes problemas os braços já estavam pesados e a trajectória era complicada de acertar. Tinhamos sido vencidos. E era altura de voltar para casa. Caso para dizer sem moedinha não há voltinha.

Pelo meio da aventura ainda tivemos o aparecimento de geocachers da Figueira que iam lá também só para ver devido a haver muitas caches para fazer e que foram apanhados na rede e dali não saiam se não os deixassemos

No final posso dizer que adorei a experiência. E como não sou pessoa de desistir já tenho um arco e flecha que conseguem por uma cordelete directamente no último ramo. Só falta mesmo o ascensor que se tudo correr bem terei até o final da semana. Por isso não percam os próximos episódios, pois poderão ser mais breves do que imaginam.

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us