Skip to Content

Traditional Geocache

Fajões- A Rota dos Moinhos

A cache by Geod'arc Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 4/1/2009
In Aveiro, Portugal
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Fajões- A Rota dos Moinhos

Esta cache foi colocada na freguesia de Fajões e tem como objectivo dar a conhecer esta freguesia e alguns dos seus Moinhos.

Fajões é uma pequena e pitoresca freguesia que oferece a todos os que a visitam paisagens deslumbrantes, consideradas das mais belas do Município. Terra de gente hospitaleira e bairrista, Fajões oferece aos visitantes recantos de beleza e encanto natural singulares, dos quais destacamos: a floresta envolvente e o morro de S.Marcos, a 477 metros de altitude, donde, a olho nu, em dias claros, se deslumbra um vasto panorama da Orla Marítima de Aveiro ao Porto e terras dos concelhos vizinhos; o pictórico local de S.Mamede onde nasce o rio Ul, o “ure” medieval, referência nos séculos XI e XII para várias terras, afluente da margem direita do rio Antuã; as margens dum braço do rio Antuã que atravessa esta Vila, deixando um rasto de mágico encantamento com os seus açudes, moinhos de água típicos já velhinhos e o verde matizado da extensa campina que irriga.

O seu povoamento remonta aos tempos da Pré-História. São prova disso, as nove “fossetes” localizadas no monte denominado “Bailouro” e que, na opinião do Dr. Mendes Correia, tinham carácter sagrado e estariam em estreita conexão com a necrolatria pré-histórica. O achado de uma pedra de polir e de um machado “coup de poing”, no mesmo local, e as antas e mamoas hoje inexistentes mas referenciadas em documentos medievais, fazem remontar o povoamento de Fajões aos tempos neolíticos.

Remontam ao tempo dos celtas, atestando a passagem dos romanos por aqui, os topónimos Casal Marinho, Cabo da Aldeia, Quintã e "Villa Fagiones".

O documento escrito mais antigo que se conhece sobre esta freguesia é do ano de 1068, tratando-se de uma doação que o presbítero Auderigus faz a seu sobrinho e pupilo “Vermudo”, presbítero dos bens de raíz da “villa Fagiones” e de sua “ecclesia”, igreja já nessa época de invocação de S. Martinho.

Um dos lugares mais antigos de Fajões é o de S. Mamede, terra honrada onde nasce o rio Ul. Mercê do seu encantador panorama, o Monte de S. Marcos, com a sua capela, enfeitiça os visitantes. Daí avistam-se algumas povoações que, a crer nas palavras dos locais, são "as sete cidades". Nesta capela, situada no monte com o mesmo nome, festeja-se a Festa em honra de S. Marcos (25 de Abril).

Pinho Leal, na obra "Portugal Antigo e Moderno", diz o seguinte: "Quem tem filhos travêssos que os leve alli no dia da festa, se os quizer mansos. Isto diz o povo, e eu tambem digo que, se os rapazes forem por seu pé, quando chegarem á capella hão-de por força ir mansos para duas ou tres horas".

Após descer a encosta, consegue avistar-se o velho e algo degradado Aqueduto de S. Mamede, outrora destinado à água de regas da povoação. Merecem destaque também a Capela do Couto, que tem uma inscrição sobre a verga da porta, que diz que a capela foi fundada por um familiar do "Santo Ofício", no ano 1747; a Ermida de Nossa Senhora da Ribeira e a Quinta da Vermiosa.

Os Moinhos

Em Fajões, podemos encontrar ainda um número significativo de moinhos, todos no Rio Antuã e seus braços. O maior número fica entre a ponte do Pisão e o lugar da Retorta. O segundo núcleo, é composto por mais três, contíguos, situam-se no centro da freguesia, no lugar da Torre. Pela freguesia, existem ainda outros, isolados, mas também, já em estado de abandono. Dada a morfologia da nossa terra, todos eles são moinhos de rodízio. Note-se o facto de Fajões se estender por um vale e haver um significativo desnível, entre a entrada das águas (acima da Ponte do Pisão) e a sua saída (fábrica das Tripas).
A propriedade destas pequenas unidades transformadoras, em regra, era repartida entre várias famílias, designadas por consortes. Havia um, situado dentro da própria casa dos seus proprietários, e com alguma utilização semi-industrial, se assim lhe podemos chamar, dadas as suas limitadas capacidades, era o moinho do "Gimenta". Para aqueles lavradores que dispunham de pouco milho, a quem não justificava participar num investimento colectivo da construção de uma nova unidade, a troco do pagamento de uma percentagem (maquia), a família do "Gimenta", trocava o milho por farinha ,às vezes não tão macia como se desejava. O tempo foi passando e todos eles foram sendo abandonados. Um dos últimos a ser regularmente utilizado, foi um dos da Torre, enquanto a saúde de um dos donos o permitiu, o Sr. Antero Barbosa. Existe ainda um caso, em que um desses moinhos foi adaptado a habitação, é o moinho da Casa do Côto, na Retorta, já lá vão mais de três décadas."


A cache

Esta cache de tamanho regular, leva-vos a conhecer alguns destes moinhos. O local parece um pouco abandonado, mas é muito agradável, principalmente em dias solarengos.  O que vão encontrar? O que vêm nas fotografias e algo mais!

A coordenada dada leva-vos até à cache. Devido à vasta vegetação,  o sinal pode ser fraco e a margem de erro pode ser significativa. (consultem  a foto spoiler caso achem  necessário)

A Cache contém um cartão de boas vindas e de informação acerca do que é o geocaching. Um “Log Book” e algumas pedrinhas transparentes para troca. Por favor, se levar alguma coisa deixe algo em troca.

Lembre-se:


- Traga as crianças, eles adoram uma “caça ao tesouro”, mas tenha muito cuidado em certos locais.
- Traga um saco para lixo “Cache in, Trash out”.
- Traga a máquina fotográfica.
- Coloque a suas impressões na web.

Seja discreto. Alguma colaboração na manutenção do Cache será muito apreciada.

Divirta-se, obrigado.

 

Additional Hints (Decrypt)

ire sbgb fcbvyre

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

154 Logged Visits

Found it 136     Didn't find it 4     Write note 3     Publish Listing 1     Needs Maintenance 9     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 41 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/15/2017 3:39:11 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:39 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page