Skip to content

Reduto de Monte Cintra [Sacavém] Traditional Geocache

This cache is temporarily unavailable.

Bitaro: Olá vsergios,

Pelo teor dos últimos registos, parece necessária a intervenção do owner para verificar o estado da geocache.
Até lá, ficará temporariamente inactiva.

Por favor leia atentamente as Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Esta designação serve para geocaches que estão com alguma questão pendente ou um problema temporário por resolver.
Como owner, tem ao dispor, pelo menos, quatro soluções possíveis:

  1. Efectuar a manutenção necessária e reactivar a geocache, dentro do prazo estabelecido pelas Linhas de Orientação
  2. Colocar uma nota na geocache com o plano de manutenção, caso esta não possa ocorrer num curto espaço de tempo. Nessa nota deve constar:
    • o prazo em que pretende efectuar a manutenção,
    • o argumento pelo qual o prazo indicado abaixo terá de ser ultrapassado para que fique novamente activa;
  3. Caso não consiga assegurar a manutenção da mesma, pode considerar o processo de adopção por um geocacher local;
  4. Arquivar a geocache se não tiver disponibilidade para assegurar o estado pleno da mesma. Por favor, tenha em consideração que nesta opção é necessário remover a geocache ou os conteúdos da mesma para evitar que se tornem lixo (*geolitter*).

Assim, caso não seja feita manutenção ou indicado um motivo válido pelo qual a geocache deva estar desactivada além do tempo previsto pelas Linhas de Orientação, a mesma será arquivada num prazo de 60 dias (este prazo não é rigoroso enquanto a pandemia COVID-19 se mantiver - a manutenção deverá ser feita sempre em segurança, pois a sua saúde está primeiro que a saúde da cache!).

Relembro que não é possível desarquivar uma geocache que seja arquivada por falta de manutenção.

Obrigado pela colaboração
Bitaro
Community Volunteer Reviewer

Centro de Ajuda
Linhas Orientação

More
Hidden : 04/19/2009
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


forte em talude

Reduto de Monte Cintra / Forte de Sacavém

O actual forte foi erguido na segunda metade do século XIX (no local onde fora erguida uma outra fortificação, no início desse mesmo século, construída no quadro das Linhas de Torres Vedras), na sequência da abertura da estrada militar que circunvalava a capital portuguesa, desde a ribeira de Algés até ao rio de Sacavém, passando por Monsanto, Benfica, Lumiar, Ameixoeira, Odivelas, Charneca, Camarate, Olivais, Chelas, e terminando em Sacavém. Tanto este forte, em posição dominante sobre o Monte de Cintra, como as demais estruturas de apoio, tinham como função complementar a guarnição da última das linhas defensivas do acesso à capital, que integravam o Campo Entrincheirado de Lisboa.

Reduto dissimulado na paisagem, dadas as estruturas construídas se inserirem em taludes, e considerado fundamental para a defesa de Lisboa, devido à implantação privilegiada, dominando uma das principais entradas da capital, a ponte sobre o rio Trancão e o próprio rio, parte do rio Tejo e o caminho-de-ferro. Constitui um dos exemplares mais valiosos e característicos do sistema defensivo terrestre conhecido pelo Recinto de Segurança Sacavém-Caxias e uma das fortificações da 1ª linha do Campo Entrincheirado que acabou por ser construído, juntamente com o Reduto de Monsanto, o Forte da Ameixoeira e o de Caxias. Destaca-se ainda pelo facto das obras recentes de reconversão funcional terem procurado respeitar a sua tipologia e características construtivas, tendo-se, por exemplo, mantido o antigo sistema de ventilação e arejamento dos paióis e casamatas, o forro de madeira e prateleiras para o armamento num dos paióis, as comunicações por túnel, grande parte das construções isoladas sob os taludes, etc..

