Skip to Content

<

Pedro Álvares Cabral [Santarém]

A cache by geo-amd Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/28/2009
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation
[This translation box was created by geo-amd. You are free to use it in your own cache pages.]
[English summary]

Pedro Álvares Cabral

A expedição de Cabral ao Brasil e à Índia

Pensa-se que Pedro Álvares Cabral tenha nascido em Belmonte, na Beira Baixa, numa família nobre. Em 1499, quando tinha 33 anos, foi nomeado pelo rei D. Manuel I como Capitão-Mor da 2ª armada da Índia, após o retorno de Vasco da Gama. A missão de Cabral era a de estabelecer relações diplomáticas e comerciais com o Samorim, e introduzir o Cristianismo, pela força das armas se necessário. Realmente Cabral foi escolhido, mais pelas capacidades militares do que náuticas.

A armada foi a mais bem equipada do século XV, integrada por dez naus e três caravelas e transportando entre 1200 e 1500 homens, entre funcionários, soldados e religiosos. Incluía navegadores experientes, como Bartolomeu Dias e Nicolau Coelho. A armada partiu de Lisboa a 9 de Março de 1500, após missa solene na Ermida do Restelo à qual compareceu o rei e toda a corte.

Talvez por causa duma tempestade na costa africana, talvez por outra razão, a partir de certo ponto a frota navegou para Sudeste. A 22 de Abril, após quarenta e três dias de viagem, a tripulação avistou o Monte Pascoal no litoral sul da Baía, Brasil e, no dia seguinte, foi a terra e teve o primeiro contacto com os nativos. Depois, a armada navegou ao longo do litoral para o Norte em busca de abrigo, fundeando na actual baía de Santa Cruz Cabrália, nos arredores de Porto Seguro, onde permaneceu até 2 de Maio. Quando lá chegou, Cabral recebeu alguns nativos no seu navio.

Acreditando estar numa ilha, Cabral denominou a nova terra de "Ilha de Vera Cruz". Como sabia estar a Oeste da linha do Tratado de Tordesillas, também tomou posse da terra em nome da Coroa Portuguesa, mandando erigir uma cruz e realizar uma missa. [A mentalidade eurocêntrica da época era assim... na verdade aquela terra já tinha como donos os vários povos indígenas que lá viviam há séculos - os tupinambás, os tupiniquins, os aimorés, etc.] Depois, Cabral enviou de volta ao reino uma das embarcações menores com a notícia da descoberta - a famosa Carta de Pêro Vaz de Caminha. Esta foi a descoberta oficial do Brasil por Portugal. Mas outras zonas da costa do Brasil (nomeadamente Pernambuco e a foz do Amazonas) já tinham sido descobertas pelo navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón alguns meses antes, em Janeiro de 1500. Acredita-se também que, dois anos antes, o Brasil teria já sido visitado pelo navegador português Duarte Pacheco Pereira numa expedição secreta, organizada com o objectivo de reconhecer as zonas situadas para além da linha de demarcação de Tordesillas.

Em 3 de Maio de 1500, Cabral retomou a sua viagem para a Índia. Ao cruzar o cabo da Boa Esperança, quatro de seus navios perderam-se durante uma tempestade. Como já tinha perdido um navio perto de Cabo Verde e como tinha mandado outro de volta, já só restavam 7 embarcações. Em 16 Julho atingiu Sofala, a 20 de Julho chegou a Moçambique onde foi bem recebido e em 26 de Julho chegou a Kilwa onde não conseguiu chegar a acordo com o chefe local. Em 2 de Agosto chegou a Melide onde foi bem recebido e onde arranjou dois pilotos para o levar em segurança à Índia. Em 13 de Setembro a sua armada, cada vez mais reduzida em número, chegou a Calecute, onde Cabral assinou o primeiro acordo entre Portugal e uma potência da Índia, apesar do clima de desconfiança entre as duas partes. Mas, três meses depois, a feitoria portuguesa foi atacada por negociantes que não desejavam concorrência nas suas rotas das Especiarias (Pêro Vaz de Caminha foi um dos 30 portugueses que morreram nesse ataque) e Cabral retaliou bombardeando Calecute e afundando 15 navios. Cabral seguiu depois para Cochim e Cananor, onde as coisas correram melhor pois conseguiu carregar as suas naus com especiarias e produtos locais. Feito isto, retornou à Europa.

