Skip to content

This cache has been archived.

Esteves_Devil: Para dar lugar a novos projectos

More
<

Praça da República

A cache by Esteves_Devil Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/10/2013
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Praça da República

Ao longo dos anos está Praça já teve o nome de Campo do Forno, Praça da Rainha e actualmente Praça da República. Nas fotos que se seguem pode-se verificar que os prédios a volta pouco foram alterados, notando-se a mudança na praça em si, no que diz respeito a existência de uma placa com bancos e árvores, ao redor da qual circulavam viaturas e agora é exclusivamente pedonal.

 

 

 


Chafariz da Praça da República (Séc. XVI)

 

Foi construído, ou pelo menos concluído em 1559, sendo obra do mestre canteiro João Lopes 'o velho', o mesmo que alguns anos antes executara o chafariz de Caminha e, muito provavelmente, alguns dos chafarizes semelhantes que podemos encontrar em cidades galegas como Pontevedra.

Foi durante vários séculos o ponto de abastecimento de água potável da população vianense e, pela sua monumentalidade e localização, uma das referências urbanas do burgo.

 

Antigos Paços do Concelho (Séc. XVI)

 

Depois que o antigo lugar de reunião do concelho foi ocupado pela igreja de Santa Maria Maior (hoje a Sé), foi construída fora de portas esta Casa da CÂmara logo no princípio do século XVI.

É, como tantas outras construções similares do Noroeste hispânico, um edifício sobradado, tendo no andar nobre a 'Câmara' onde reunia a vereação e no piso térreo uma arcada para abrigo das pessoas e de escribas que aqui redigiam, para os iletrados, requerimentos e outros documentos endereçados a Câmara.

 

Edifício da Misericórdia e Igreja (Séc. XVI)

 

Tendo sido criada em 1520, a confraria da Misericórdia de Viana, desenvolveu-se de tal forma que, no início do segundo quartel do século XVI a mesa resolveu construir a chamada 'Casa das Varandas'. Este edifício, datado de 1589, é um exemplar único da arquitectura de inspiração renascença e maneirista, com influências italianas e flamengas. Em 1716 iniciaram-se as obras de remodelação da igreja, entregues ao engenheiro militar vianense Manuel Pinto de Vilalobos. Apresenta no seu interior uma grande riqueza decorativa, bem ao gosto da época, quer pela talha em estilo nacional da autoria de Ambrósio Coelho, quer pelos belos revestimentos em azulejo, pintados por Policardo de Oliveira Bernardes, quer ainda pelos frescos do tecto da autoria de Manuel Gomes. É, sem dúvida, um dos melhores exemplares barrocos de todo o país.

 

Museu do traje

 

 

O Museu do Traje de Viana do Castelo foi criado em 1997, ocupando um edifício de arquitectura tipicamente “Estado Novo”, construído em 1958 para albergar o Banco de Portugal.
A sua criação correspondeu aos anseios da população vianense que aqui descobriu um local onde se pode reencontrar com as suas tradições etnográficas, com especial atenção ao Traje. Desta forma o Museu cumpre a sua missão de divulgar e estudar a identidade Vianense e Alto Minhota, de que o Traje é o principal expoente.

Neste museu pode ver a exposição permanente “A Lã e o Linho no Traje do Alto Minho”, comissariada pelo etnógrafo Benjamim Pereira, onde se acompanha todo o processo pelo qual as lavradeiras faziam o seu traje, desde o plantar do linho, aos diversos passos por que passava até se transformar em fio, que depois era tecido em tear manual e bordado por mãos femininas que tão bem conheciam e interpretavam a sua cultura.
Além desta exposição, o museu apresenta sempre uma exposição temporária sobre diferentes aspectos da cultura popular rural vianense. Aqui, e tendo sempre o Traje como referência, são recriados e estudados os ambientes em que era utilizado ou mostrada a enorme variedade e riqueza de que se reveste, evidenciando assim as formas de vida tradicionais vianenses.

Em 2004 o Museu do Traje foi certificado pela Rede Portuguesa de Museus.

Cache

Esta cache leva-nos a percorrer um pouco a Praça e a ver os seus monumentos num pequeno passeio.

 

Para chegar a cache final terá de  visitar o museu do Traje e descobrir qual o número que se encontra por cima da porta:

 

Nº da porta = AB

 

Depois, seguirá em direcção aos Paços do Concelho, onde irá contar o número de ameias viradas a praça:

 

Nº de Ameias = CD

 

Para chegar a cache final terá de realizar os seguintes calculos: 

 

N 41º 41.(612+AB)

W 008º 49.(762-CD)

 

É necessário ter imenso cuidado ao remover a cache pois este local é muito movimentado.

A cache é de tamanho pequeno e é necessário levar material de escrita.



This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

B 25 cbqreá nwhqne...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.