Apresenta portal de maiores dimensões do que o túnel de acesso ao terrapleno interior, impedindo a entrada de carros e criando a ilusão ao atacante de uma facilidade de entrada que não existia, e o túnel com perfil em duplo cotovelo, impedia o ataque directo ao terrapleno interior a partir do exterior. Inicialmente, o portal era servido por ponte levadiça, levantada por guincho, a partir de um compartimento acasamatado ao abrigo de bombardeamentos. Inicialmente, o fosso só tinha acesso a partir da contra escarpa, junto ao portal de acesso ao reduto, datando o portal existente a SO. da 1ª metade do séc. 20. O edifício central era constituído apenas pelo piso térreo, tendo o segundo sido construído em 1939, aquando da adaptação do reduto a depósito de munições de infantaria; no vestíbulo do andar superior conservaram-se, nas obras recentes, dois armários para colocação das armas e munições individuais, em ferro, elementos que existiam ao logo das camaratas.

Actualmente, e continuando a ser propriedade pública estatal, e desde sensivelmente 1999, o reduto foi adaptado e reafecto ao IHRU. Aproveitando as excelentes condições de preservação que os paióis proporcionam, os mesmos foram adaptados para tratamento arquivístico e de depósito de documentação histórica a qual é minuciosamente tratada nos laboratórios das instalações.

O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, é um Instituto português dependente do Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, resulta da reestruturação e redenominação do antigo Instituto Nacional de Habitação (INH), tendo nele sido integrados o Instituto de Gestão e Alienação do Património Habitacional do Estado (IGAPHE) e parte da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais.

O IHRU, tem por missão assegurar a concretização da política definida pelo Governo para as áreas da habitação e da reabilitação urbana, de forma articulada com a Política de Cidades e com outras políticas sociais e de salvaguarda e valorização patrimonial, assegurando a memória do edificado e a sua evolução. O SIPA - Sistema de Informação para o Património Arquitectónico do IHRU, herdeiro do espólio das instituições que a antecederam, nomeadamente a DGEMN, é uma base de dados com mais de 25.500 entradas sobre o património arquitectónico português e de origem portuguesa, incluindo assim os países e territórios onde os portugueses assinalaram a sua presença, com especial relevância em relação aos PALOP's e aos países que constituem a CPLP. O Conceito de património não se limita aos imóveis, estendendo-se à paisagem humanizada e mesmo ao património imaterial, contendo informação sobre os valores sociais e culturais.

O Departamento de Informação, Biblioteca e Arquivos do Sistema de Informação do Património Arquitectónico é visitável no seguinte Horário: 2ª à 5ª feira, das 13H00 às 16H30.

Ocasionalmente o Forte abre as suas portas a visitas públicas guiadas ao edifício militar denominado "Reduto de Monte Cintra" onde se pretende mostrar a estrutura arquitectónica e a sua intervenção de restauro e de readaptação a novas valências, bem como uma visita dedicada à área da Preservação e Conservação onde costuma ser feita uma abordagem aos métodos científicos utilizados na conservação de peças documentais. Eu já visitei, e é espantoso. Recomendo vivamente.


Muitas mais informações sobre esta estrutura e os seus actuais serviços poderão ser obtidas aqui:
IHRU - www.monumentos.pt - N.º IPA: PT031107120046
O Forte de Sacavém na Wikipedia 



Sacavém Fortress


The Redoubt of Mount Cintra (or Mount Sintra) vulgarly known as Fort of Sacavém, is situated in the city of Sacavém, municipality of Loures, district of Lisbon, in Portugal. Situated in the right edge of the river Trancão, in the call Sintra Mount of where the name happens it, scarce the 800 meters of its confluence with the river Tagus, its construction dates to the beginning of XIX century, in the cenary of the workmanships of blockhouse of the Portuguese capital, implanting themselves in the top of a small mount about 35 meters of altitude and thus assuming a strategical position that involves the surrounding space. The plant has an irregular pentagonal format (Vauban type) and is encircled by an irrigation ditch, being partially embedded in the ground, what makes it unperceivable when seen from an inferior altitude, making possible the absorption of an eventual impact of a projéctil gone off in its direction; also it was prepared to receive fast infantry in the rear and artillery in the flanks.


Forte Sacavem Atrio

Tunel curvo de acesso

forte ceu

forte perspectiva

escadaria acesso paiol

forte

forte taludes

forte tunel 2



This page was not generated by GeoPT Listing Generator, but it could have been

Additional Hints (No hints available.)