Skip to content

<

Água Mineral Natural

A cache by Let_LRA Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/14/2013
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Para poder efectuar o registo Online, terá de responder por às seguintes questões: 1 – Nas Termas de Monte Real, a que temperatura nasce a água? 2 – Qual a Natureza desta Água? 3 – Quais as qualidades terapêuticas desta água? Dirige-te ao Waypoint B (STAGE2) e responde à seguinte pergunta: 4 – Nestas coordenadas e de frente para o edifício das termas e com o edifício do SPA do vosso lado direito, qual o edifício que se encontra do vosso lado esquerdo?

Classificação das Águas Minerais Naturais

 

Águas minerais naturais são as que, por qualquer especificidade físico-química, se distinguem das águas “normais” de uma dada região. Os caracteres distintivos mais frequentes são a mineralização e/ou a temperatura elevadas. Assim, na perspectiva enunciada, as águas minerais apresentarão mineralizações totais ou determinadas características específicas (pH, sulfuração, sílica, CO2, etc.) diferentes dos valores correntes ou temperaturas mais altas que a temperatura média do ar.

A nível da Hidrologia Médica, é corrente chamar-se água termal a qualquer uma ¾ ainda que fria na origem ou mesmo semelhante às águas típicas da região ¾ desde que seja utilizada em balneários termais.

O critério da composição química levou a que nos países europeus de cultura germânica a água mineral fosse conotada com elevada mineralização. Nos países latinos prevaleceram os aspectos ligados à utilização balneoterápica tendo no passado sido consideradas como minerais (ou melhor minero-medicinais) águas de baixa mineralização. Foi assim que em Portugal, graças às propriedades terapêuticas inferidas à luz dos critérios da época, foram consideradas como minerais águas semelhantes às“normais” da região.

Algumas águas minerais naturais são usadas quer em balneoterapia quer na indústria de embalamento de águas. A União Europeia regulamentou as menções a apor nos rótulos das garrafas mas não existe um critério europeu em relação às águas minerais naturais para termalismo.

Temperatura da água na emergência

Em relação á temperatura da água na emergência os critérios de classificação são variáveis. Para alguns autores, (e.g., Klimentov 1983) águas termais seriam as de temperatura superior à do corpo humano, isto é, 37ºCWhite (1957) designou como termais as águas cuja temperatura excedam em 5ºC a temperatura média anual do ar, opção retomada por Schoeller (1962) embora este último considere 4ºC. Na Europa (CEC 1988) foi adoptada a solução de considerar termais as águas de temperatura superior a 20ºC, retomando a sistematização do Simpósio de Águas Minerais de Praga de 1968 (Malkovsky & Kacura 1969).

Para o Norte e Centro de Portugal este critério pode ser considerado aceitável pois a temperatura anual média do ar nessas zonas é inferior a 16ºC (INM 2005), mas a sua aplicação já poderá ser questionável no Sul de Portugal.

Por essa razão adopta-se aqui a classificação do Instituto de Hidrologia de Lisboa (Herculano de Carvalho et al. 1961) para as águas minerais naturais:

  • Hipotermais  (se emergem a temperaturas inferiores a 25 ºC);
  • Mesotermais  (se emergem a temperaturas superiores a 25 ºC e iguais ou inferiores a 35 ºC);
  • Termais  (se emergem a temperaturas superiores a 35 ºC e iguais ou inferiores a 40 ºC);
  • Hipertermais  (se emergem a temperaturas superiores a 40ºC).

As águas de temperaturas inferiores a 25ªC seriam Frias.

Composição química

Quanto á mineralização total o Instituto de Hidrologia de Lisboa propõe a classificação seguinte:

  • Águas Hipossalinas: mineralização total inferior a 200 mg/l;
  • Águas fracamente mineralizadas: mineralização total entre 200 e 1000 mg/l;
  • Águas Mesossalinas: mineralização total entre 1000 e 2000 mg/l;
  • Águas Hipersalinas: mineralização total superior a 2000 mg/l. 

