Skip to content

<

MUSEU TERRAS DE BASTO

A cache by eterlusitano Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 12/19/2009
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Já há uns tempos que queria partilhar convosco este fantástico espaço museológico, foi hoje o dia, aproveitam-no bem...

Resenha Histórica

A Secção Museológica de Arco de Baúlhe ocupa as instalações de material circundante daquela Estação terminus da Linha do Tâmega. Nela se encontra resguardado o Comboio Histórico (1890-1908) e outro material representativo da actividade ferroviária.

Com início na Livração, a Linha do Tâmega só começou a ser construída em Março de 1905 pelos Caminhos de Ferro do Estado – Companhia do Minho e Douro (CFE/MD).

Após grande polémica quanto à definição do traçado e à quantidade de empresas interessadas na sua construção, só em 1898, quando começam os estudos de organização do Plano das linhas a norte do Mondego, aprovado em 1900, se classificou definitivamente esta linha como complementar da Linha do Douro.

Em via reduzida (1,00 m), entre Livração, Amarante e Cavez, pela margem direita do rio Tâmega, entroncando naquela última localidade com a Linha de Guimarães a Chaves (a Linha de Guimarães chegou apenas a Fafe).

O primeiro troço, entre Livração e Amarante, é inaugurado em 20 de Março de 1909. Só mais tarde, na Lei de 03/04/1913, o Fundo Especial dos CFE previu satisfazer a construção da linha, para além de Amarante, o que nada resolveu.

Em 1916 novo impulso é dado, mas os trabalhos de construção dos 5 Km de linha, entre Amarante e Gatão, só terminaram (I Guerra Mundial de permeio) com a inauguração em 23/06/1928. Mais cinco anos se gastaram para construir o troço entre Gatão e Chapa (5 Km), aberto à exploração em 22/06/1926.

Em 1927 a CP toma de arrendamento as linhas do CFE e subarrenda a do Tâmega à Caminhos de Ferro do Norte de Portugal (NP).

De Chapa a Celorico de Basto demorou o comboio a chegar seis anos (20/03/1932), de nada valendo o empenho de Elvino de Brito e Paçô Vieira.

Em 21/12/1933 era aprovado o projecto entre Celorico e Arco de Baúlhe. Mas em 12/05/1941 a Comissão Administrativa da NP, nomeada pelo Governo em 05/08/1933 devido à grave crise ferroviária desta década, mandava suspender a exploração em todo o percurso, apesar de estarem feitos trabalhos de terraplanagem e quase concluído o viaduto de Maratamá.

Em 1947 esta linha passa a fazer parte da rede ferroviária nacional, explorada apenas pela CP.

O comboio chega finalmente a Arco de Baúlhe em 15 de Janeiro de 1949.


Museu Ferroviário

O Museu ferroviário resguarda:

LOCOMOTIVA MD 407 / CP E167
Ano de Construção: 1905 a 1909
Construtor: Henschel e Sohn
Timbre da caldeira: 12 Kg/cm2
Esforço de Tracção: 7175 Kg
Tipo de Distribuição: Walschaerts/Plana
Capacidade de aprovisionamento Água: 3500 l / Carvão: 1300 Kg

CARRUAGEM VV C34 / CP CEyf 453
Ano de Construção: Princípio sec. XX
Construtor: ??? (Bélgica)
Classe: 3.ª
Em 1947 numerada CP C2

AUTOMOTORA A GASOLINA ME5
Ano de Construção: 1948
Construtor: Oficinas da CP/Lisboa
Motor: Chevrolet
Lugares: 11 de 1.ª classe / 16 de 2ª classe / 10 de pé

CARRUAGEM NP C81 / CP CEfv 79
Ano de Construção: 1890
Construtor: Of. PPF/Porto (Só chassis)
Classe: 3.ª
Reconstruída nas Oficinas da C.ª dos Caminhos de Ferro do Porto à Povoa do Varzim

CARRUAGEM-SALÃO CN SAyfv 2 / CP SEyf 201
Ano de Construção: 1906
Construtor: Carl Meyer & Cª/Dusseldorf

CARRUAGEM-SALÃO MD ARs 1 / CP SEfv 4001
Ano de Construção: 1905
Construtor: Atellers Germain/Belgica


Horário de funcionamento
De Terça-feira a Domingo
Das 9:00 horas às 12:30 horas;
Das 14:00 horas às 17:30 horas
Encerrado às segundas -feiras e nos dias 25 de Dezembro e 1 de Janeiro
Marcação e/ou preparação de visitas em grupo:
• Telef. +351 253 666 350
• Fax. +351 253 666351
• E-mail. museu-terrasbasto@clix.pt

DESCRIÇÃO DA CACHE
Uma cache regular bem protegida da chuva…

P.F. RECOLOQUEM A CACHE NO MESMO LOCAL E DA MESMA FORMA COMO A ENCONTRARAM.
SEJAM DISCRETOS. A MÁQUINA FOTOGRÁFICA AJUDARÁ IMENSO…

Tirem fotos do museu e da linha, VISITEM O MUSEU, vale a pena…
Obrigado pela vossa visita. Divirtam-se.

Additional Hints (Decrypt)

Qb ynqb reenqb YYC 10.8
Qb ynqb pregb P, ET8-79, phvqnqb pbz n pnorçn, aãb hfrz ynagreanf cnen aãb côe n pnpur rz evfpb, boevtnqb...
Yrirz pbz dhr rfperire, aãb nprvgb sbgbybtf...qrvkrz vthny c.s.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.