Skip to Content

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More

Traditional Geocache

O Pórtico [Leça da Palmeira]

A cache by Walcarr Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 6/17/2005
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

O PÓRTICO do Mosteiro da Quinta da Conceição é o motivo para um passeio pelos seus bonitos jardins.



Pórtico (Manuelino) da actual Quinta da Conceição é o pouco que resta do antigo Convento que outrora aí existiu, construído pêlos padres franciscanos devido à falta de condições, sobretudo nos dias de Inverno, do até então Mosteiro de S. Clemente das Penhas, situado na actual Boa-Nova.
Apesar de aí terem permanecido 83 anos, no ano de 1475 concordaram em mudar-se para a Quinta da Granja (Quinta da Conceição) porque por vezes o mar subia até á ermida, alagando toda a casa e destruindo o trabalho de anos inteiros.
Porém, foi necessário ultrapassar algumas dificuldades para que o desejo se concretiza-se.
A primeira delas relacionava-se com o lugar em si, que pertencia ao Mosteiro de Leça do Balio, que só o "largava" em troca de outra fazenda.
Tal viria a acontecer graças aos devotos Fernão Coutinho e sua esposa que concederam o seu terreno em Moroça de Cima.
A segunda, surgia do facto de ser reguengo do rei D. Afonso V e para se alienar era necessária a sua licença. Por fim, um Diogo da Proença, que trazia o prazo, queria que lhe pagassem o seu útil senhorio, o que realmente se verificou em virtude da generosidade do casal Garcia Dias e Maria Anes.
Uma vez que só faltava o "sim" do rei, frei Pedro Pão e Água foi ter com o próprio a Zamora (onde decorriam as guerras com Castela) e regressou com a esperança de uma resposta positiva.
Regressado, em Junho de 1476, D. Afonso V foi pessoalmente ver o estado da Quinta, e contente com ela, concedeu a licença do reguengo.
Por isso, a 10 de Julho de 1476 fizeram-se as escrituras como o rei havia ordenado.
Na impossibilidade de dar o que desejaria, D. Afonso do que havia junto para pagar aos seus soldados, tirou uma quantia e ofereceu aos frades, juntamente com três Mestres que estavam a trabalhar no Convento da Batalha.
Com esta "esmola", e com as que alguns devotos deram, frei João da Póvoa e o Pe. Frei Luís de Beja, resolveram começar a obra.
"Pelo que, segunda-feira, 18 de Maio de 1478, disse missa o vigário numa casa da Quinta e depois lançou a primeira pedra no cunhal da porta da Igreja para a banda do rio.Quando chegou o dia da Conceição Imaculada (8 de Dezembro) estavam já as paredes meias feitas".
Confrontados com a falta de dinheiro, viram-se obrigados a parar as obras.
Contudo, D. Margarida de Vilhena, mulher de João Rodrigues de Sá, deixou-lhes as suas jóias no valor de 200 mil réis. Como agradecimento o seu corpo foi sepultado dentro da capela-mor.
Em 1481, frei Álvaro de Córdova conseguiu persuadir ricos e pobres, entre eles os reis D. João II e D. Manuel l, a contribuírem com importantes quantias para a continuação da obra.
Ainda em 1481, mais precisamente a 4 de Outubro, o mesmo frei Álvaro, trouxe se S. Clemente os frades que lá estavam, à excepção de um, que só foi pela Páscoa.
Com a extinção das Ordens Religiosas em Portugal, em 1834, os frades tiveram de o abandonar expondo-o às mais bárbaras atrocidades. Actualmente o que resta deste Mosteiro é muito pouco: o Pórtico, o Chafariz e a Colunata, e se nada for feito pela sua conservação é mais um resto do passado que "passa à história”.
Esclarecendo: O facto de a Quinta e o Convento se chamarem "Conceição" deve-se à imagem de Nossa Senhora da Conceição ter para aí sido levada como padroeira da casa. Imagem que hoje se encontra na nossa Igreja Paroquial.

Additional Hints (Decrypt)

Qb ynqb Rfgr qn sbagr, cbe qrageb, rz onvkb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

1,058 Logged Visits

Found it 987     Didn't find it 23     Write note 25     Archive 1     Temporarily Disable Listing 4     Enable Listing 3     Needs Maintenance 11     Owner Maintenance 1     Update Coordinates 2     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 192 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/15/2017 3:58:13 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:58 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page