Curto Simões (1993), apoiada na classificação do Instituto de Hidrologia de Lisboa propõe as classes seguintes para as águas minerais portuguesas, baseadas na composição química, a saber:

  • Águas hipossalinas, cuja mineralização total é inferior a 200 mg/l. Há a diferenciar: (i) as que têm mineralização total até cerca de 50 mg/l, pH < 6, dureza < 1 e percentagem de sílica muito elevada (> 30%), (ii)daquelas cuja mineralização total é > 100 mg/l, pH > 6, dureza> 1 e cuja percentagem de sílica é muito mais baixa;
     
  • Águas sulfúreas, as que contêm formas reduzidas de enxofre. Neste grupo podem ser diferenciadas: (i) as sulfúreas primitivas (em que ainda há a distinguir as de pH 8,35), (ii) as que não apresentam valores característicos das sulfúreas primitivas em alguns parâmetros, e, (iii) as sulfúreas de transição. As sulfúreas primitivas têm com o iões dominantes o HC03 -e o Na , altas percentagens de sílica e flúor, são fracamente mineralizadas e têm dureza muito baixa;
     
  • Águas gasocarbónicas, caracterizadas por terem mais de 500 mg/l de CO2livre. São hipersalinas, anião dominante HC03 -(> 90% dos mval), catião dominante o Na(raramente o Ca2 ), têm baixa percentagem de sílica (< 4%), baixa percentagem de flúor (< 1,5 %) e razão a1calinidade/Resíduo Seco muito elevada (> 16). Há a distinguir. (i) as hipotermais com pH == 6 (sódicas ou cá1cicas), (ii) das hipertermais com pH == 7 (sódicas);
     
  • Águas bicarbonatadas, cujo ião dominante é o HC03-. São hipotermais, com alta percentagem de M1 , pH == 7, dureza total com valores elevados e percentagens de sílica e flúor muito baixas. Há a distinguir: (i) as cá1cicas, fracamente mineralizadas, (ii) das mistas (sódico-cá1cicas), mesossalinas.
     
  • Águas cloretadas, cujo ião dominante é o cloreto. O catião dominante é o Na com percentagens de sílica e flúor muito baixas, mesotermais. Há a distinguir as hipersalinas com pH == 7 das fracamente mineralizadas de pH > 7;
     
  • Águas sulfatadas, cujo ião dominante é o sulfato. São­ hipersalinas, hipotermais, catião dominante Ca2 , percen­tagens de sílica e flúor muito baixas e muito duras.

“in : http://www.termasdeportugal.pt/classificacao/ “

 

Nas coordenadas indicadas encontram-se a Estância Termal de Monte Real, que são utilizadas desde a Civilização Romana, embora a sua exploração organizada tenha tido apenas início no começo do séc. XX. Desde então as Termas tornaram-se num local de eleição para tratamentos, férias e repouso. Os efeitos terapêuticos desta água eram já conhecidos durante a ocupação romana, tendo sido encontrada em 1807. Nascida à temperatura de 18 graus, esta água é bacteriologicamente pura e de Natureza Sulfatada, sulfatada cálcica, sulfúreas neutras, sulfatadas cálcicas. Sais minerais: magnésio, sulfatos, cloretos, bicarbonatos e elementos de iodo, bromo, flúor, arsénico e lítio.
 As Termas de Monte Real possuem qualidades terapêuticas para o tratamento das doenças do aparelho digestivo, reumático e musculo-esqueléticos e do aparelho digestivo. A ingestão de água termal é complementada por uma enorme gama de tratamentos. Para além dos inúmeros tratamentos disponíveis, as Termas de Monte Real dispõem de programas de relaxamento e bem-estar.

As características hidrológicas desta estância termal, aliada à vasta mancha florestal que a rodeia e à qualidade hoteleira, com uma gastronomia saudável, tornaram-na uma das mais procuradas da Península Ibérica.

Distrito
Leiria

Concelho 
Leiria

Freguesia
Monte Real       

Povoação/Lugar
Parque Termal 

Localização 
Na extremidade da sede de freguesia   

Província hidromineral 
A / Bacia hidrográfica do Rio Lis      

Zona geológica
Orlas Meso-Cenozóicas

Fundo geológico (factor geo.) 
Rochas sedimentares (arenitos). Toda a região se encontra sobre o Diapiro da Beira litoral que se estende do concelho de Peniche até a sul do concelho de Soure.    

Dureza águas subterrâneas 
0 a 50 mg/l CaCO3

 

A Cache:

Esta Earthcache tem como principal objectivo dar a conhecer as características terapêuticas da água mineral natural das Termas de Monte Real. No entanto, também é dedicada à celebração dos 10 anos de Earthcaches. Espero que gostem e que disfrutem do local.

NOTA:

Assim que tiverem reunido todas as respostas poderão efectuar o respectivo registo online, no entanto terão de enviar as respostas por e-mail para que possa validar o log.

TODOS OS REGISTOS EFECTUADOS QUE NÃO CUMPRIREM ESTE PONTO SERÃO APAGADOS.

Obrigado pela compreensão.

