Skip to Content

<

Foz Castle

A cache by kidloco Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 7/12/2007
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


[PT] Com esta multicache vai ter a oportunidade de ficar a conhecer por dentro o Castelo de São João da Foz, um lugar com história mas por muitos pouco conhecido. Venha dai e divirta-se na busca desta cache.

[EN] With this multicache you are going to visit the inside of São João da Foz Castle a place with history but a little bit less known by the majority of people. Come on and have fun while searching for this cache.

[PT] História

O Forte de São João Baptista da Foz, também conhecido como Castelo de São João da Foz, localiza-se em São João da Foz do Douro, na barra do rio Douro, dominando o acesso fluvial à cidade do Porto

Iniciado durante o reinado de D. Sebastião (1557-1578), em 1570, sob a supervisão de João Gomes da Silva, diplomata e homem de confiança da Corte, constituía-se em uma simples estrutura abaluartada, envolvendo o hospício (mosteiro) e a igreja dos beneditinos de Santo Tirso (Igreja Velha) antigas estruturas medievais.

O bispo de Viseu, D. Miguel da Silva edificou neste local uma igreja e paço abacial anexo, para os quais recorreu aos projectos do arquitecto Francesco de Cremona recrutado em Itália; conjuntamente com o Farol de São Miguel o Anjo (concluído em 1527), que dista do local poucas centenas de metros, resultaram da sua acção mecenática e constituiram a primeira manifestação de arquitectura renascentista no Norte de Portugal (a capela-mor e nave da igreja, com o envolvimento da estrutura abaluartada e o desmonte da cobertura, funcionaram como praça de armas do forte).

Com a Guerra da Restauração da independência impôs-se a remodelação da fortificação. Receando uma invasão espanhola pela fronteira norte do reino, o rei D. João IV (1640-56), em 1642 despachou para a cidade do Porto o novo Engenheiro-mór do Reino, o francês Charles de Lassart. Este teve oportunidade de constatar, in loco, a ineficácia da estrutura seiscentista diante dos meios ofensivos setecentistas, e elaborou-lhe um novo projeto que a ampliava e reforçava. As obras ficaram a cargo do jesuíta João Turriano. Entretanto, problemas suscitados pela fonte dos recursos junto à Câmara Municipal do Porto e problemas pessoais do Tenente-governador da fortificação Pinto de Matos (1643-1645) atrasaram sensivelmente o início das obras.

Com a nomeação de Martim Gonçalves da Câmara, como substituto de Pinto de Matos (Maio de 1646), as obras foram finalmente iniciadas, com a demolição da Igreja Velha no mesmo ano. Tornadas prioritárias diante a invasão do Minho por tropas espanholas, encontravam-se concluídas em 1653. Dois anos mais tarde, era considerada a segunda do Reino, logo após a de São Julião, e a chave dela [cidade do Porto] com a qual não só se [a] assegurava mas toda a Província do Entre-Douro e Minho e a da Beira. Ao final do século XVII, em 1684 estava guarnecida por 22 artilheiros, congregando seis regimentos de Cavalaria e dezoito de Infantaria.

Entrance of Foz CastleNo início do século XIX durante a Guerra Peninsular, a 6 de Junho de 1808, o Sargento-mor Raimundo José Pinheiro ocupou as suas instalações, e, na madrugada seguinte, fez hastear no seu mastro a bandeira das Quinas, primeiro acto de reacção portuguesa contra a ocupação napoleónica. A fortificação estaria envolvida poucos anos mais tarde nas Revoltas liberais, tendo protegido, durante o cerco do Porto (1832-1833), o desembarque de suprimentos para a cidade.

Diante da evolução das embarcações e da artilharia, progressivamente perdeu a função defensiva, sendo utilizada como prisão para presos políticos. Entre os nomes ilustres que estiveram detidos nas suas cárceres, relacionam-se os de José de Seabra da Silva (à época do Marquês de Pombal) e os liberais José de Passos Manuel e Duque da Terceira.

No século XX foi residência da poetisa Florbela Espanca, esposa de um dos oficiais da guarnição. Recentemente, na primeira metade da década de 1990, o monumento sofreu intervenção arqueológica sob a responsabilidade do Gabinete de Arqueologia Urbana da Divisão de Museus e Património Histórico e Artístico da Câmara Municipal do Porto. Actualmente sedia o Instituto da Defesa Nacional

Características

No século XVII, o projecto de Lassart, embora modificando a orgânica da estrutura, não tocava no essencial da defesa quinhentista. A antiga igreja, inserida na área militar, foi demolida, desaparecendo a parte central da fachada, sendo abertas as torres, removidas as lajes das campas no seu pavimento (reaproveitadas na alvernaria e apeada a abóbada (a primeira em estilo renascentista do país). Agora a céu aberto, passou a servir como praça de armas, enquanto os seus anexos foram soterrados para consolidar o terrapleno do baluarte leste. Os nichos dos altares laterais foram entaipados por muros de alvenaria de pedra.

