Skip to content

Vale de Azar Mystery Cache

This cache has been archived.

ninigt: muito azar à volta.

Talvez volte melhor

More
Hidden : 04/03/2013
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


São várias as conjecturas sobre a oirgem toponímica do lugar de Vale de Azar. Na acepção comun, azar é sorte adversa, infortúnio, sorte ou acaso, -nquarenta graus- mas, também, luta, batalha. Por isso se conjectura que se terá travado, em tempos, uma luta armada que , para sempre deu o nome Azar ao local onde ocorreu.

Azaria, palavra derivada do árabe, de as-sariâ (corpo de tropas), que era sinómino de fossado,-nvinte e cinco minutos- de "correria espontânea feita pelos habitantes de povoação, por sua conta e risco", contra um dado inimigo, que bem podiam ser os árabes. Estas iniciativas das populações para estas expedições bélicas estariam relacionadas com o nosso Vale de Azar. -noitocentos e sessenta segundos- Parece ser essa opinião de Mário Jorge Barroca que, na Nova História Militar de Portugal (dirigida por Manuel Themudo Barata e Nuno Severiano Teixeira e cordenada por José Mattoso)- I vol, p.84- que refere que, nesta acepção, "Vale de Azar está presente, por duas vezes, na Anadia (nas freguesias de Arcos e Moita)."

Em principios do século XVII, era conhecido por Valdoazar das Pedreiras - era assim nomeado pelo Pe. António Carvalho da Costa, na sua Corografia Portugueza (pág. 144) - e era por este descrito como estando " em sítio alto junto de hua grande ribeyra, onde ha muitos engenhos de moinhos, & lagares de azeyte". Este autor atribui ao lugar quarenta vizinhos (habitantes), com uma ermida, com invocação de São Thomé.

Não pode dizer-se que o lugar tenha sido alguma vez um sitio muito povoado. Para fazermos uma ideia, dos seus tempos mais recentes, pode dizer-se que em cerca de 60 anos - de 1834 a 1892 - se registaram 14 óbitos de habitantes de Vale de Azar - woito graus -e, em 100 anos de - 1765 a 1883 - registaram-se 10 casamentos de pessoas aí moradoras. Isto é indício claro, de que não haveria, nessa época, mais de meia duzia de habitações, um pouco menos que o vizinho lugar das Vendas que não excederia a dúzia de casas habitadas. Esta suposição é, de certo modo, confirmada pela relação de contribuintes do lugar, no ano de 1863 : apenas 3. Aliás, os moradores vizinhos do lugar de Vale de Azar pediam, em setembro de 1887,-wvinte e seis minutos - para ser dividido, entre eles, um terreno baldio. O pedido feito à Câmara Municipal de Anadia, foi deferido e mandado afixar um edital em 19 daqule mês e ano.

A povoação era meeira com a freguesia de Arcos e com a da Moita, tal como Anadia. Mas, para efeitos administrativos fazia parte da vila (concelho) de Ferreiros, Fontemanha e Vale de Avim, em 1514.

Teve uma Capela, cujo orago era S.Tomé. Há noticia de que possuia uma pedra lavrada com a data de 714, não se sabendo, contudo, se pertencia à Capela ou a outra construção. Desta Capela pouco mais restam do que vestigios.

Quando a velha estrada romana e, depois, a estrada medieval mudou, por altura dos cumes de Aguim, o seu percurso para mais perto do leito do Rio Cértima, por ser menos acidentado e mais direito, Vale de Azar perdeu uma boa parte da sua importância como local de passagem e alguns dos seus habitantes desceram para junto do novo troço de estrada, -wnovecentos e cinquenta e um segundos-instalando aí, as vendas que, muito provavelmente tinham mantido em Vale de Azar e aí tinham deixado de ter freguesia.

FONTE: "Anadia, Sítios & memórias" de Carlos Alegre

Trata-se de um pequeno contentor com livro de registos. Levar material de escrita.
AS COORDENADAS DADAS NÃO SÃO AS DO CONTENTOR FINAL.

Additional Hints (Decrypt)

aãb rfgá abf zhebf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)