Skip to Content

<

Mosteiro de Singeverga e o seu Licor

A cache by Silvana Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/29/2007
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

 
     

Cuidado com os Muggles – Recomenda-se visitar de dia.

 

O Licor dos Beneditinos Portugueses do Mosteiro de Singeverga:

 A destilação é efectuada directamente a partir  de espécies vegetais e plantas aromáticas de reconhecidas propriedades balsâmicas e terapêuticas, o que o torna um licor eminentemente peitoral e estomacal. É um Licor genuinamente monástico, e que se impõem pela escrupulosa meticulosidade na sua preparação e pelo seu finíssimo aroma e paladar delicado(á venda todos os dias úteis até ás 18H30).

 

O mosteiro:

O edifício é de inspiração neo-românica, com planta quadrangular. O Mosteiro possui uma notável colecção de borboletas e arte africana e sobretudo, o inconfundível licor de Singeverga  feito neste mosteiro pelos padres Beneditinos, que guardam o segredo da sua confecção até hoje.

O Mosteiro de S. Bento de Singeverga, sito na freguesia de Roriz, concelho de Santo Tirso, foi fundado em 25 de Janeiro de 1892 pelo Mosteiro de S. Martinho de Cucujães, na Casa e Quinta daquele mesmo nome, propriedade da Família Gouveia de Azevedo.

 

A vida no Mosteiro:

Para o monge beneditino, o Mosteiro e a Comunidade são o lugar privilegiado da experiência que eles fazem da presença activa do Espírito do Senhor Jesus na sua Igreja. A vocação monástica, segundo a Regra de S. Bento (“Ora et Labora”), implica algumas características específicas como sejam: A leitura e escuta da Palavra de Deus no silêncio, no recolhimento e na contemplação; o trabalho quotidiano, que pode ser de ordem pastoral, intelectual, artesanal, manual, agrícola, etc; o acolhimento, na hospedaria, de todos quantos vivem no mundo e procuram no Mosteiro espaços e tempo de reflexão, descanso e oração e a inserção na Igreja e na sociedade local, segundo as necessidades dos tempos e numa linha de fidelidade às exigências da vida monástica. È nesta linha de fidelidade que a Comunidade do Mosteiro de S. Bento de Singeverga procura viver o dia-á-dia.

 

 

 

 

Como chegar:

Através da EN.105 em direcção a Guimarães. Na freguesia de S. Tomé de Negrelos virar à direita para Roriz (EN.209-2). Passando o Mosteiro de Roriz encontrará mais à frente um entroncamento para a esquerda (EM.513) e virar. Descendo a estrada encontrará uma placa indicativa do Mosteiro.

A cache encontra-se dentro da propriedade. Embora esta seja particular, o acesso não está condicionado. Seguir do Mosteiro até á casa agrícola (poderá comprar leitões e pintos) e á direita encontrará um portão em ferro forjado que está sempre aberto e que permite aceder a uma estrada estreita (ladeada de parede e coberta por ramada) de sentido único para sair da propriedade. E mais não digo!......

 

Conteúdo inicial da cache:

  • Logbook e esferografica

  • GC

  • Perfume

  • Descodificador egípcio

  • Homem-aranha

  • Esferográfica 2 cores

  • Tazos

  • Alfinete D’Zrt

  • Lagarto

  • Índio

  • Porta-chaves

Additional Hints (Decrypt)

Cbe geáf qnf urenf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

333 Logged Visits

Found it 317     Didn't find it 1     Write note 10     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 54 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.