Para poder efectuar o registo Online, terá de responder por às seguintes questões e Enviar as respostas para o meu Email para validar o log.  mail

 

1 – Nas Termas de Monte Real, a que temperatura nasce a água?

2 – Qual a Natureza desta Água?

3 – Quais as qualidades terapêuticas desta água?

Dirige-te ao Waypoint B (STAGE2) e responde à seguinte pergunta:

4 – Nestas coordenadas e de frente para o edifício das termas e com o edifício do SPA do vosso lado direito, qual o edifício que se encontra do vosso lado esquerdo?

 

EN  

Classification of Natural Mineral Waters

Natural mineral waters are the ones that, for any especificidade physicist-chemistry, if they distinguish from “normal” waters of one given region. The more frequent distinctive characters are the high mineralização and/or the temperature. Thus, in the enunciated perspective, the mineral waters will present total mineralizações or definitive specific characteristics (pH, sulphuration, silica, CO2, etc.) different of the current values or temperatures higher than the average temperature of air.

The level of the Medical Hidrologia, is current to call thermal water to any one ¾ despite cold in the origin or exactly similar to typical waters the region ¾ since that it is used in thermal health-resorts.

The criterion of the chemical composition took the one that in the European countries of germanic culture the mineral water was conotada with raised mineralização. In the Latin countries on aspects to the balneoterápica use had prevailed having in the been past considered as mineral (or better minero-medicinal) waters of low mineralização. It was as soon as in Portugal, thanks to the inferred therapeutical properties to the light of the criteria of the time, had been considered as mineral similar waters to the “normal ones” of the region.

Some natural mineral waters are used want in balneotherapy want in the industry of embalamento of waters. The European Union regulated the mentions the apor in the labels of the bottles but a European criterion in relation to natural mineral waters for termalismo does not exist.

Temperature of the water in the emergency

In relation the temperature of the water in the emergency the classification criteria are changeable. For some authors, (e.g., Klimentov 1983) thermal waters would be of superior temperature to the one of the human body, that is, 37ºCWhite (1957) assigned as thermal the waters whose temperature exceeds 5ºC the annual average temperature of air, option retaken for Schoeller (1962) even so this last one considers 4ºC. In the Europe (CEC 1988) she was adoptee the solution to consider thermal waters of superior temperature 20ºC, retaking the systematization of the Mineral Water Symposium of Plague of 1968 (Malkovsky & Kacura 1969).

Northward and Center of Portugal this criterion can be considered acceptable therefore the average annual temperature of air in these zones is inferior 16ºC (INM 2005), but its application already could be questionable in the South of Portugal.

Therefore adopta here the classification of the Institute of Hidrologia of Lisbon (Herculano de Carvalho et al. 1961) for natural mineral waters:

  • Hipotermais (if the temperatures emerge the 25 inferiors ºC);
  • Mesotermais (if the temperatures emerge the 35 equal or inferior the 25 superiors ºC and ºC);
  • Thermal (if the temperatures emerge the 40 equal or inferior the 35 superiors ºC and ºC);
  • Hipertermais (if the temperatures emerge superiors 40ºC).

The waters of inferior temperatures 25ªC would be Cold.

Chemical composition

How much total mineralização the Institute of Hidrologia of Lisbon considers the following classification:

  • Hipossalinas waters: inferior total mineralização the 200 mg/l;
  • Waters weakly mineralized: total mineralização between 200 and 1000 mg/l;
  • Mesossalinas waters: total mineralização between 1000 e 2000 mg/l;
  • Hipersalinas waters: superior total mineralização 2000 mg/l.

Short Simões (1993), supported in the classification of the Institute of Hidrologia of Lisbon considers the following classrooms for Portuguese mineral waters, based in the chemical composition, namely:

