Skip to Content

This cache has been archived.

MightyREV: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.[/quote]

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado

[b] MightyREV [/b]
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

[url=http://support.groundspeak.com/index.php]Centro de Ajuda Groundspeak[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=340]Trabalhar com o Revisor[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77]Como ter uma cache publicada (mais) rapidamente[/url]
[url=http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx]As Guidelines são regras[/url]

More
<

S. Marcos, a Igreja que veio de longe [Arripiado]

A cache by TeamGeo2CV Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/08/2009
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

De Lisboa para o Arripiado, uma Igreja que veio de longe

 

Igreja de S. Marcos


As origens

A Igreja de São Marcos tem as suas origens numa pequena capela que existia junto à margem do Rio Tejo e cujo Santo padroeiro era o dito São Marcos. No entanto, pela sua localização, esta sofria ciclicamente dos danos causados pelas cheias, de tal modo que não houve alternativa à sua demolição e reedificação noutro local mais protegido da inclemência das águas.


O papel de Sommer D'Andrade

Em paralelo, quando surgiu o imperativo de alargar a estação de Comboios de Santa Apolónia, em Lisboa, foi necessário demolir a igreja de Santa Apolónia, antiga e dotada de belos ornamentos.


Ao tomar conhecimento desta situação, o Dr. Ruy Sommer D'Andrade (dono da Quinta do Arripiado), sendo amigo pessoal do Cardeal Patriarca de Lisboa, pediu que a fachada da igreja fosse poupada para ser reconstruída numa nova igreja na sua aldeia natal.


A fachada foi então doada pelo Patriarcado de Lisboa à Comissão de construção da nova igreja, no ano de 1958.


A peregrinação, de Lisboa ao Arripiado


Depois de desmanteladas e catalogadas, as cantarias da fachada foram transportadas por comboio até Tancos, daí seguiram de barco até ao cais de S. Marcos no Arripiado e, finalmente, em carros de bois até ao local de edificação da nova igreja.


A nova igreja

Sto António
A construção da nova igreja durou dois anos e, durante esse período, a população contribuiu para a edificação do templo através de peditórios efectuados e da angariação de fundos para a compra do relógio da torre. Completas as obras, a sua inauguração foi agendada para o dia 20 de Novembro de 1960, como se pode observar numa placa colocada no exterior do edifício.
A nova igreja ficou assim ornamentada com esplendorosa e antiga fachada, para orgulho e devoção dos fiéis. No interior do novo templo de S. Marcos, destacam-se o imponente tecto em madeira belamente pintado e os azulejos trazidos da antiga capela de S. Marcos.
No exterior, é visível o estilo barroco da fachada, donde se destacam o movimento ondulante do frontão e os elementos decorativos (florões) que encimam a fachada. Estes últimos, possivelmente por falta de espaço, ficaram embutidos nas torres laterais do edifício. No nicho central, encontra-se uma escultura de S. Marcos e o Leão Alado, cuja autoria, é do próprio Dr. Ruy D'Andrade, principal responsável de todo o projecto de construção da nova igreja.
S Marcos


As estórias da história

Entre as muitas histórias que se contam acerca da construção da nova igreja, há uma que se destaca. Antes do assentamento da enorme laje da soleira da porta principal, foi vontade do Dr. Ruy D'Andrade que ali fosse colocado um embrulho feito com duas chapas em cobre, sendo o conteúdo de tal documento desconhecido.

Todos os anos, por ocasião do mês de Agosto, há uma procissão em honra de S. Marcos, fazendo percurso de barco nas águas do Rio Tejo, entre as margens ribeirinhas das Aldeias do Arripiado e de Tancos. Ainda hoje há festa e arraial, comes e bebes, felicidade e euforia, no dia em que se inaugurou a igreja.



Informação adaptada do sítio da Câmara Municipal da Chamusca


A cache


Infelizmente não conseguimos encontrar o embrulho da lenda, pelo que até hoje este continua desconhecido. O desafio que lançamos é o de procurar outro tesouro escondido.


O container é uma micro-cache e o seu conteúdo inicial inclui apenas o logbook, material de escrita de emergência e uma geocoin por activar para o FTF

English version here (pdf document)

Additional Hints (Decrypt)

[PT] Ab ohenpb
[ENG] Va gur ubyr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

269 Logged Visits

Found it 222     Didn't find it 29     Write note 6     Archive 1     Needs Archived 1     Temporarily Disable Listing 3     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 1     Post Reviewer Note 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 20 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.