Skip to content

This cache has been archived.

Gilocas: Chega

More
<

Chegódromo do Senhor da Piedade

A cache by Gilocas Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 11/09/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

É um espectáculo como muitos outros, embora com especificidades fora do comum. Algumas que não lembram a ninguém, ou então a poucos. Tem hora marcada, mas apenas começa quando “não houver mais povo para entrar”. Tem tempo cronometrado, mas somente para a curiosidade, porque dentro do recinto é a vontade e o orgulho que definem o período de combate.


Montalegre, 11 de Janeiro de 1970—Avisado por um amigo de que havia hoje cá na terra uma chega de toiros, meti-me a caminho debaixo dum temporal desfeito, e tanto teimei com a chuva, o vento e o granizo, que consegui chegar a horas de assistir ao combate. E value a pena. Se há em Portugal meia dúzia de espectáculos que mereçam ser vistos, este é um deles. Primeiro, as bichezas, depois de nove voltas propiciatórias à capela do orago e da sanção da bruxa, a sair dos respectivos logarejos, rodeadas pela juventude dos dois sexos, enquanto o sino toca a Senhor fora e o mulherio idoso reza implorativamente aos pés do Santíssimo; a seguir, a chegada dos cortejos ao Toural da vila, as cerimónias preliminaries do encontro — vistoria rigorosa dos animais (não tragam eles pontas de aço incrustadas nos galhos), a escolha do piso, etc.; finalmente, a turra – os dois bisontes enganchados, cada qual a dar o que pode, no esforço hercúleo de não perder um palmo de terreno, ou ganhá-lo, apenas cedido. Turra que dura eternidades de emoção, e só termina quando uma das bisarmas fraqueja, recua, e acaba por fugir. Não é, contudo, a luta gigantesca, apesar de empolgante, o que mais diz ao espectador forasteiro. É o halo humano que a envolve, os milénios de ancestralidade que ela faz vir à tona da assistência. Símbolo de virilidade e fecundidade, o boi é na região o alfa e o omega do quotidiano. Cada povoação revê-se nele como num dues. Vitorioso, cobrem-no de flores; derrotado, abatem-no impiedosamente. Quando há minutes a turra acabou, depois de a viver numa tensão de que a palidez de um padre a meu lado era a síntese, toda a falange que torcia pelo vencido parecia capada.

(Miguel Torga in “Diário XI, pag. 68/69

Additional Hints (Decrypt)

Ren cnen fre zntaégvpn, sbv rzoehknqn.
Gncnqn pbz crqen, whagb nb ybpny baqr frevn arprffáevb b ízna.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)