Skip to content

<

O ARRAIS

A cache by rdl64 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 04/30/2021
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
4.5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


O ARRAIS

Conta-se que, desde “muito moço, começou a dar provas da sua valentia, nadando, descontraidamente, revelando sempre bom fôlego e melhor estilo”. Isso mesmo escreveu o professor e jornalista Guilhermino Ramalheira, em 1962, já muito depois da morte de Gabriel Ançã (1930), numa publicação que resultou de uma conferência alusiva ao herói ilhavense, promovida pela secção cultural do Illiabum Clube. O jovem Gabriel Ançã era de tal forma bom nadador que chegou a fazer “a travessia do Tejo a nado”. Mais ainda: “Aos 18 anos de idade, estando em Paço de Arcos, algumas vezes tripulou o barco Salva-Vidas do qual era patrão Joaquim Lopes”, apontou, ainda, Guilhermino Ramalheira. Terá sido nesta embarcação que Ançã cumpriu um dos seus primeiros feitos heroicos, quando o salva-vidas acorria ao naufrágio de uma barca inglesa, no Bugio. O jovem nadou até à embarcação dada como perdida e conseguiu salvar uma criança que tinha ficado a bordo.

 

 

Entre os atos de bravura protagonizados por Gabriel Ançã que se encontram relatados com pormenor em documentos históricos, está o salvamento de 17 náufragos de um barco francês. Aconteceu na madrugada de 23 de Outubro de 1880, a dois quilómetros da praia da Torreira, na costa aveirense. Nessa altura, Ançã era já arrais de “uma das companhas que ali trabalhavam” e foi com o seu barco em socorro dos náufragos do vapor Natalie. “Logo após a saída do barco para o mar, este embraveceu em fúria ameaçadora e, só com muita dificuldade, conseguiu chegar junto do vapor perdido, recolhendo todos os náufragos”, relatou, ainda, Guilhermino Ramalheira.

“Daí por diante sucederam-se os rasgos de estoicismo que tornaram o Arrais venerado de toda a gente”, escreveu, por seu turno, o jornal O Ilhavense, por ocasião da morte de Gabriel Ançã, lembrando, que, “os reis D. Luís, D. Carlos e D. Manuel quiseram conhecer pessoalmente o valente pescador”. Em vários escritos alusivos ao lobo-do-mar ilhavense, é-lhe atribuído o resgate de um total de 123 vidas, mas não são especificadas datas e pormenores sobre parte deles. Além do episódio do Natalie, o outro caso que foi contado com pormenores, e propalado em várias publicações, prendeu-se com a coragem demonstrada por Ançã numa saída para a pesca, a 11 de Outubro de 1898, na Costa Nova.

Muitos daqueles que se deparam com o busto de bronze daquela figura masculina, com o barrete enterrado na cabeça, dificilmente conseguirão perceber a verdadeira grandeza do homem ali retratado. É verdade que está instalado num dos locais mais visitados do município de Ílhavo - e da região de Aveiro em geral -, a praia da Costa Nova, mas a inscrição presente na base do monumento deixa muito por dizer: “Ílhavo/Ao arrais Gabriel Ançã/1933”. Mais do que um lobo-do-mar, Gabriel Ançã foi um herói. Conta-se que salvou mais de 120 pessoas da morte quase certa nas águas do oceano, feitos que lhe valeram várias medalhas de mérito. Morreu pobre e as suas últimas lágrimas, diz-se, foram provocadas pela certeza que tinha de que já não ia voltar a ver o mar.

A cache não se encontra nas coordenadas publicadas.

Para a cache encontrar vais ter de decifrar a mensagem e ver no escuro se conseguires

4e 34 30 c2 ba 20 33 36 2e 39 31 37 20 57 30 30 38 c2 ba 20 34 35 2e 33 30 37

Físico N40º37.177 W008º 45.239

Não te faças ao mar se este estiver muito forte, pois podes virar

Boas cachadas

Additional Hints (Decrypt)

rager crqenf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.