Skip to content

#20 Keke Rosberg Traditional Geocache

Hidden : 01/04/2017
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





World Race TB´S

Este PT tem como objetivo dar a conhecer todos os campeões de Formula 1.

Muitos foram os que voaram baixinho desde 1950, fazendo sonhar os adeptos, mas poucos foram os que escreveram o seu nome a letras douradas nesta modalidade.

É um PT totalmente em asfalto, tal como são os circuitos de F1.




Keke Rosberg



(Solna, Suécia, 6 de dezembro de 1948) é um ex-piloto de Fórmula 1 do inicio da década de 80, apesar de seu local de nascimento, foi primeiro piloto da Finlândia na categoria. Começou relativamente tarde sua carreira na Fórmula 1, estreando-se com 29 anos de idade depois de passar pela Toyota Atlantic series, Formula V, Fórmula 5000 e pela Fórmula 2.

Foi contratado pela equipe Theodore de Teddy Yip em 1978. Teddy não tinha conseguido qualificar a equipa com o antigo piloto e escolheu Keke para substituí-lo. Keke ganhou uma corrida à chuva em Silverstone, com um carro claramente inferior, mas que não valia pelo campeonato.



Apesar disso só conseguiu qualificar a equipa Theodore para o Grande Prêmio da África do Sul de 1978 e o carro foi abandonado no meio da temporada. Em 1979 a ATS ofereceu uma vaga a Keke mas ele resolver correr em outra categoria (Can-Am). Depois da retirada de James Hunt, logo após o Grande Prêmio de Mônaco, a equipa Wolf escolheu Keke para substituí-lo. Nesta temporada a melhor colocação de Keke foi um 9º lugar no Grande Prêmio da França de 1979.

Em 1980, a equipa foi vendida a Emerson Fittipaldi. Na primeira corrida, o Grande Premio da Argentina terminou em 3º e durante a temporada não conseguiu nenhum outro resultado expressivo. Em 1981 teve um ano difícil chegando a não se qualificar para várias corridas.Em 1982 Frank Williams deu-lhe a chance de correr na equipa, foi um dos campeonatos mais conturbados, tristes e disputados da história da Fórmula 1. Keke Rosberg conquistou a primeira vitória na categoria no Grande Premio da Suíça em Dijon-Prenois na França e assumiu a liderança na antepenúltima etapa do mundial.

O francês Didier Pironi da Ferrari caía para a segunda posição, mas estava ausente da disputa devido ao acidente nos treinos livres do Grande Premio da Alemanha em Hockenheim.



O único que podia enfrentar o piloto finlandês da Williams era o norte-irlandês John Watson da McLaren. Antes da última corrida do ano, o Grande Prêmio de Las Vegas, nos Estados Unidos, Rosberg liderava com três pontos de vantagem sobre Watson. Para ser campeão, o finlandês tinha que finalizar em 6º, caso o norte-irlandês da McLaren triunfasse. Watson terminou em 2º enquanto Rosberg concluiu em 5º lugar conquistando o campeonato. No ano de 1983 ganhou sua segunda corrida, no Grande Premio do Monaco com chuva, sendo o único piloto a optar por pneus de pista seca. Depois disso, o atual campeão não conseguiu acompanhar as equipas com o motor Turbo que eram amplamente superiores aos Ford Cosworth aspirado.



A equipa Williams conseguiu um acordo com os japoneses e estreou o motor Honda Turbo na última prova nos dois carros, o Grande Prêmio da África do Sul em Kyalami, logo na estreia do novo motor, Rosberg terminou em 5º lugar. O campeonato de 1984 não teve nenhum resultado expressivo, além de um 2º lugar no Grande Prêmio do Brasil, em Jacarepaguá, a corrida de abertura. O piloto finlandês foi responsável pela primeira vitória com o motor Honda Turbo, o Grande Prêmio de Dallas. Depois dessa vitória teve três abandonos seguidos e uma prova em 8º lugar, além de mais três corridas seguidas sem concluí-las também. Terminou o ano em 8º com 20,5 pontos.


Em 1985 com o carro mais adaptado ao motor, o piloto conseguia classificar-se melhor, mas principalmente com o rendimento em corrida fez um grande campeonato como a ultrapassagem na última volta no Grande Premio da França de 1985, em Paul Ricard, em cima de Alain Prost da McLaren na disputa pela 2ª posição.




Rosberg venceu a primeira corrida na Oceania, o Grande Prêmio da Austrália, em Adelaide. Terminou o ano em 3º lugar superando Ayrton Senna por 2 pontos na classificação final. Antes de terminar o mundial, o piloto anunciou que ia deixar a Williams que fez um grande campeonato na segunda fase com três vitórias seguidas na reta final indo para McLaren no ano seguinte. Na sua nova equipa em 1986 não conseguiu acompanhar o ritmo do seu companheiro de equipa, o francês Alain Prost. O finlandês não venceu nenhuma corrida e teve apenas um podium naquele ano, o Grande Prêmio de Monaco, terminando em 2º lugar. Com o rendimento muito abaixo do esperado, Rosberg abandonou a Fórmula 1 após o Grande Premio da Austrália de 1986, em Adelaide. Keke Rosberg foi o tutor de Mika Hakkinen durante toda a sua carreira. Também cuida da carreira de seu filho Nico Rosberg, que após vencer o título da GP2 em 2005 transferiu-se para a Fórmula 1 na equipa Williams.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre


A Cache:


Apenas contém logbook. NÃO TEM MATERIAL DE ESCRITA

Boas Corridas
Pé Na Chapa


Additional Hints (Decrypt)

Crqenf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)