Skip to content

<

Entre o céu e o inferno [Drave - Arouca]

A cache by daraopedal Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 01/23/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Entre o céu e o inferno [Drave - Arouca]

 

Drave é a “aldeia mágica” de Arouca. É uma pequena aldeia perdida entre a Serra da Freita e a Serra de São Macário, situada na Freguesia de Covelo de Paivô, Concelho de Arouca, Distrito de Aveiro. O último habitante de Drave deixou a aldeia há mais de uma década, no entanto, apesar de desabitada, a aldeia não está abandonada. Com efeito, nos últimos anos, Drave foi sendo recuperada pelos escuteiros e transformou-se numa base nacional do escutismo.
Para quem visita o local, Drave parece um pequeno paraíso, pela tranquilidade e beleza natural que proporciona, no entanto, com esta cache, convido-os a reviver a dureza que seria o dia-a-dia dos seus habitantes. Imagine-se a ir de casa em casa pelos arruamentos rudimentares, transpondo os rudes degraus formados por rochas sobrepostas… Será que conseguimos “sentir” a dura provação que eram os trabalhos agrícolas, numa altura em que a única força motriz, outra que a força dos braços, era a dos bois. Como seria praticar a agricultura de subsistência nos socalcos junto à ribeira de Palhais?
Esta multi-cache é relativamente simples. Levar-vos-á à capela da Senhora da Saúde, que se destaca na aldeia pelos seus tons alvos contrastando com o restante casario sombrio e ao solar dos Martins. Esta família Martins, que se conhece desde 1700, teve como berço as duras provas do vale de Drave, tendo o padre João Nepomuceno de Almeida Martins, tomado a iniciativa de realizar neste local em meados do século passado, a primeira reunião familiar, que trouxe ao local mais de 500 parentes. Desde então a tradição tem-se vindo a manter-se num ciclo de 2 em 2 anos. Depois de recolhidas as informações necessárias, poderão deslocar-se ao local da cache, que dista cerca de 200 m, e a partir do qual poderão usufruir de uma panorâmica pouco habitual sobre a aldeia.
Os dados a recolher são os seguintes:
Na Capela da Senhora da Saúde (N 41º 51.668 W 008º07.046 – coordenadas iniciais), deve observar a data na placa por cima da porta de entrada da capela.
  • A= (soma do dia e do mês da placa)
Nessa mesma capela, pode observar na parede esquerda uma outra placa de mármore onde se destaca a chegada da eletricidade e do telefone a Drave.
  • B= (soma do dia e do mês da placa)
Dirija-se agora ao Solar dos Martins, que é a casa grande que fica a 20 metros do lado esquerdo da capela (N 41º 51.662 W 008º07.036). Aí pode encontrar mais uma placa que serviu para comemorar a reunião de 600 membros dessa mesma família, numa missa campal organizada pelo padre João Nepomuceno Martins.
  • Se essa data for igual à que estava na capela, C = 150
  • Se essa data for diferente da que estava na capela, C = 145
Agora já tem os dados para encontrar a cache, fazendo umas continhas simples.
N 40° 51.(787+A+B) W 008° 06.(843+C)

Additional Hints (Decrypt)

Aãb cerpvfnf cnffne b cbegãb. Gncnqn cbe crqenf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)