Skip to content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

btreviewer
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer
Work with the reviewer, not against him

More
<

Belas Artes

A cache by white_shark Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 01/01/2010
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



ALDEIA  da  DONA

Pensa-se que este nome tenha sido dado devido à zona ocupada pelos habitantes ser propriedade de uma senhora Dona de uma grande quinta.

 

 

Localização e situação geográfica

Aldeia da Dona é uma pequena aldeia pitoresca situada no Nordeste de Portugal, na zona da Beira Alta, pertencente à freguesia da Nave, concelho do Sabugal e distrito da Guarda.

 

Apesar do interior beirão possuir um relevo bastante montanhoso, esta situa-se numa região mais ou menos plana. Tem ligação com várias terras através de uma estrada, sendo esta a única pavimentada na aldeia.

Ao  seu redor encontram-se várias aldeias como a Bismula, Ruivos, Escarbalhado e Alfaiates. A aldeia dista aproximadamente 4 km da sede de Freguesia e 17 km da sede do Concelho.

Fica relativamente perto da Espanha pelo que está a uma distância de 35 km de Vilar Formoso, fronteira com Espanha.

 

Origem

Conta-se que a povoação existiu há já longas centenas de anos a uma distância de 3 km de onde se encontra hoje.

E isto porque segundo conta, teria havido uma grande epidemia de osgas que provocavam a morte a muitas crianças. Os seus habitantes desesperados, não se vendo livres desses animais inimigos, abandonaram a povoação fixando-se num outro local.

Aí começaram, embora com muito custo, a construir novas casas. Foi uma autêntica tragédia mas só assim se livraram dessa epidemia, talvez com a ajuda de muitas rezas e promessas (povo bastante religioso e crente). Diz-se ainda que foi recompensa por ter havido um tão grande e bom coração. Pois foi uma senhora com uma grande quinta que nessa altura a cedeu. Foi nessa precisa quinta que se formou uma nova povoação com o nome de Aldeia da Dona.

O curioso é que nunca mais se viu uma osga na nova povoação, pelo menos que as pessoas, mesmo mais idosas, se recordem.

Não se sabe ao certo se este dito é ou não verídico, devido ao facto de a origem da aldeia se não encontrar em nenhum documento histórico, mas existem na realidade, no preciso lugar vestígios de uma povoação. Encontram-se ruínas de três casas, um moinho que ainda hoje pode funcionar, e existem ruínas de uma pequena capela que o Padre da aldeia mandou restaurar.


 
 
MONUMENTOS  e  PATRIMÓNIO  de  INTERESSE  CULTURAL

Marco de início da Aldeia "Paz Amor"

Ano de execução: 1991. Pedra de granito cedida pelo Sr. Paulo Salgueira e gravada com a indicação de Aldeia da Dona por A.L. Tony e Outros.


Igreja da Aldeia

Local de culto.


O Campanário

Executado em granito junto à Igreja.


A Fonte

Localizada no Enchido era a fonte que dava de beber a toda a Aldeia. Obra executada em granito.


O Cruzeiro

Localizado no Enchido. Lugar onde normalmente se realizam as festas. Executado em granito.


Tratamento dos Animais

Localizado no Enchido. Executado em granito. Servia para amarrar os animais possibilitando qualquer operação.


A Churrasqueira

Ano de execução: 2002. Localizada no Enchido. Executada em granito. Pedra predominante na região.


A Bomba Manual

Localizada na Salgueira. Serve para tirar água para os animais.


Passagem pedonal em pedra

Passagens existentes sobre a Ribeira. Executadas em granito, pedras de grande porte.


O Barroco dos Olhos "Arte é para Quem tem Olhos"

Ano de execução: 1991. Borroco em granito com "olhos" profundos. Autor: A.L. Tony.


O Lavrador

Ano de execução: 1990. Escultura em ferro. Autores: A.L. Tony e Kim Prisu.


Olho da Noite

Ano de execução: 1991. Escultura em granito. Passados 10 anos deu lugar a "O Par". Autor: A.L. Tony.


O Pastor, a Cabra e o Cão

Ano de execução: 1995. Escultura em ferro. Autores: A.L. Tony e Kim Prisu.


A Vaca dos Cornos Grandes

Ano de execução: 1997. Escultura em ferro. Autor: A.L. Tony.


O Cavador

Ano de execução: 2000. Escultura em ferro. Autores: A.L. Tony e Kim Prisu.


O Par

Ano de execução: 2001. 10 anos depois, fim ao "Olho da Noite" e nasce "O Par". Escultura em granito e ferro.  Autor: A.L. Tony.


O Alegria

Ano de execução: 2002. Autores: A.L. Tony e Kim Prisu.


O Chafariz  com o "Cantaro"

Ano de execução: 2003. Escultura em Barro pintada à mão, colocada cima do chafariz, este em pedra de granito. Autor: A.L. Tony.


O Cantaro

Ano de execução: 2003. Escultura em Barro pintado à mão. Autores: A.L. Tony e Kim Prisu a convite de A.L. Tony.


A Tromba do Elefante

Ano da Descoberta: 2006. Obra de Arte natural descoberta por Mário Pina Leitão. Autor da Fotografia: A.L. Tony.


Quim Prisu e A.L. Tony

Da esquerda para a direita, Kim Prisu e A.L. Tony, autores da maioria das obras de arte existente na Aldeia, transformada em aldeia cultural.

 

Additional Hints (Decrypt)

pnpur svany "aãb gr irvwb"

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.