Skip to Content

<

O Outro Lado (Az160/045)

A cache by GeoDuplaP&F Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/08/2013
Difficulty:
4 out of 5
Terrain:
4 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


#45/160 - O Outro Lado


Esta cache faz parte de uma série de 160 caches que percorrem todo o limite do concelho de Azambuja e onde se pretende representar a fantástica viagem de Phileas Fogg e seu criado Passepartout descrita no famoso livro de Júlio Verne, "A Volta ao Mundo em 80 Dias".

Veja na cache nº 1 informações genéricas sobre a série.

This cache is one of the 160 caches all around Azambuja county representing the fantastic journey of Phileas Fogg and his servant Passepartout described in the famous Jules Verne book, "Around the World in 80 Days".

In cache n. 1 listing you'll find generic informations about this series.

Boa sorte!!!! / Good luck!!!


«« Anterior (44) Dificuldade do enigma / Difficulty of the puzzle:
Dificuldade a encontrar / Difficulty to find it:
Seguinte (46) »»


Fórum geopt.org, o local para as suas dúvidas ou sugestões sobre os enigmas, para obter ou dar ajuda.
Fórum geopt.org, the place for your doubts, suggestions or hints about the puzzles, to get or give help.




Dia 24 - A Surpresa

O comboio ia deixar a estação de Alaabad e Mr. Fogg pagou ao Parsi o salário conforme o combinado, nem um farthing a mais, o que surpreendeu um pouco Passepartout que sabia quanto seu patrão devia à dedicação do guia. O Parsi tinha, com efeito, arriscado voluntariamente sua vida no caso de Pillaji e se, mais tarde, os índianos viessem a capturá-lo, dificilmente escaparia de sua vingança.

Restava também a questão de Kiouni. Que fariam com um elefante comprado tão caro?
Mas Phileas Fogg já tinha tomado uma decisão.
— Parsi, disse ao guia, tu foste serviçal e dedicado. Paguei teu serviço, mas não tua dedicação. Queres este elefante? É teu.
Os olhos do guia brilharam.
— É uma fortuna que Vossa Honra me dá! exclamou.
— Aceita, guia, respondeu Mr. Fogg, e serei ainda teu devedor.

Alguns instantes depois Phileas Fogg, Sir Francis Cromarty, Passepartout e Mrs. Aouda estavam instalados num confortável vagão e corriam a todo o vapor para Benares. Oitenta milhas, no máximo, separam esta cidade de Alaabad, e elas foram vencidas em duas horas.

Durante o trajeto a jovem voltou completamente a si. Qual foi a sua surpresa ao ver que estava num comboio, naquele compartimento, com roupas europeias, entre viajantes completamente desconhecidos!
Imediatamente os seus companheiros lhe deram todos os cuidados e o general de brigada contou tudo o que aconteceu. Insistiu na dedicação de Phileas Fogg, que não tinha hesitado em arriscar a vida para a salvar, e no desenlace da aventura, devido à audaciosa imaginação de Passepartout. Mr. Fogg deixou-o falar, sem pronunciar uma palavra. Passepartout, todo envergonhado, repetia que “aquilo não foi nada!”
Mrs. Aouda agradeceu aos seus salvadores mais com as suas lágrimas do que com as suas palavras. Depois, dirigindo o seu olhar para aquela terra indiana onde tantos perigos ainda a esperavam, estremeceu de terror.
Phileas Fogg compreendeu o que se passava no espírito de Mrs. Aouda e, para a tranquilizar, ofereceu-se para a conduzir a Hong Kong, onde poderia permanecer até que o caso fosse esquecido.




De Allahabad a Benares
From Allahabad to Benares


Day 24 - The Surprise

The train was leaving Alaabad and Mr. Fogg paid to the Parsi the salary as agreed, not a farthing more, which surprised Passepartout who knew how much his master owes to the dedication of the guide. The Parsi had indeed willingly risked his life in Pillaji case and if later the Indians went to capture him, hardly he would escape to their revenge.

Also remained the question of Kiouni. What to do with an elephant bought so expensive?
But Phileas Fogg had already taken a decision.
- Parsi, he said to the guide, you have been serviceable and devoted. I paid for your service but not for your dedication. Would you like to have this elephant? It's yours.
The guide's eyes sparkled.
- It is a fortune that Your Honor gives me! exclaimed.
- Accept, guide, replied Mr. Fogg, and I am still your debtor.

A moment later Phileas Fogg, Sir Francis Cromarty, Passepartout and Aouda had settled into a comfortable car and ran at full speed to Benares. Eighty miles at most separate this city from Alaabad, and they were travelled in two hours.

Along the way the young woman returned to life completely. What was her surprise seeing that train and that compartment, with European clothes, among completely unknown travelers.
Immediately his companions gave her every care and Brigadier General told everything that happened. He emphasized the dedication of Phileas Fogg, who had not hesitated to risk his life to save her, and the end of the adventure due to the audacious imagination of Passepartout. Mr. Fogg left him talking, without saying a word. Passepartout, all embarrassed, kept saying "that was nothing!"
Aouda thanked his rescuers more with tears than with her words. Then, directing his gaze to that Indian land where so many dangers still waited, shivered with terror.
Phileas Fogg understood what was passing in Aouda spirit and, to reassure her, he offered to drive her to Hong Kong, where she could remain until the case was forgotten .


Leia o livro completo "A Volta ao Mundo em 80 Dias", esta parte no capítulo XIV.
Read the complete book at "Around the World in 80 Days", this part in chapter XIV.



GeoCheck.org



Neste local estamos do outro lado do rio em relação à cache anterior, nº 44.

ATENÇÃO: Estudar bem o caminho pelo Google Earth antes de iniciar a caminhada.

On this spot we are in front of previous cache, n. 44, on the other side of the river.

NOTE: Look carefully the way on Google Earth before start walking.

Escrever bons logs: Os autores habitualmente têm muito trabalho a planear e a criar as caches, por isso eles gostariam de saber o que pensa quem as visita, do que gostou ou não gostou, de algum pormenor melhor ou pior, bem como se há algum problema com a cache e necessita de manutenção. Fazer um log apenas com um sorriso (emoticon) ou uma simples palavra ou frase curta é claro que é muito fácil quando temos muitos logs para fazer, mas nada diz nem ao autor nem aos outros geocachers sobre a vossa aventura, seja ela positiva ou negativa, a procurar a cache quer a tenham ou não encontrado.
Nos logs genéricos descreve-se toda a aventura de um dia, dando informações que em nada interessam para a cache a que se referem. É uma perda de tempo sempre que se lê um desses logs genéricos à procura de alguma informação importante, que habitualmente não existe.
Nunca vos aconteceu irem procurar nos logs anteriores alguma dica de quem já encontrou a cache? Os outros procuram exatamente o mesmo. Nas caches de que são autores não gostam de ler as opiniões de quem lá foi? Os outros autores também gostam.
Por favor tenham isto em conta ao escrever os vossos logs.



Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

72 Logged Visits

Found it 65     Didn't find it 1     Write note 5     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 11 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.