Depois de mais algumas peripécias e mais navios perdidos, Cabral chegou a Lisboa a 31 de Julho de 1501, sendo aclamado como herói. Contudo, das treze embarcações iniciais, regressaram apenas quatro, felizmente carregadas de preciosidades.

Cabral em Santarém

Convidado pelo soberano para comandar a 3ª expedição ao Oriente em 1502, Cabral desentendeu-se com o monarca acerca da escolha de Vicente Sodré (da família de Vasco da Gama) para comandar uma das secções da frota. Como Cabral recusou partilhar o comando, o Rei acabou por trocá-lo pelo próprio Vasco da Gama.

Fixa-se então em Santarém, a 2ª cidade do reino, à espera de um sinal do rei para uma nova tarefa ao serviço da coroa. Aos poucos aprende a caminhar e a passear a cavalo na Ribeira de Santarém, a ir à missa na Igreja da Graça (muito perto da sua casa) ou a conversar com os aldeões. Lentamente deixava de ser um visitante. O sinal do rei nunca chegou e Cabral não recebeu mais nenhuma missão oficial até ao fim da vida. Mas o rei não se esqueceu completamente dele pois concedeu-lhe alguns benefícios a partir de 1515.

Faleceu por volta de 1520, relativamente esquecido, e foi sepultado em campa rasa na Igreja da Graça da cidade de Santarém.

Cabral é lembrado pelos brasileiros como aquele que descobriu o Brasil, sendo homenageado anualmente a 22 de Abril. Foi-lhe erguido um monumento na cidade do Rio de Janeiro. A cidade de Belo Horizonte homenageou-o, dando-lhe o nome a uma das suas principais vias, a Avenida Álvares Cabral.

Em Portugal, Cabral tem monumentos em Lisboa, em Belmonte (sua terra natal) e em Santarém (cidade onde está sepultado).

Igreja da Graça

Para os interessados em visitar a bela Igreja da Graça, incluindo a campa de Cabral, informa-se que a igreja encerra diariamente às 17:30 e que não abre às 2ª-feiras, 3ª-feiras e feriados. A entrada é gratuita.

Mesmo ao lado da Igreja da Graça, visita-se o local da antiga residência de Cabral, hoje transformada num espaço cultural luso-brasileiro, a Casa do Brasil.

Fontes: Wikipédia em Português; Wikipédia em Inglês; "A history of Portuguese overseas expansion", 1400-1668 By M. D. D. Newit, Editora Routledge, 2004

A cache

  • O ponto inicial situa-se junto da bela estátua de Pedro Álvares Cabral. A partir daí, você vai iniciar uma pequena excursão a pé de 200 metros, à descoberta dum território cheio de história!
  • Procure a data gravada no bronze da estátua e tome o último algarismo A. As coordenadas do ponto final são:
    N 39º 14.0(6+A)9 W 008º 40.73(4-A)
    (atualizado em 18/jun/2018).
  • Se achar que A está pouco nítido e é ambíguo, o menor dos possíveis valores é o correcto.
  • Neste local, já existiu uma outra cache: GC137V3 - Igreja da Graça.

English summary

  • Pedro Alvares Cabral was the commander-in-chief of the second expedition to India. Cabral got to Brazil while on his way to India. Cabral spend the last 20 years of his live in Santarém and was buried at Igreja da Graça.
  • The starting point is very near the statue of Pedro Alvares Cabral. The ending point is less than 200 meters away!
  • Look for the date engraved on the bronze statue and take the last digit A. The coordinates of the ending point are:
    N 39º 14.0(6+A)9 W 008º 40.73(4-A)
  • If you think A is a bit fuzzy and has an ambiguous reading, the smaller value is the correct one.
free counters

Additional Hints (Decrypt)

[PT] Rz onvkb, à nyghen qb frh hzovtb, qrageb qb hzovtb qn cnerqr.
[EN] Orybj, ng gur yriry bs lbhe oryyl ohggba, vafvqr gur oryyl ohggba bs gur jnyy.
.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

422 Logged Visits

Found it 397     Didn't find it 7     Write note 10     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Owner Maintenance 5     

View Logbook | View the Image Gallery of 152 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.