Skip to Content

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.

This cache has been archived.

Aveiro Team: Obriado pelas visitas!

More

Traditional Geocache

Premio Nobel

A cache by Carlytos Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/17/2012
Difficulty:
3.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Professor Doutor Egas Moniz

António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz (Avanca, 29 de Novembro de 1874 - Lisboa, 13 de Dezembro de 1955), foi um notável médico, neurologista, investigador, professor, político e escritor português. Foi galardoado com o Prémio Nobel da Medicina em 1949 (partilhado com Walter Hess) pela criação de um método cirúrgico para tratamento de doentes psiquiátricos, a leucotomia pré-frontal. Nascido António Caetano de Abreu Freire no seio de uma família aristocrata rural, seu tio e padrinho, o padre, Caetano de Pina Resende Abreu Sá Freire, insistiria para que ao apelido fosse adicionado Egas Moniz, em virtude da família, descender em linha directa de Egas Moniz, o aio de Dom Afonso Henriques. Egas Moniz contribuiu decisivamente para o desenvolvimento da medicina ao conseguir pela primeira vez dar visibilidade às artérias do cérebro. A Angiografia Cerebral, que descobriu após longas experiências com raios X, tornou possível localizar neoplasias, aneurismas, hemorragias e outras mal-formações no cérebro humano e abriu novos caminhos para a cirurgia cerebral. Egas Moniz foi proposto cinco vezes (1928, 1933, 1937, 1944 e 1949) ao Prémio Nobel da Medicina ou Fisiologia, quatro delas sem êxito.

A Casa do Marinheiro

A Fundação Egas Moniz e a sua Casa Museu, nasceram por vontade expressa do casal Egas Moniz, que sem descendentes muitas vezes ponderou o destino a dar à Casa a que com tanto carinho se tinham dedicado, acabando por decidir que nela se criasse um Museu Regional, que por desejo da esposa se denominaria Casa Museu Egas Moniz. Recorda-nos Egas Moniz: à qual o prendem em especial as recordações da sua infância, pois aí nasceu e passou os primeiros anos (...) para que fique assim ligado à sua querida aldeia esta recordação da sua vida, como demonstração do seu apreço pelos amigos e conterrâneos dos concelhos de Estarreja e Murtosa, pois aproveitaram toda essa região ribeirinha, cujas populações sempre o acompanharam nas suas horas de alegria e momentos de tristeza seguindo-o em boa camaradagem e dedicação.(...)Neste desejo, pode ver-se de forma explícita a personalidade meticulosa e persistente do doador, uma necessidade de afirmação perante a vida, o sublimar da tristeza do filho que não teve. Segundo Egas Moniz "Tudo foi ponderado, desde a sua organização financeira até à distribuição dos objectos artísticos que formam a base de atracção dos visitantes. Encheu-me de prazer este trabalho, que apreciei nas mínimas particularidades. Reunir num único local as coisas que durante décadas fui adquirindo, informar as mais importantes, viver as peripécias que muitas compras determinaram e que ainda permanecem na lembrança, coisas mínimas que só os que se dedicam ao prazer de coleccionar algumas antiguidades, podem saborear." Ao longo da sua vida conseguiu reunir um conjunto valioso de peças de raridade, beleza, antiguidade e minúcia que passam por inúmeras colecções, como por exemplo a cerâmica, vidro, aguarela, pintura, gravura, entre tantas outras e que acima de tudo nos mostram fragmentos de uma história por contar. Porque revestidos que são de um misticismo invulgar têm a capacidade de nos transportarem a um homem dotado de uma personalidade emblemática, carismática e plurifacetada.

(Fonte: Wikipedia)
Agradecemos a foto gentilmente "emprestadada" pelo Insano


A Cache

...encontra-se no jardim da Casa do Marinheiro que tem entrada livre. No entanto o portão de acesso é comum a ambos (casa e jardim) e está sujeito ao seguinte horário:
De Segunda a Sexta - Das 09 Horas às 12 Horas e das 13h30 às 16h30;
Fim-de-semana – Das 14 às 17 Horas;
Encerra aos Feriados

Nota 1:: Eventualmente poderá não ser possível visitar a casa museu por motivo de ocasionais obras de recuperação. Agradeço feedback caso seja o caso. Pode-se contudo entrar na quinta por um portão lateral (devidamente assinalado no portão principal). Como a cache está dentro da quinta -e não na casa- não existem obstáculos para a poderem encontrar.

Nota 2:: Para verdadeiramente aproveitarem os aspectos natural e cultural do local peço que façam esta cache com disponibilidade de tempo. Saltar muros apenas pelo intuito de fazer mais uma cache não é bem o espírito do geocaching.

Atenção: Existem dois poços nas proximidades do lago. Apesar de estarem bem visíveis aconselho precaução com as crianças. A cache não se encontra perto destes poços.

Additional Hints (Decrypt)

919827703 - DHRERF ZRYUBE???

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

86 Logged Visits

Found it 75     Didn't find it 5     Write note 4     Archive 1     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 26 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/15/2017 3:47:47 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:47 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page