Skip to content

Seiça - Projeto Concelho de Ourem Traditional Geocache

Hidden : 06/10/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Seiça - Projeto Concelho de Ourém

História do Concelho

O nome original deste Concelho foi Abdegas até o século XII. Com a expulsão dos Mouros por Dom Afonso Henriques em 1136, foi alterado para Aurem e finalmente Ourém. Auren era o nome do castelo que, em 1136, D. Afonso Henringues tomou aos mouros. Em 1180 foi concedido o primeiro foral dado por D. Teresa, filha do rei conquistador. O Conde Andeiro, segundo Conde de Ourém, foi o responsável pela assinatura do Tratado de Aliança entre Inglaterra e Portugal, em vigor até aos nossos dias. D. Nuno Álvares Pereira, terceiro Conde de Ourém, foi o homem que em 1385 garantiu a independência de Portugal quando conseguiu uma espectacular vitória na grandiosa Batalha de Aljubarrota. O quarto conde de Ourém, D. Afonso, instalou a sua corte na localidade. Após 1755 e com as Invasões Napoleónicas, a nova localidade, começa a tomar forma no vale que viria a ser a futura sede do concelho, com o nome de Vila Nova de Ourém. Em 1991, passou a ser cidade, com o nome de Ourém.

 

 

 

Alburitel

Atouguia

Casal dos Bernardos

Caxarias

Cercal

Espite

Fátima

Formigais

Freixianda

Bónus

 

 

 

Gondemaria

Matas

Nossa Senhora da Piedade

Nossa Senhora das Misericórdias

Olival

Ribeira do Fárrio

Rio de Couros

Seiça

Urqueira

Aspetos Geográficos:

O concelho de Ourém, do distrito de Santarém, localiza-se na Região do Centro, no Médio Tejo. É limitado a este pelo concelho de Ferreira do Zêzere e Tomar, a sudeste por Torres Novas, a sul por Alcanena, a oeste pelos concelhos de Leiria e Batalha e a norte por Pombal e Alvaiázere.No total, abrange uma área de cerca de 416 km2 e é constituído por 18 freguesias: Alburitel, Atouguia, Casal dos Bernardos, Caxarias, Cercal, Espite, Fátima, Formigais, Freixianda, Gondemaria, Matas, N. Sra. das Misericórdias, N. Sra. daPiedade, Olival, Ribeira de Fárrio, Rio de Couros, Seiça e Urqueira. O natural ou habitante de Ourém denomina-se oureense. O concelho situa-se num morro alto, isolado no meio de planícies e vales, cortada por pequenas ondulações até atingir aSerra de Alvaiázere a sudeste. A sudoeste é limitado pelas serras de Aire e Candeeiros. O concelho encontra-seenvolvido por uma grande área verde face à proximidade do Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros.

Freguesia de Seiça

Plantada ao longo da lezíria, Seiça comunga de uma natureza e história simbióticas!
Ressalte-se-lhe a magnífica ribeira de Seiça, onde habita a rara lampreia de riacho (Lampreta planeri), a abonatória agricultura de regadio e a vigorosa vegetação ribeirinha. Alguns autores sugerem mesmo que o topónimo derive de salix, palavra latina que se associa à existência de salgueiros.
Os solos férteis manifestaram-se ainda propensos à exploração de ferrarias, conforme o denuncia um dos mais extensos escoriais do concelho.
Seiça é uma das freguesias mais antigas do concelho, com data de fundação em 1517 por decreto de D. João III, obtendo também nessa altura um clérigo tendo em vista o exercício de diferentes actos religiosos.
As referências documentais mais antigas, essas remontam a 1225 onde se fala da Ermida de Santa Maria de Seiça. Por lá terá passado Dom Nuno Álvares Pereira em 1385, apelando à vitória da Batalha de Aljubarrota, regressando ao templo em gesto de agradecimento pelos resultados alcançados. Hoje a Igreja matriz concentra um importante espólio carregado de história e simbolismo, que para além de um púlpito oriundo a antiga Capela de S. Sebastião (Atouguia) e de uma imagem seiscentista em pedra, integra uma imagem de Cristo, em retábulo, provavelmente do século XV.
Estas terras constituíram atractivo para as gentes fidalgas, que ali implantariam imponentes quintas e solares. Ousamos mesmo designar Seiça como a freguesia por excelência das quintas brasonadas; a título de exemplo mencionem-se as quintas de Seiça, da Alcaidaria-Mor, da Mota, da Olaia e a Quinta da Sorieira.
E como das ribeiras «despontam» os moinhos, não deixe de apreciar os equipamentos moageiros que pululam estas margens.

Área Total: 24,6 km

Nº de Lugares: 16

População Residente Total: 2.253

Nº de Edifícios: 1.398

Ocupação Humana: 6%

Ocupação Florestal: 44%

Ocupação Agrícola: 33%

Pontos de Referencia da Freguesia:

Igreja Matriz (Séc. XIII),

Quintas e Casas brasonadas,

Várzea e moinhos na Ribeira de Seiça

O Projeto:

A Equipa "Os Pintas" constituída por bmps2003, Lenabeu, Smps e Escrapela residentes no concelho decidimos mostrar ao pessoal um pouco mais do concelho ao colocar uma cache por freguesia num ponto de referencia, muito provavelmente desconhecido por muitos.

Em cada cache iram ter que recolher um número que iram usar na formula da cache BONUS para o conteiner final.

Esperemos que gostem do que vos reservamos e que acima de tudo se divirtam.

A Cache:

Esta cache é do tamanho "Other", e esta escondida a entrada da Urbanização Pinhal Manso em Seiça, onde se pode deslumbrar uma bela antiga locomotiva, caso pretendam, continuando pela urbanização existe outra diferente, sejam discretos nas buscas, a sobrevivência desta cache depende da vossa discrição e pedimos ainda que não revelem fotos da cache ou da sua localização, caso sejam encontradas iram ser removidas de imediato.

A Cache Contem Originalmente, Logbook, Stashnote deverão levar objecto de escrita

 

Podium:

 

PRESERVE ESTE LOCAL!!!!

Play     CITO

 

 

Additional Hints (Decrypt)

PBAGNPGBF:
Uryran nxn yranorh - 916700806
Oehab nxn ozcf2003 - 912600599

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)