Skip to content

<

Navegar até ao Erges - MG09

A cache by MitoriGeikos Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/22/2009
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:






Navegar até ao Erges - MG09

Foto 1


O Erges (Eljas ou Erjas em castelhano e Ellas na fala da Extremadura) é um rio que forma a fronteira hispano portuguesa na maior parte de seu percurso, afluente da margem direita do Tejo.


Nasce em Espanha na Sierra de Gata, passando, no troço superior, entre as povoações de Valverde del Fresno e Eljas, onde é falado um dialecto galaico-português. Faz fronteira entre Portugal e Espanha durante cerca de 50 km, passando pelas ruínas do castelo de Salvaleón, pelas Termas de Monfortinho, por Salvaterra do Extremo, pelo castelo de Penafiel, por Segura (sob a ponte romana). Desagua no Tejo cerca de 12 km a jusante de Alcántara.

 

Foto 2

Foto 3

O rio Erges corre aproximadamente de Norte para Sul, afluindo na margem direita do rio Tejo. O seu vale, em V, é relativamente estreito e profundo, e, principalmente nas cotas inferiores, devido à acção erosiva do rio, pode observar-se uma esteira de afloramentos xistosos no interior dos quais corre. Durante o Verão o caudal é fraco, restando os pegos por vezes longos e profundos. No Inverno, a situação inverte-se e pode transformar-se num curso de água com algum significado.

 

No vale do rio Tejo as margens são abruptas, encontram-se revestidas por denso matagal, sendo de difícil acesso. Toda a margem primitiva, com maior probabilidade de conter gravuras rupestres, encontra-se submersa pelas águas da albufeira criada pela barragem de Cedillo.

 


A jusante de Salvaterra do Extremo, o curso do Erges banha o Parque Natural do Tejo Internacional.

O canhão fluvial do rio Erges, caracterizado por possuir o maior afloramento rochoso de origem granítica na região do Tejo Internacional, assume especial relevância por constituir um importante local de nidificação e de repouso para várias espécies de aves necrófagas e rupícolas como o britango Neophron percnopterus, a águia de Bonelli Bonelli Hieraaetus fasciatus, a águia-calçada Hieraaetus pennatus e a águia-cobreira Circaetus gallicus. Neste singular património paisagístico, onde os efeitos da erosão das águas do rio Erges formaram três gargantas numa curta distância, podem ainda observar-se diversas espécies de andorinhas Hirundinidae, o melro-azul Monticola solitarius, o borrelho-pequeno-de-coleira Charadrius dubius, o guarda-rios Alcedo atthis, o abelharuco Merops apiaster, bem como diversos passeriformes.



Foto 4

A CACHE

O desafio desta cache é muito simples, navegar até ao Erges, o nome diz tudo.

Como geocacher exemplar deve fazer algum trabalho de casa e depois fazer algum trabalho de campo, para que a navegação possibilite um found sem problemas.

O emaranhado de caminhos pode gerar algum desespero, mas o GPS'r dá sempre uma boa ajuda.

Chegados ao local disfrutem ...

 

Foto 5




FONTES

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Erges

http://jn.sapo.pt/VivaMais/Interior.aspx?content_id=964992 

http://portal.icnb.pt/ICNPortal/vPT2007-AP-TejoInternacional/Visitar+Area+Protegida/Sugest%C3%B5es+Visita/Pontos+de+Interesse/?res=1024x600 

http://www.naturtejo.com/conteudos/pt/images/geoturismo/pdf/salvaterra.pdf






Additional Hints (Decrypt)

Qronvkb qb pbfghzr ...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)