Skip to content

<

Lusitani: Alto Trás-Os-Montes

A cache by NSilva & Gorete Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/17/2008
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


LUSITANI - ALTO TRÁS-OS-MONTES

 

O Alto Trás-os-Montes é uma sub-região estatística portuguesa, fazendo parte da Região Norte, dividida entre o Distrito de Bragança e o Distrito de Vila Real. Limita a norte e a leste com a Espanha, a sul com o Douro e a oeste com o Tâmega, o Ave e o Cávado. Área: 8 168 km². População (2001): 223 259 (estimativa de 2005: 220 289). Compreende 15 concelhos:

 

 

Os principais núcleos urbanos são as cidades de Chaves, Bragança, e Mirandela

 

Alto Trás-os-Montes is a statistical portuguese sub-region, it is part of the Northern Region, and is divided between the Distrito de Bragança District  and the Vila Real District. It is limited in the north ande easte by Spain and in the south by Douro and west by Tâmega, Ave and Cávado. Area: 8 168 km². Population (2001): 223 259 (estimation in 2005: 220 289). Alto Trás-os-Montes has 15 Counties.

The main urban centers are: Chaves, Bragança, and Mirandela

                                                                                                                                                                          

                                                                                                                                                                     In: Wikipédia

                                               

Alto Trás-Os-Montes

Os 15 Concelhos:

 

Alfândega da Fé, com uma área de 322,0 km2, 5 688 habitantes e 20 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 29 de Junho.

 

Boticas, com uma área de 322,0 km2, 6 116 habitantes e 16 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 06 de Novembro

 

 

 

Bragança, com uma área de 1 173,6 km2, 34 774 habitantes e 49 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 22 de Agosto

 

Chaves, com uma área de 591,3 km2, 44 186 habitantes e 51 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 08 de Julho.

 

Macedo de Cavaleiros, com uma área de 699,2 km2, 17 210 habitantes e 38 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 29 de Junho.

 

Miranda do Douro, com uma área de 487,2 km2, 8 085 habitantes e 17 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 10 de Julho.

 

Mirandela, com uma área de 659,0 km2, 25 780 habitantes e 37 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 25 de Maio.

 

Mogadouro, com uma área de 760,4 km2, 10 792 habitantes e 28 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 15 de Outubro

 

Montalegre, com uma área de 805,8 km2, 12 150 habitantes e 35 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 09 de Junho.

 

 

Murça, com uma área de 189,4 km2, 6 476 habitantes e 9 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 08 de Maio.

 

Valpaços, com uma área de 548,8 km2, 19 154 habitantes e 31 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 06 de Novembro.

 

Vila Flor, com uma área de 265,8 km2, 7 737 habitantes e 19 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 24 de Agosto.

 

Vila Pouca de Aguiar, com uma área de 437,1 km2, 15 100 habitantes e 18 freguesias, é um dos 14 municípios do distrito de VILA REAL. Feriado municipal: 22 de Junho.

 

Vimioso, com uma área de 481,6 km2, 5 105 habitantes e 14 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 10 de Agosto

 

Vinhais, com uma área de 694,9 km2, 10 051 habitantes e 35 freguesias, é um dos 12 municípios do distrito de BRAGANÇA. Feriado municipal: 20 de Maio.

 

 

 

A CACHE

Com esta Cache convidamo-lo a visitar a Serra de Santa Comba, mais propriamente o Santuário de Santa Comba.

A Serra da Santa Comba é uma elevação de Portugal Continental com 1041 metros de altitude enquadrada no Maciço Galaico/ Duriense.

Situa-se no Alto Trás-os-Montes, estendendo-se por 2 concelhos, Valpaços e Mirandela, e 2 distritos, respectivamente Vila Real e Bragança.

O seu cume fica situado na freguesia de Vales, concelho de Valpaços, onde se encontra aquele que para muitos é considerado o mais belo e abrangente miradouro de Trás-os-Montes e um dos melhores do país, o "Miradouro da Santa Comba", que permite obter vistas magníficas e amplas sobre as Serranias circundantes, nomeadamente Serra da Padrela, Serra de Bornes e Serra de Montesinho e Serra da Coroa, entre outras, bem como sobre grande parte dos distritos de Vila Real e Bragança, e sobre a região da Sanábria com as suas imponentes montanhas que ultrapassam os 2100 metros de altitude, já situada em Castela e Leão.

