Skip to Content

<

Wolf Trap View

A cache by anjomaco Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 03/26/2017
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 
Wolf Trap View
 
Vista para o Fojo do Lobo de Germil
 
Fojo do Lobo de Germil

Translation ENDEESFR

A relação do homem com o lobo foi sempre marcada pela perseguição. Para combater o carnívoro  todos os meios eram válidos e alguns implicavam grande engenho e dispêndio de energia. Os fojos do lobo são um exemplo. Construídos no meio da serra, com paredes  de pedra com dois metros de altura, implicavam a mobilização de toda a aldeia. Toneladas de pedra eram transportadas em carros de bois com um único fim, dizimar o lobo que lhes atacava os rebanhos.

Os fojos existem apenas no norte da Península Ibérica e são basicamente de dois tipos - de cabrita e de paredes convergentes. Nos primeiros, de  forma circular, era colocada uma cabra que servia de engodo para atrair o lobo. Os de paredes convergentes, constituídos por duas paredes que convergem para um fosso, implicavam uma batida que envolvia toda a aldeia e, por vezes, as aldeias vizinhas. Os batedores conduziam o lobo para o fojo e este acabava por cair no fosso, previamente dissimulado com vegetação.

No início do século XX, com a vulgarização do uso do veneno e das armas de fogo, os fojos deixaram de ser usados e foram esquecidos. A acção do tempo, o vandalismo e a pilhagem de pedras contribuíram para a sua degradação. No final de 1999 foi criada a associação Fogiun Lupal, um grupo de trabalho ibérico com o objectivo  de inventariar, caracterizar e conservar os fojos.  Para Francisco Álvares, membro do Grupo Lobo e um dos mentores da associação, a conservação dos fojos é imperiosa. "São testemunhos únicos da arquitectura rural que simbolizam a relação ancestral do homem com o lobo na Península Ibérica". 

Fojo convergente
Fojo de Paredes Convergentes
 
O Fojo de Germil é do tipo de paredes convergentes, constituído por duas paredes, em V, que convergem para um fosso. Quando observado junto ao painel (GZ da cache), o muro da esquerda tem 320 metros comprimento e o da direita 270 metros.
 
Sobranceiro ao rio de Germil, na encosta íngreme, foi construído o fojo, estrutura esta que era uma armadilha, sobretudo usada para caçar os lobos, todavia, é hoje sabido que também outros predadores, como as raposas, poderiam ser apanhados nestes fojos.
 
Normalmente, na zona mais estreita da armadilha, existia um "fojo", que era um buraco ou um poço, onde caía o animal e onde era abatido, a tiro ou à pedrada. No caso do de Germil, o lobo seria obrigado a descer em direção ao vértice do fojo, cairía para uma plataforma inerior, onde ficaria encurralado. O fojo de Germil distingue-se, porém, do habitual na medida em que não termina num fosso mas sim no rio.

A Cache


A cache encontra-se escondida junto ao local que serve de miradouro para o Fojo do Lobo de Germil, é de tamanho pequeno, e contém inicialmente logbook com stashnot e objetos para troca. Permite a troca de pequenos objetos. Levem material de escrita para registar a visita.

Fechem bem o container e recoloquem a cache da mesma forma como a encontraram, pois a sua durabilidade depende muito disso.

Façam CITO se possível.

Não faças "Mais um" log... Faz "O Teu" log!


   

Additional Hints (Decrypt)

Crqenf... cnen inevne (ire fcbvyre)

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.