Skip to content

Manhouce – algures na serra... Multi-cache

This cache has been archived.

daraopedal: Esta cache foi a 1ª na zona e serviu para colocar a aldeia no mapa do geoaching.
Já que agora existem outras na zona e a sua configuração não se pode manter, a mesma termina aqui a sua história. O container final já foi retirado e não é possível fazê-la.

More
Hidden : 07/19/2008
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



Manhouce - algures na serra

Manhouce é uma freguesia portuguesa do concelho de São Pedro do Sul, com 40,53 km² de área e 836 habitantes que se situa no extremo do concelho de S. Pedro do Sul, de cuja sede dista aproximadamente 24 kms, no maciço da Gralheira, (Serra da Freita, Arada, Arestal e S. Macário). Integram-na o conjunto das seguintes aldeias: Malfeitoso, Muro, Lageal, Vilarinho, Serrandinha, Bestarenga, Sequeiro, Canegal, Vendas e Valongo.
Rua de Manhouce  Rua de Manhouce 2  Ponte antiga em Manhouce
Devido à sua situação geográfica, faz limite entre os concelhos de S. Pedro do Sul, Vale de Cambra e Arouca, ao mesmo tempo que delimita os distritos de Viseu e Aveiro. A sua existência é anterior à nossa Nacionalidade, como o atestam monumentos megalíticos e pré-históricos denominados mamoas. Tem-se como certo que a região foi habitada pelos Celtas (século VI a.C.) e pelos romanos, que aqui deixaram as suas marcas, sobretudo na calçada romana, estrada que ligava Viseu ao Porto, passando por aqui. Ficou conhecida como “estrada dos almocreves”. Foi, no tempo das Invasões Francesas, um ponto de referência importante, devido à sua situação estratégica. Manhouce já foi considerada como a segunda aldeia mais portuguesa. Hoje, encontra-se mais descaracterizada, devido à aculturação sofrida pelas suas gentes.Refere a grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira pessoas ilustres ligadas a Manhouce, como a rainha Dª Mafalda, que vivia no Convento de Arouca e fundou uma Albergaria na freguesia, a actual Casa da Barreira. O nome da freguesia (topónimo), anda ligado ao “amanho da terra” e a um lugar chamado Couço. Assim “manho”, de amanhar (a terra) e Couço, ligado ao lugar, deu “Manhecouço”. A outra hipótese e “amanhouce” – (terra amanhada). Qualquer das hipóteses evoluiu para Manhouce, que é o seu nome actual.
Informações adaptadas de (visit link)

Moinho em Manhocue

A cache:
A cache vai levá-lo a conhecer esta pequena aldeia que ainda se mantém com alguns traços bastantes típicos. O waypoint inicial levá-lo-á frente à Igreja de Manhouce, aproveite para observar as casas, as ruas e os habitantes. Mas observem um pouco mais a Igreja e a sua porta. Vão reparar que a porta é constituída por uma série de cruzes. Vão ter de contar o número de cruzes (XX) e efectuar este cálculo para encontrar a coordenada final.
(N 40º 49.(691+XX) - W 008º 12.(776+XX)

Igreja de Manhouce

Nota – o local final é bastante interessante por razões históricas (corresponde a um dos aspectos referidos na descrição acima) e paisagísticas e dista do inicial cerca de 1 km.

Aproveite para se demorar na aldeia e apreciar as suas riquezas


Additional Hints (Decrypt)

Ire Fcbvyre. An cnegr qr geáf qb zheb.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)