A partir da realidade imposta pela irregularidade do terreno e pela fortificação preexistente, a planta da nova estrutura apresenta o formato de um quadrilátero rectangular orgânico com três baluartes e um meio baluarte, concentrando o fogo da artilharia pelo lado de terra, dadas as dificuldades naturais de transposição da barra do rio Douro. O único baluarte de traçado regular é o que aponta para a barra; dos dois voltados para o lado de terra, o do leste, é excepcionalmente pontiagudo, terminando num esporão de grande altura, enquanto que do oeste prolonga-se por um espigão destinado a eliminar um ângulo morto, actualmente quase encoberto pelo aterro viário.

O novo portal de acesso ao forte, em estilo neoclássico, foi construído pelo Engenheiro Reinaldo Oudinot (1796), dotado de ponte levadiça, corredor de entrada acasamatado e corpo de guarda tapando a fachada palaciana no lugar de um revelim seiscentista. Esta foi a última obra promovida, embora ainda se encontrasse incompleta em 1827.

[EN] History

The construction of the S. João da Foz Castle began during D. Sabatião's childhood (in 1570). This work for defense of the bar had the orientation of João Gomes da Silva. The end of its construction only had place in 1647.

There were also an ancient church and an asylum belonging to the Santo Tirso Benedictine monks, which were renovated in the 16th century in the Renaissance style and integrated into the castle. The latter was used, during the Siege of Porto (1832-33), for the unshipment of goods.

It received countless alterations, namely in the ends of the 17th century, that increased the doorway we see today.

[PT] Horário de Abertura

Segunda a Sexta-feira

9h00 às 12h30

14h00 às 17h30

Fechado nos feriados.

Por norma o castelo encontra-se aberto durante a hora de almoço, podendo no entanto, haver impossibilidade de acesso a um dos pontos desta multicache. Durante o fim de semana, poderá estar aberto para a realização de algum evento ou exposição, procurem informação nos diversos guias de eventos publicados na cidade do Porto.

A entrada é gratuita.

[EN] Opening Hours

Monday to Friday

9.00 AM to 12.30 AM

2.00 PM to 5.30 PM

Closed on holidays.

By rule the castle is open during lunch time nevertheless it might be impossible to reach one of the points of this multicache. During the weekend it might be open if there's some event or exposition going on, see the several Oporto event guides for further information.

The entrance is free.

[PT] A Cache

Para encontrar esta cache vai visitar uma série de caches virtuais e responder às questões colocadas. Vai ter que responder a todas para atingir a cache final.

A cache é uma embalagem de rolo fotográfico de 35 mm envolta num saco de plástico preto.

Na cache não há lápis ou caneta, leve algo para escrever consigo.

Agora só tem que encontrar as respostas, introduzi-las nas equações e fazer as contas para ir para a etapa seguinte até chegar à cache final.

Para a 2ª coordenada

Para a 3ª coordenada

Atrás desta porta, quantos buracos defensivos com formato quadrado vê?

Resposta: AA

Que vai substituir na seguinte expressão e calcular:

41º 08.[AA + 84]6 N

08º 40.[55 - AA]5 W

Quantas janelas e portas verdadeiras têm esta ruína?

Resposta: BB

Que vai substituir na seguinte expressão e calcular:

41º 08.[78 + BB]3 N

08º 40.[63 - BB]9 W

Para a Cache Final

Olhe para cima, para a pedra com duas placas metálicas e diga qual o numero que vê repetido?

Resposta: CC

Agora terão que utilizar todas as respostas da seguinte forma:

41º 08.[60 + AA + BB + CC]1 N

08º 40.[82 - AA - BB - CC]9 W

 

Para que esta cache seja sempre uma surpresa, por favor não publique fotografias ou logs que possam revelar a sua localização.

[EN] The Cache

To find this cache you must visit several virtual caches and answer the questions below. You need to answer all the questions to find the final cache.

The cache is a 35 mm photo film canister inside a black plastic bag.

In the cache there's no pencil or pen you must take that with you.

And now you just have to find the answers, put them in the provided equations, make some calculations and go from step to step until you reach the final cache.

To the 2nd coordinate

To the3rd coordinate

Behind this door how many squared defensive holes do you see?

Answer: AA

Substitute on the following expression and calculate:

41º 08.[AA + 84]6 N

08º 40.[55 - AA]5 W

How many real doors and windows has this building?

Answer: BB

Sunstitute on the following expression and calculate:

41º 08.[78 + BB]3 N

08º 40.[63 - BB]9 W

To the Final Cache

Look up to the stone with two metal plates, what's the repeated number?

Answer: CC

Now you have to use all the gathered numbers in the following way:

41º 08.[60 + AA + BB + CC]1 N

08º 40.[82 - AA - BB - CC]9 W

 

To keep the surprise please don't publish photos or logs that might reveal the cache location.

Additional Hints (Decrypt)

[Por] Irwn b fcbvyre r cebpher ab ohenpb rivqragr [Eng] Frr gur fcbvyre naq frnepu va gur boivbhf ubyr.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

382 Logged Visits

Found it 296     Didn't find it 50     Write note 24     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 3     Owner Maintenance 4     

View Logbook | View the Image Gallery of 61 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.