Skip to Content

Traditional Geocache

Foz do Rio Trancão - Sacavém

A cache by Team Ribeiro Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 1/9/2013
In Lisboa, Portugal
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

AQUI COLOCA O NOME DA FOTO


O Trancão (antigamente chamado de rio de Sacavém) é um pequeno rio português (cerca de 29 km) do Distrito de Lisboa. Perto da sua foz este curso de água pode ser também designado por Ribeira de Sacavém ou Vala de Sacavém

Continua-se sempre ao lado do Tejo até à foz do rio Trancão, que se acompanha a margem até Sacavém. Mal se chega a entrar em Sacavém, mas há alguns cafés no largo antes da ponte. Assim que se atravessa a ponte vira-se à esquerda pelo caminho que segue os diques do rio Trancão.

Uma peregrinação (do latim per agros, isto é, pelos campos) é uma jornada realizada por um devoto de uma dada religião a um lugar considerado sagrado por essa mesma religião.
O termo "Peregrino" aparece na nossa língua na primeira metade do século XIII, para denominar os cristãos que viajavam a Roma ou à Terra Santa para visitar os lugares sagrados.
O acto de peregrinar e as peregrinações ocorrem desde os tempos mais remotos, mesmo nos chamados tempos primitivos em que predominavam os costumes ou ritos pagãos. Existem escritos de locais de peregrinação muitas vezes ofuscados pela própria religião cristã, como o caso da Catedral de Santiago de Compostela que pode ter sido construída onde passaria antes uma outra rota mais antiga, a peregrinação a Finisterra (fim-da-terra), à costa Ocidental para ver o deus Sol a "morrer" no mar e que no dia seguinte ressuscitava no Oriente.
As primeiras peregrinações do Cristianismo datam do início do século IV (quando o Cristianismo foi tornado religio licita), e tinham por destino a Terra Santa (a mais conhecida e a primeira a deixar um relato da peregrinação é a histânica Erétria, muito provavelmente familiar de Teodósio I, imperador romano). Mais tarde, tiveram grande surto devido à pregação de São Jerónimo.
As peregrinações também começaram a desenvolver-se a locais onde estavam enterrados santos, apóstolos, mártires, ou ainda a locais onde se diz ter aparecido a Virgem Maria.
Para peregrinar há que ter em conta que não se trata apenas do acto de caminhar (no caso da peregrinação a pé), ou executar um trajecto com um determinado número de quilómetros; é reconhecido que peregrinar carece caminhar-se motivado "por" ou "para algo".
A peregrinação tem, assim, um sentido e um valor acrescentado que é necessário descobrir a cada pessoa que a executa.

Esta sequência

Additional Hints (Decrypt)

ab neohfgb pnzhsynqn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

540 Logged Visits

Found it 459     Didn't find it 66     Write note 4     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 4     Owner Maintenance 4     

View Logbook | View the Image Gallery of 43 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 8/15/2017 12:13:33 PM Pacific Daylight Time (7:13 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page