Skip to content

This cache has been archived.

MightyREV: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.[/quote]

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado

[b] MightyREV [/b]
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

[url=http://support.groundspeak.com/index.php]Centro de Ajuda Groundspeak[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=340]Trabalhar com o Revisor[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77]Como ter uma cache publicada (mais) rapidamente[/url]
[url=http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx]As Guidelines são regras[/url]

More
<

Cache da Cidade [Lisboa]

A cache by Team Hulkman Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/08/2007
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A CACHE NÃO SE ENCONTRA NAS COORDENADAS PUBLICADAS! 

 

 

Museu da Cidade de Lisboa

O Museu da Cidade, também conhecido como Palácio Pimenta, situa-se no Campo Grande em Lisboa. O Palácio Pimenta foi mandado construir por D. João V em meados do século XVIII para a sua amante Madre Paula, uma freira do convento de Odivelas. As exposições apresentam a história da cidade desde os tempos pré-históricos, passando pelos Romanos, Visigodos e Mouros, através de azulejos, desenhos, pinturas, maquetas e documentos históricos. Os antigos alojamentos da mansão também podem ser visitados , incluindo a cozinha, decorada com painéis de azulejos azuis e brancos que representam peixes, fores e animais de caça. Alguns dos objectos expostos são pinturas que representam a cidade antes do terramoto de 1755, incluindo uma maqueta detalhada dos anos 50, e um óleo do século XVII de Dirk Stoop que representa o Terreiro do Paço. Uma das salas é dedicada ao Aqueduto das Águas Livres, com detalhes dos planos arquitectónicos para a sua construção e gravuras e aguarelas da construção terminada. O tema do terramoto é representado por pinturas da cidade devastada e vários planos da reconstrução. Tem também um grande cartaz colorido celebrando a Revolução de 1910 e a proclamação da nova república.

A ideia de criar um museu que documentasse a história de Lisboa remonta à Primeira República. Circunstâncias diversas foram adiando o projecto e só em 1942 foi o Museu inaugurado no Palácio da Mitra. Acabaria por ser transferido para o palácio Pimenta, onde abre ao público em 1979, com um programa pensado para o edfifício e que traça um percurso cronológico da cidade entre a pré-história e a implantação da República, ainda hoje em vigor. A ampliação do Museu e reestruturação do seu discurso museológico, visando acompanhar a cidade na sua comtaporaneidade, é o objectivo principal a concretizar brevemente.

Conserva importantes colecções que mostram a evolução histórica nas suas vertentes urbanística, social, simbólica e económica da capital portuguesa. Sendo um Museu de História, e tendo um carácter multidisciplinar, possui um espólio muito vasto e diversificado, que se destaca pelo seu valor documental, iconográfico e artístico.

 

Jardins do Museu

No jardim, encontram-se dois espaços de exposições temporárias. No Pavilhão Branco apresentam-se regularmente projectos de arte contemporânea, concebidos especificamente para este espaço e que se relacionam com o local ou com a cidade. O Pavilhão Preto funciona como um espaço multiusos por onde passam habitualmente exposições de história, arte. arqueologia entre outras.

Horário

Terça a Domingo das 10:00h às 13:00h e das 14:00h às 18:00h. Encerra 2ª feira e feriados.

A entrada no jardim é gratuita. Para o museu, é paga. Aos Domingos e no dia 18 de Maio a entrada é gratuita. Para estudantes, pessoas com menos de 18 ou mais de 60 anos, pessoas portadoras de deficiência, funcionários da CML, portadores dos cartões APOM, ICOM, LisboaCard, Bom Dia Lisboa a entrada é gratuita. Para pessoas com cartão jovem existe 50% de desconto.

 

 

A cache

Esta é uma multicache cujo objectivo é dar a conhecer ao visitante o jardim do museu da Cidade de Lisboa!

Para obter as coordenadas finais terá que ir a dois pontos do jardim:

1. N: 38º 45.502 W: 009º 09.419
Aqui conte o número de bustos que existem no caminho que leva ao pavilhão preto. Este será o valor de A.

2. N: 38º 45.486 W: 009º 09.382
Aqui conte o número de estátuas de grifos. Este será o valor de B.

 

As coordenadas finais obtêm-se por:

latitude_final = N38º 45.(2 x B)(A + 1)(A - B - 4)
longitude_final = W009 09.(2 x B)(2 x B)(A + 3)

 

Boas cachadas!


GeoPT.org - Geocaching Portugal

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.