Skip to content

<

Planícies Alentejanas - Aljustrel

A cache by Geo Alentejo Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/18/2016
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Aljustrel
 
O Geo Alentejo é um grupo de Geocachers, que tem como principal objetivo promover o Alentejo, através das caches que cada um tem nos mais bonitos recantos desta região, bem como através dos eventos que nos orgulhamos de organizar e que para além de promoverem a região, promovem o convivo e a boa gastronomia local.

As Planícies Alentejanas é o nome dado ao Projeto, que tem como objetivo dar a conhecer todo o Alentejo, através da colocação de uma geocache em todos os concelhos pertencentes a distritos alentejanos.

O Alentejo é uma região do centro-sul Portugal. Compreende integralmente os distritos de Portalegre, Évora e Beja, e a metade sul do distrito de Setúbal e parte do distrito de Santarém, sendo assim a maior região de Portugal. Limita a norte com a Região do Centro, a este com a Espanha, a sul com a Região do Algarve e a oeste com a Região de Lisboa e também com o Oceano Atlântico. Tem uma área de 31 551,2 km² (33% do continente) e 760 098 habitantes (censos 2011).

O Alentejo divide-se em 5 sub-regiões e compreende 58 municípios e cerca de 400 freguesias.
• Alto Alentejo - 118 352 habitantes (6 230 km² - 15 municípios)
• Alentejo Central - 166 706 habitantes (7 393 km² - 14 municípios)
• Alentejo Litoral - 100 895 habitantes (5 308,11 km² - 5 municípios)
• Baixo Alentejo - 126 692 habitantes (8 505 km² - 13 municípios)
• Lezíria do Tejo - 247 453 habitantes (4 275 km² - 11 municípios)
 
A distribuição de caches, do Projeto Planícies Alentejanas, será feita da seguinte forma:
 
Portalegre

Alter do Chão
Arronches
Avis
Campo Maior
Castelo de Vide
Crato
Elvas
Fronteira
Gavião
Marvão
Monforte
Nisa
Ponte de Sor
Portalegre
Sousel
Cache Bónus
   
Évora

Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa
Cache Bónus
   
Beja

Aljustrel
Almodôvar
Alvito
Barrancos
Beja
Castro Verde
Cuba
Ferreira do Alentejo
Mértola
Moura
Odemira
Ourique
Serpa
Vidigueira
Cache Bónus
 

Passeie pelas ruas desta vila e descubra os sítios, as casas. E os pormenores, como só o Alentejo tem, das chaminés, das portas e janelas, das “tremelas”. Meta conversa com as suas gentes e oiça as suas histórias. Aprecie o tempo e a vida!

Aljustrel tem espaços de lazer espalhados um pouco por toda a vila. Existe um conjunto de pequenos jardins e espaços ajardinados que são sítios agradáveis para estar tranquilamente ao ar livre, conversando com amigos ou lendo ou ainda deixar os seus filhos brincar um pouco mais à vontade. O Jardim Público é um espaço de maior dimensão, carregado de história e simbologia para a população local, situado junto ao coração da vila e que recentemente foi alvo de uma requalificação geral. Os espaços culturais são também espaços de usufruto fora dos momentos em que decorrem iniciativas. Usufrua deles
!
O património móvel está representado por duas componentes: os materiais de arqueologia clássica e os de arqueologia industrial. Enquanto os primeiros estão salvaguardados no Museu Municipal de Arqueologia, os segundos encontram-se dispersos pelo couto mineiro, com as locomotivas antigas e as vagonas, que se encontram ao ar livre, a necessitarem de alguma atenção. De referir que das locomotivas ainda existentes, umas eram utilizadas em trabalhos de superfície e outras no interior das galerias da mina.
   
Possui a mina de Aljustrel algumas instalações industriais mineiras já desactivadas, que são testemunho único de práticas mineiras que vêm do séc. XIX, com imenso património móvel e imóvel, de arqueologia clássica e industrial, com valor histórico e patrimonial e que urge preservar uma vez que já não existe em mais nenhuma mina da Faixa Piritosa Ibérica. Do património mineiro ainda existente são de realçar as instalações da antiga cementação com edifícios anexos, onde se obtinha cobre a partir da sucata de ferro e das águas que vinham do interior da mina, da central eléctrica, uma das mais antigas do Baixo Alentejo e que chegou a fornecer energia a localidades vizinhas, dos malacates (elevadores) com os respectivos edifícios adjacentes por onde subiam e desciam homens, máquinas e minério até às profundezas da terra, a sala dos compressores, hoje musealizada e onde era produzido o ar comprimido para os trabalhos mineiros. Trata-se de vestígios de um tipo de mineração já desactualizado nos dias de hoje, mas que foi utilizado durante muitas décadas nas minas de Aljustrel e da Faixa Piritosa e de que já não existem vestígios nas outras minas o que, de algum modo, valoriza estes equipamentos. Deverá realçar-se a existência de muitos vestígios arqueológicos que ainda não foram postos a descoberto, embora se encontrem referenciados e possam vir a ser intervencionados posteriormente.nte.

