Skip to content

Casa Estudio Carlos Relvas Traditional Cache

Hidden : 10/07/2007
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Casa
Estudio

Carlos

Relvas

Golegã - Portugal

 

 

E ntre 1871 e 1875, o Chalet, como é conhecido na Golegã, foi edificado por iniciativa do abastado lavrador Carlos Relvas.

A Casa-Estúdio apresenta características únicas a nível mundial, como singular é o facto de ter sido construída de raiz, como monumento aos precursores da fotografia e com o objectivo exclusivo de acolher um laboratório e estúdio dedicados especificamente ao desenvolvimento de uma arte e que propiciaram a Relvas um local de excelência para a revelação dos seus negativos e ensaio dos novos métodos daquela disciplina simultaneamente científica e tecnológica.

No meio de um jardim romântico, com algumas interessantes espécies arbóreas e arbustivas, a Casa-Estúdio é um monumento expressivo da arquitectura do ferro (33 toneladas!) e do revivalismo de estilos, como o gótico e o mourisco, que marcaram a época, como é evidenciado pelo preciosismo decorativo e simbólico, emprestado à construção.

O conjunto parece ter sido inspirado no modelo de um templo cristão. A fachada principal virada a poente, ladeada de dois

“baptistérios”, ostenta um pórtico decorado com um baixo relevo representando um cavalo marinho, tendo por cima um janelão-varanda rodeado pelos bustos de Niépce e Daguerre, encimado por um interessante óculo-rosácea, onde se juntam as alas laterais que exaltam anjos segurando câmaras fotográficas.

 

 

Na nave superior, de cobertura e paredes envidraçadas, entre ferros trabalhados de forma exímia, encontra-se o esplendoroso Estúdio onde a entrada de luz natural se regula através de panos brancos controladas por mecanismos de fios e roldanas.

Inserida na lezíria ribatejana, no coração de Portugal, a Golegã remonta aos princípios da nacionalidade, estabelecendo-se os primórdios do seu desenvolvimento na Idade Média. Relvas imortalizou, a Golegã tornou-se também notável pela criação cavalar que motivou desde o séc. XVI um acontecimento anual, a Feira de S. Martinho, hoje também Feira Nacional do Cavalo, evento reconhecido a nível internacional.

A Vila com uma topologia de burgo medieval, no seu centro, donde irradiam ruas, vielas e travessas, viu ser erigida nos finais do séc. XV, inícios do séc. XVI, a Igreja de Nossa Senhora  da Conceição, templo majestoso, monumento nacional , ex-libris do manuelino rural, característico do período áureo dos

Descobrimentos Portugueses.

Do seu Estúdio, o anfitrião Carlos Relvas e os seus convidados podiam avistar a monumental matriz, bem como a vasta e emblemática planície agrícola, rasgada pela então Estrada Real que unia Lisboa ao Porto e que constituiu um dos factores de

desenvolvimento e progresso da Golegã do séc. XIX.

Com o lavrador, cavaleiro e criador de cavalos, músico e inventor Carlos Relvas, uma das personalidades, incontestavelmente mais ilustre e multifacetada da sua época,

em Portugal e na Europa, a Golegã, onde veio a falecer em 1894, passou também a figurar na história da fotografia, pela arte e pelo engenho daquele ilustre e cosmopolita filho, seu “príncipe” e embaixador.

 

 

Nesta galeria, diante de mecanismos e acessórios fotográficos do séc. XIX, tendo como cenário telões pintados de paisagens

virtuais, posaram reis e outras figuras ilustres, assim como rurais e mendigos, cujas imagens registadas por Relvas, de  grande valor estético, social e etnográfico, mereceram grandes prémios internacionais e nos permitem hoje conhecer melhor a  vida quotidiana das comunidades portuguesa e europeia, assim como as suas paisagens naturais, os animais, os monumentos e objectos artísticos.

Célebre pela  produtividade dos seus campos, uns dos mais fecundos do país,  enriquecidos pelas cheias do Tejo e que F figura e a obra de Carlos Relvas são indissociáveis da história da Golegã, localidade onde veio a nascer, em 1838.

 

 


in Folheto Município de Golegã - Câmara Municipal

Pelouro da Cultura

 

 

ATENÇÃO:

HORÁRIO

Terça-Feira a Domingo - 10.00h– 12.30h e 14.00h- 18.00h

Encerrado à Segunda-Feira e feriados.

 

A Cache:

Para esta "caçada", terão que ter em atenção o horário a cima descrito. A cache encontra-se no interior do jardim. (A ETRADA É GRATIS)

Como Chegar:


Cache content / Conteúdo:

  • Bloco de Notas, lápis
  • Stashnote
  • Objectos para troca




Don't forget: "Cache in, trash out"

 

 

Additional Hints (Decrypt)

Ahz ohenpb rager cerqenf / Va n ubyr orgjrra gur fgbarf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)