Há ainda que referir duas outras elevações dignas de registo que integram a Serra de Santa Comba e ambas situadas no concelho de Mirandela, sendo elas o alto de Orelhão com 932 metros na freguesia de Lamas de Orelhão, e o alto da Soalheira com 946 metros na freguesia de Passos donde também é possível obter vistas magníficas sobre a área circundante.

Num dos pontos mais elevados desta Serra encontra-se o Santuário de Santa Comba, situado no concelho de Valpaços, sendo feita todos os anos uma festa religiosa em honra da padroeira que dá o nome à Serra no dia 8 de Agosto de cada ano, peregrinação esta que assenta na Lenda de Santa Comba dos Vales.

A Serra de Santa Comba é também muito requisitada para a realização de provas de parapente, visto permitir descolagens em vários sentidos.

 

Lenda de Santa Comba dos Vales

A lenda da pastora Comba que ascende à santidade foi escrita pelo poeta e escritor do século XVI, António Ferreira.

A antiga lenda fala-nos de um tempo ainda antes da fundação de Portugal, quando o território nacional se encontrava dominado pelos mouros: Conta-nos a história de Comba, uma bela pastorinha que com o irmão Leonardo apascentavam tranquilamente os seus rebanhos: Sendo possuidora de tão rara beleza, rapidamente despertou o interesse do Rei Mouro que reinava na região de Lamas que, por ela se apaixonou perdidamente. No entanto este Rei Mouro era grande, membrudo e feio com uma orelha de asno e outra de cão, a quem chamavam o Orelhão:

"A todos feo, a todos espantoso chamado era de todos Orelhão".

A pobre pastorinha tremia de terror a pensar no Rei Mouro:

No seu desespero, a doce Comba implora a Deus a sua ajuda para permanecer pura e casta:

"Não sou minha, meu Deus, toda sou Vossa, fazei que para Vós guardar me possa".

O Rei Mouro, perdido de desejo ameaça a pobre pastorinha:

"Eu sou teu Rei, tu és minha cativa
Sê tu senhora, que eu serei cativo
Não t`é melhor seres Rainha e viva
Que arderes cruelmente em fogo vivo?"
 

Indiferente às súplicas e ameaças, Comba refugia-se mais na dedicação a Deus. Ferido no seu orgulho, o Rei Mouro persegue a pastora de lança em riste. Perseguida e encurralada entre lança e um penedo, a pastorinha implora o auxílio dos Céus para que a ajudassem. Miraculosamente, a fraga abre-se, recolhe a pastorinha e fecha-se numa manifestação do poder Divino:

"Ó Maravilha grande! Abriu-se pedra
Obedece à Santa a rocha dura,
Obedeceo à santa e abriu-se a pedra,
E defendeu-a da cruel ventura".
 

Enraivecido, o Rei Mouro vinga-se no inocente irmão de Comba, estripando-o e lançando-o a um charco.

O autor, António Ferreira, assegura que a ferradura do cavalo com que o Rei Mouro perseguiu a pastorinha, bem como a lança com que matou Leonardo ficaram marcadas na fraga, e a água em que foi lançado o corpo de Leonardo tornou-se numa fonte milagrosa:

"E a fértil chã terra, que ocupava
Aquele monstruoso e cruel pagão
Que outros claros Senhores esperava,
Inda se chama Lamas de Orelhão"!

In: Wikipédia

 

 

Dentro da cache, além dos objectos habituais, vai encontrar uma folha especial com um número. Por favor anote este número e o nome da cache. Juntando todos os códigos das 30 caches parciais, conseguirá obter as coordenadas da localização da cache final Lusitani, que está escondida algures em Portugal.

 

ATENÇÃO

Pedimos que voltem a colocar a Cache no sítio e da forma como a encontraram e tenham o máximo de cuidado na procura para não serem detectados e a Cache vandalizada.

 

"Para dúvidas ou esclarecimentos relativos ao projecto global das caches Lusitani, pode contactar os responsáveis pelo projecto: GeoDuplaP&F "

 

 

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.