A Piscina Descoberta é também um espaço muito agradável no Verão. Pela presença de água que atenua o calor, por aquele relvado com sombra a fazer lembrar um oásis no deserto, por aquela esplanada onde se está tão bem. Tem também um restaurante que lhe permite passar aqui todo o dia. Mas por toda a vila há também um conjunto de cafés e bares onde pode estar, sozinho ou acompanhado, ou até fazer novas amizades. Há ainda outros locais ou actividades de que pode usufruir ou participar ou que até lhe podem ser úteis. Estão neste caso, por exemplo, o Posto de Turismo, que está aberto sete dias por semana e onde pode encontrar informação sobre Aljustrel, mas também algum artesanato local, produtos regionais e publicações sobre Aljustrel ou de temática mineira. Mas, para além destes espaços e equipamentos, parta à descoberta da envolvente da vila e das aldeias do concelho para um percurso a pé, uma caminhada ou uma “volta” de bicicleta pelos caminhos rurais. Vai ter oportunidade de descobrir a paz dos campos, a natureza, o ar puro. Enfim, “carregar as baterias”. Vá em grupo e aproveite para fazer um piquenique.

(Não se esqueça de ir com roupa confortável, levar água e protecção solar e evite ir sozinho ou, se o fizer, dizer a alguém para onde vai. Evite as horas do calor no Verão.)

Em Messejana pode começar pela Praça onde se situa o Pelourinho e onde também se encontra o Posto de Tusrismo, e o Museu Etnográfico (para o visitar certifique-se de que está aberto através do telefone 284 655 177). Depois suba até à Igreja Matriz e veja, mesmo ao lado, a plataforma artificial de terreno onde se encontra a ruína do que foi uma torre de vigia. Um pouco afastado encontram-se as ruínas do Antigo Convento e, mais adiante, a Igreja de N. Sra. da Conceição. Mas, sobretudo passeie-se por esta bela vila onde D. Sebastião se deteve por três dias em Janeiro de 1573.

..... Ervidel é uma interessante aldeia rural onde pode visitar o Núcleo Rural de Museu Municipal, um Lagar e Azeite que funciona durante os dias da Vin&cultura e a famosa Escola de Coronel Mourão. Mas, sobretudo, aprecie as suas ruas e o seu ambiente e, se for no tempo disso, visite uma das adegas onde o vinho é feito em talhas de barro, prove o vinho e “tire” um petisco. Em qualquer altura do ano, mas sobretudo na Primavera, descubra este concelho, de paisagens bonitas e calmas. E vá até à Barragem de Roxo, imenso e importante plano de água e que possui um Parque de Merendas nas imediações.
O Grupo Coral dos Mineiros de Aljustrel foi fundado em Janeiro de 1926. É composto por cerca de 25 elementos e tem participado em concursos onde tem obtido várias classificações honrosas. Constituído por operários mineiros tem um longo historial de apresentações quer em Portugal, quer no estrangeiro. A sua característica mais marcante é o seu traje que é composto pelo fato-macaco de cotim azul, capacete e lanterna. Possuem dois registos em disco e duas cassetes audio gravadas. O seu LP, de 1975, teve a direcção musical de Luís Cília e no mesmo o Grupo interpretou "Avante" de autoria de Luís Cília.


 
Fontes:
www.mun-aljustrel.pt
http://serenatasemportalegre.blogspot.pt/2010/06/grupo-coral-dos-mineiros-de-aljustrel.html 


Caches em Destaque no Concelho:

Geocache TradicionalSenhora do Castelo [Aljustrel]

Geocache TradicionalAljustrel - Património Industrial

Geocache TradicionalIgreja de Nª. Srª. da Assunção [Messejana]

Geocache TradicionalMESSEJANA " TERRA LINDA..."

Geocache TradicionalConvento S. Francisco - Messejana

Additional Hints (Decrypt)

Cbe onvkb / Haqre

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.