Skip to Content

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.

This cache has been archived.

matrixamp: Fim de um ciclo.
Obrigado a todos pelas visitas, e que tenham desfrutado do local.
Um obrigado especial aos que ajudaram a manter esta cache, preservando a sua integridade durante todo este tempo, permitindo que outros também a pudessem ter encontrado.
Abraço.

More

Traditional Geocache

O Tesouro do Maquinista

A cache by matrixamp Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 11/27/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





Todos conheciam e gostavam do velho Matage.

Ninguém sabe o que lhe aconteceu. Dizem que endoidou. Passaram-se muito anos, e ninguém o voltou a ver.

Sabia-se apenas que tinha sido maquinista na Linha do Tâmega, enquanto rapazola, e tinha uma única paixão: os comboios e a sua linha do Tâmega. No fim de contas eram duas paixões, mas ninguém se importava muito.

As histórias que desfiava dos comboios a vapor e de como tinha sido o primeiro maquinista do comboio inaugural entre a Livração e Amarante a 21 de Março de 1909, eram um regalo para os ouvidos de crianças como nós, que o escutávamos de olhos esbugalhados.

O orgulho que sentiu, ao passar a Ponte de Lázaros, quase a chegar à estação de Amarante e puxar o apito sonoro do comboio, dizia que tinha sido um "arrepio na espinhela toda". A composição do comboio inaugural, dizia, era constituída por carruagens de 1ª e 3ª classes, um salão, um furgão e dois vagões de carga, rebocados por uma locomotiva a vapor Compound 410, tendo chegado à estação de Amarante às 11 horas e 45 minutos. E tivemos honras quase presidencias, com direito ao retrato da praxe".

"Momentos de glória", dizia o velho Matage, "muito orgulho neste peito que agora definha"

Esse era o seu pesar.

Aos poucos a linha foi desaparecendo. Deixando de funcionar.

Abalou para outras paragens, sentia falta de ver passar os comboios que tanto amava.

Quando regressou já quase nada restava. Apenas conseguiu reunir numa pequena caixa (que ele chamava o seu Tesouro) uma única recordação, aquela era a sua única memória visual e quase olfactiva da sua linha. O local onde guardou o seu Tesouro era-lhe muito especial. Muito especial mesmo. Foi aqui que ele conheceu a sua Nilha. Aqui com o Tâmega a seus pés.

A peça, em memória do velho Matage, não deve sair de dentro do seu tesouro para poder mostrar a quem o encontre o que é aquilo.



Essa peça fazia parte de algo maior que ele também amava muito.

É isso, se quiseres, que vais descobrir.

Aqui, encontrarás parte da informação que precisas... o resto vais ter de ser tu a descobrir onde está.


Another cache by

Enjoy!

Flag Counter

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

65 Logged Visits

Found it 61     Didn't find it 1     Write note 1     Archive 1     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 9 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 12/11/2017 3:08:07 AM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:08 AM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page