View Geocache Log

Found it Bringer found Salty Pirate Island (Ilha do Rato, Lisbon/Montijo)

Saturday, April 5, 2008Setúbal, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

(parte 1/2)

Como disse bem o Prodrive, tudo começou à uns meses atrás quando demos com o João dos Strangedays durante uma cachada no Forte da Baralha. Ao fim de muita conversa, ficou então combinado que um dia num futuro não muito distante viríamos fazer uma visitinha a esta cache. Esse dia foi hoje!

Tudo começou ontem quando recebi um SMS do Prodrive. Antes de o abrir franzi o sobrolho e pensei "Tu queres ver que é desta que o Gustavo me vem pedir helpdesk?" . Nada disso, a mensagem era sobre aquilo que eu tinha estado tanto tempo à espera: um convite para uma viagem à verdadeira ilha do tesouro! Aceitei sem hesitar e assim hoje armei-me até aos dentes para as condições mais adversas (embora estivesse sol) e corri para o cais de embarque combinado, que supostamente era junto ao Moinho de Maré do Montijo.

Cheguei lá praticamente ao cair da hora escolhida, arrumei a trouxa e saí da viatura exactamente ao mesmo tempo que dois companheiros de pirataria saiam de outra lá ao fundo. Cumprimentei o João Hulkman e o Gustavo Prodrive e seguimos mais para junto do local combinado.

Enquanto eu me entretinha a procurar o tesouro do moinho de maré, chegaram outros dois piratas de profissão armados com catanas, pernas de pau e pistolas de pólvora negra. Eram o BTRodrigues e o Baía Vieira, vindos de cada um dos lados do molhe.

O capitão Strangedays demorava a chegar e portanto aproveitámos para visitar o interior do moinho de maré. O Baía Vieira tentou fazer uma lavagem cerebral ao guarda do local, aliciando-o com o tesouro das redondezas, mas infelizmente o homem devia estar a usar daqueles capacetes de alumínio e não foi muito influenciado pelas hipnóticas ondas geocachianas.

Quando saímos do moinho, eu, o BT e o Baía estranhámos o facto dos nossos outros dois companheiros terem desaparecido misteriosamente. Foi então que o papagaio do Prodrive, vindo do nada, pousou no ombro do Bruno e ditou-nos umas coordenadas estranhas. Rapidamente consultando a nossa tosca cartografia desenhada num pedaço de escalpe, chegámos à conclusão que afinal o cais de embarque não era por ali, mas mais para os lados de Alhos Vedros.

Pegámos na carroça do Baía Vieira e a toda a velocidade rumámos para lá. Foi então que nos apercebemos que a mula do Basílio estava à beira do colapso, pois este tinha-se esquecido de a meter a pastar antes de vir ter connosco. Felizmente o pobre animal conseguiu resistir à fome e ao cansaço e galopando que nem um doido levou-nos ao local pretendido.

Nesta altura percebemos que a embarcação era pequena demais para tanto pirata junto e ficámos apeados em terra à espera da segunda levada. Aproveitei, então, para seguir o velho mapa de um tesouro das redondezas que já à muito tempo estava esquecido no baú. O BT e o Baía acompanharam-me, já que anteriormente tinham andado a fazer escavações naquele local.

O tal tesouro, apesar de bem disfarçado, foi descoberto num instante. Mesmo a tempo, pois o infame papagaio do Prodrive regressou para nos avisar que o nosso navio estava a chegar ao porto. Corremos para lá, mesmo a tempo de avistar as suas velas negras a ondular ao vento. Era o adjunto do capitão que vinha ao leme e em breve estávamos todos dentro da embarcação a caminho da tal ilha perdida no meio do Mar da Palha (esse conhecido antro de pirataria, feroz concorrente do Mar das Caraíbas).

[This entry was edited by Bringer on Wednesday, April 09, 2008 at 6:21:05 AM.]

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us