  • Hipossalinas waters, whose total mineralização is inferior the 200 mg/l. It has to differentiate: (i) the ones that have total mineralização until about 50 mg/l, pH < 6, hardness < 1 and silica percentage much raised (> 30%), (II) of those whose total mineralização are > 100 mg/l, pH > 6, hardness> 1 and whose silica percentage is much more low;
  • Sulphureous waters, the ones that contain reduced forms of sulphur. In this group they can be differentiated: (i) the sulphureous primitive (where still it has to distinguish from pH <8,35 and pH> 8,35), (II) that they do not present characteristic values of the sulphureous primitive in some parameters, and, (III) the sulphureous ones of transistion. The sulphureous ones primitive have with the dominant iões the HC03 -e In, high percentages of silica and fluorine, weakly are mineralized and have hardness very low;
  • Gasocarbónicas waters, characterized for having more of 500 mg/l of CO2it exempts. They are hipersalinas, dominant anião HC03 -(> 90% of the mval), dominant catião In (rare here2 ), they have low silica percentage (< 4%), low fluorine percentage (< 1.5%) and Dry reason a1calinidade/Resíduo very raised (> 16). It has to distinguish. (i) the hipotermais with pH == 6 (sódicas or cá1cicas), (II) of the hipertermais with pH == 7 (sódicas);
  • Bicarbonated waters, whose dominant ião is HC03-. They are hipotermais, with high percentage of M1, pH == 7, total hardness with high values and percentages of silica and fluorine very decreases. It has to distinguish: (i) the cá1cicas, weakly mineralized, (II) of the mixing (sódico-cá1cicas), mesossalinas.
  • Cloretadas waters, whose dominant ião is the chloride. dominant catião is In the one with percentages of very low silica and fluorine, mesotermais. == 7 has to distinguish the hipersalinas with pH from weakly mineralized of pH > 7;
  • Sulfatadas waters, whose dominant ião is the sulphate. They are hipersalinas, hipotermais, dominant catião Here2 , low and very very hard silica percentages and fluorine.

“in : http://www.termasdeportugal.pt/classificacao/ “

 

In the indicated coordinates they meet it Thermal Real Mount Ranch, that are used since the Civilization Roman, even so its organized exploration has had only beginning in the start of séc. XX. Since then the Spas they had become in a place of election for treatments, vacation and rest. The therapeutical effect of this water already were known during the occupation Roman, having been found in 1807. Been born to the temperature of 18 degrees, this water is bacteriologically pure and of Nature Sulfatada, sulfatada cálcica, sulphureous neutral, sulfatadas cálcicas. You leave minerals: magnesium, sulfatos, chlorides, bicarbonates and elements of iodine, bromine, fluorine, arsenic and lithium.
The Real Mount Spas possess therapeutical qualities for the treatment of the illnesses of the digestive, rheumatic device and muscle-esqueléticos and of the digestive device. The thermal water ingestion is complemented by an enormous gamma of treatments. It stops beyond the innumerable available treatments, the Real Mount Spas make use of programs of relaxation and well-being.

The hidrológicas characteristics of this thermal, allied ranch to the vast forest spot that encircle it and to the hoteleira quality, with a healthful gastronomia, return-in the one of the most looked for of the Iberian Peninsula.

District
Leiria

Concelho
Leiria

Clientele
Real mount

Population/Lugar
Thermal park

Localization
In the extremity of the clientele headquarters

Hidromineral province
/The hidrográfica Basin of Rio Lis

Geologic zone
Meso-Cenozóicas edges

Deep geologic (geo factor.)
Sedimentary rocks (arenitos). All the region if finds on the Diapiro of the coastal Side that if extends of concelho of Peniche until the south of concelho of Soure.

Hardness underground waters
0 the 50 mg/l CaCO3

The Cache:

This Earthcache has as main objectivo to give to know the characteristics therapeutical of the natural mineral water of the Real Mount Spas . However, also she is dedicated to the celebration of the 10 years of Earthcaches. I wait that they like and that they disfrutem of the place.

NOTE:Once you have gathered all the answers can make their online registration, but must send the answers by e-mail so you can validate the log.ALL ENTRIES MADE TO FAIL THIS ITEM WILL BE LOST.

To be able to effect the Online register, it will have to answer for following questions e To send the answers for my email to validate log.E-mail

1 - In the Real Mount Spas, the one that temperature is born the water?

2 - Which the Nature of this Water?

3 - Which the therapeutical qualities of this water?

Dirige you it Waypoint B (STAGE2) and answers to the following question:

4 - These coordinates and facing the building of the baths and the building of the SPA of your right hand, which is the building that your left side?

 

 

Let_LRA         10 anos Earthcache

 

Banner GeoCachingLeiria

 

Additional Hints (Decrypt)

Aãb pbzcyvdhrz, cnen bogrerz n erfcbfgn à crethagn aº4, é fó qrfpre n ehn ngé nf greznf r nb purtne àf pbbeqranqnf vaqvpnqnf (Jnlcbvag O (FGNTR2) erfcbaqnz à dhrfgãb.

GBQBF BF YBT RSRPGHNQBF FRZ N QRIVQN NHGBEVMNÇÃB, FREÃB NCNTNQBF.
Boevtnqb cryn pbzcerrafãb r obnf pnpunqnf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)